domingo, 23 de dezembro de 2018

Passagem a R$ 4,50 e auditoria a põe R$ 6,35, mesmo com a demagogia de Kalil, que será conhecido, como, O demagogo

Afronta e demagogia e a população perde e vai ser obrigada a para transporte ruim e caríssimo para lucro de poucos milionários

Alexandre Marcello Kalil, vai entrar para a história dos prefeitos de Belo Horizonte, como, KALIL, o demagogo. O sindicato das empresas de Transporte Público de BH/MG., também. A auditoria, a tal Caixa Preta, que o Kalil, afirmou que iria revelar durante um suspense de 15 dias. Saiu pela culatra, essa auditoria deve ter sido feita pelo Sindicato que quer aumento da tarifa para R$ 6,35, resultado da auditoria, isso mesmo.
É um dos maiores escândalos do Brasil, a tarifa a R$ 4,05 é a mais cara do Brasil, em termos de horário, conforto e atendimento por motoristas e cobradores, é a pior. Mandaram os trocadores, como são chamados aqui, embora, e o motorista que vira para cobrar e dirigir, ou melhor, para o Sindicato, motorista, não é motorista, é condutor, maracutaia para pagar piso diferenciado.
Em contrapartida, o número de fiscais, que agem com truculência e intimidação, aumentou e são visto em determinados locais em números de dois até de três e entram nos coletivos como autoridade "policial".
É aberração a passagem subir, em plena crise que o país atravessa e com alta de desemprego, para R$ 4,50, mesmo que reempregassem os 500 trocadores ou cobradores de passagens.
Mesmo, que a frota de carros seja municiada de 300 veículos novos, é lucro abusivo e as empresas nunca cumpre os cronogramas com a população, usa de cosmético esses ônibus, ou seja, para ocasiões especiais. No dia a dia, são ônibus lotados, de ida e vinda, para casa, se quiser.
As autoridades, como O  demagogo, não faz, absolutamente, nada.

Leia mais sobre essa palhaçada patrocinada pelos cofres públicos, onde o Sindicato, ainda tem o desplante de afirmar que vai processar a municipalidade devido a prefeitura não cumprir o contrato e eles, cumprem com horários, carros de qualidade, a empregabilidade, transporte de qualidade e segurança para idosos, crianças e parturientes?

https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2018/12/22/prefeitura-de-bh-propoe-tarifa-de-onibus-a-r-450-mas-reuniao-com-setra-termina-sem-acordo.ghtml

Jornal de Saúde informa

jornal de saúde

jornal de saúde Bhte, fev/19/02/2019 Araraquara confirma morte de mulher de 28 anos por dengue Leia e fique atualizado sobre saúde todos os...

Jornal de Saúde