domingo, 30 de dezembro de 2018

Não me esnobe

Não me esnobe

Não me esnobe que você também é ninguém.
Pode ser vã filosofia,
Mas, não faço desdém com 
Alguém, todos são iguais
Assim como o ar que respiramos.

Não me esnobe que você 
Também não é ninguém.
Acuda este coração cansado.
De sofreguidão, 
Se vier com desdém, tudo vai ficar
Quieto e este sufoco vai nos 
Matar.

É melhor também amar
Que a solidão, que a paixão, a traição,
É melhor não se esnobar, 
Afinal,  tudo isso não é 
Escolar, é apenas um 
Papo de bar.

Não me esnobe que você
Também não é ninguém.

Glaison/
Masa

Jornal de Saúde