domingo, 11 de novembro de 2018

Instituto Questão de Ciência, trabalha contra a prevenção em saúde e para quem, sobre as Terapias Integrativas do SUS-Sistema Ùnico de Saúde

Em 22 de novembro lançaram o Instituo Questão de Ciência para provar que as terapias integrativas do SUS-Sistema Ùnico de Saúde, não são verdadeiras e não merecem verba pública

ão pseudos cientistas, pois a ciência é a sabedoria, essa por sua vez, é Deus. A Homeopatia, é a energia atômica e nuclear, ou quântica, as ondas eletromagnéticas. Estes homens e mulheres vão receber fartas contribuições de laboratórios internacionais para manter a destruição implementada por duas Grandes Guerras Mundiais, onde a prevenção a doença deixou de ser prioridade e a medicação, o tratamento depois do adoecimento, com drogas e cirurgias. Saibam os doutores que Samuel Hannemahman curou tuberculose, no século que ela dizimou muitos homens e mulheres, ricos e pobres.
A massoterapia, a fitoterapia, a cromoterapia, o Reiki e outras terapias integrativas, como a Acupuntura, não precisa provar e tampouco comprovar com testes de ciência trôpega e que ainda engatinha com aparelhos que não detectam, às vezes, um câncer, uma anomalia numa veia do coração e as pessoas morrem de surpresa. Estudem a obra de Hannemahann, primeiro, o Imperador Amarelo, o livro e leia tudo sobre Mikao Usui. Mesmo assim, se prosseguirem, leiam a vida de Jesus Cristo, se prosseguirem, vocês estão fadados ao insucesso de suas vidas, material, a espiritual, já estaria fracassada e a morte no anonimato e vexaminosa, será o epitácio, daqueles que escondem a verdade, pelo poder, pelo dinheiro, pelo falso prestígio.

Sem apoio das Forças Armadas, irrestrito, com apoio evangélico, o futuro presidente, não aprende lição recente

Jair Messias Bolsonaro, é difícil de reaprender lições do passado recente, mesmo sem apoio

Jair Messias Bolsonaro, não tem apoio geral e irrestrito das Forças Armadas, possui apoio dos evangélicos neopentecostais e outros. Isso, talvez, lhe empodera, além de ter sido eleito presidente da República, a ser diplomado em 10 de dezembro, com posse em 1o. de janeiro de 2019. Possui as prerrogativas legais de presidente da República, não a totalidade dos poderes, existem três Poderes no país, constituídos democraticamente e mantidos pelo mesmo sistema de eleição, Congresso, Senado e Judiciário.

Portanto, Jair Messias Bolsonaro devia começar a ser interpelado até mesmo "judicialmente" sobre suas declarações que prejudicam segmentos sociais em detrimento de outros e causa mais privilégio ainda que há em nossa sociedade.

Por exemplo, afirmar que o trabalhador tem que escolher todos os direitos ou o desemprego. Agora atacar os professores, que são surrados nas salas de aula, ganham salários miseráveis pelo volume de aulas, responsabilidade e tensão social.
Ele esquece que foi esfaqueado devido o que saia de sua boca. Ameaças, armamento da população, palavras de ódio, de injustiça e raiva. Não justificam o ato de esfaqueamento, mas serviu para muitos, como reflexão.

O Brasil, que ele tanto, evoca, precisa é de Justiça, soluções inteligentes, distribuição de renda, através de salários dignos e reais com a situação de luco excessivo que os capitalistas que detém os meios de produção, tem, no pais e mandam para o exterior. Investem, mais em Fundos e papéis, onde ganham muito pouco de juros, mas preservam seu capital, e linha de crédito internacional.
Aqui é fácil, é pedir e ganhar dinheiro do BNDES, do Banco do Brasil, da Caixa Econômica(Instituições corruptas ou dirigidas por corruptos, até pouco tempo.).
Então, deste jeito, esse governo de Jair Messias Bolsonaro, será mais pífio do  que de Michel Temer, ressalvando que contra ele ainda não há investigação, suspeita e processos de corrupção.

Jornal de Saúde informa

jornal de saúde

jornal de saúde Bhte, fev/19/02/2019 Araraquara confirma morte de mulher de 28 anos por dengue Leia e fique atualizado sobre saúde todos os...

Jornal de Saúde