segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Atenção aos Sinais de Desenvolvimento Precoce da Criança: Puberdade Precoce é uma Disfunção e Deve Ser Tratada

  • Aparecimento de mamas e/ou de pelos pubianos em meninas com menos de 8 anos de idade e/ou  menstruação antes dos 9 anos de idade,  aumento do pênis e/ou dos testículos e/ou aparecimento de pelos pubianos em  meninos com menos de 9 anos podem ser sinais de puberdade precoce – quando o período considerado “normal” é de 8 a 13 anos para meninas e de 9 a 14 anos para meninos. 
  • A puberdade precoce é mais de 10 vezes mais comum em meninas do que em meninos.
  • Se não diagnosticada e tratada, esta alteração pode ter impacto psicológico e social na criança, além de afetar seu desenvolvimento. No início, essas crianças são, em geral, mais altas que seus amigos ou familiares da mesma idade. Essa aceleração do desenvolvimento ósseo na criança, antes do tempo considerado normal, pode resultar em baixa estatura na vida adulta. 2,6
“As crianças que apresentam desenvolvimento dos caracteres sexuais precocemente devem ser examinadas, e,em muitos casos, precisam ser tratadas. O principal objetivo do tratamento é impedir que a criança chegue à puberdade antes do tempo desejado e possa, assim, manter seu desenvolvimento cronológico compatível  com a idade óssea. As crianças mais desenvolvidas do que colegas da mesma idade podem desenvolver problemas de ordem psicológica e social, como depressão e discriminação. O diagnóstico e o tratamento precoces impedem o desenvolvimento, e previnem estas consequências indesejáveis”,  alerta Luis Eduardo Calliari, Professor Assistente da Faculdade de Ciências Médicas e Médico-Assistente do Departamento de Pediatria da Santa Casa de São Paulo.
A puberdade é comandada pelo eixo hormonal hipotálamo-hipófise-gônada. Quando este eixo é ativado antes da idade habitual, ocorre a puberdade precoce. A puberdade precoce pode ser central - ocasionada por alterações no sistema nervoso central, muito mais frequente, ou periférica, mais rara, que tem origem em outras partes do corpo, como tumores nos ovários ou testículos, problemas das glândulas adrenais e outros.
São diversas as possíveis causas da puberdade precoce, dentre elas estão as de origem familiar, idiopática (sem causa aparente) ou orgânica, como tumores e meningite, por exemplo. É importante ressaltar que, apesar dos pais poderem carregar o gene para puberdade precoce, ela não é hereditária. As meninas tendem a menstruar pela primeira vez próximo à idade da primeira menstruação da mãe, mas, também não é uma regra.
A puberdade precoce pode ocorrer também pela administração de hormônios de forma indevida, seja via oral (com medicamentos ou suplementos) ou cutânea (alguns cremes ou pomadas com estrógeno na composição).Além das situações sem causas aparentes, também há maior risco da criança desenvolver puberdade precoce se:
  • Está muito acima do peso recomendado para a sua idade e altura;
  • Foi exposta aos hormônios sexuais (estrogênio e testosterona) antes do tempo, por meio do uso de cremes, pomadas ou suplementos para adultos que contenham estes hormônios;
  • Tiver outras condições médicas, como Síndrome de McCune-Albright, hiperplasia  adrenal congênita e, em casos raros, hipotireoidismo;
  • Tiver recebido tratamento com radiação no sistema nervoso central, como os utilizados para tratar tumores, leucemia, entre outros.
 Nos meninos, a puberdade precoce é menos comum, mas suas causas podem indicar problemas mais sérios no sistema nervoso central ou nos testículos ou nas glândulas suprarrenais. 
Sobre o diagnóstico – O diagnóstico é realizado por um conjunto de informações, a partir do histórico clínico da criança, exame físico e testes complementares, como dosagem hormonal e exames de imagem como raio X de punho para avaliação da idade óssea e sua comparação com a idade cronológica.  Os médicos especializados são os pediatras e endocrinologistas pediátricos.
Tratamento – O tratamento da puberdade precoce depende de sua causa. Visa a regressão ou estabilização dos caracteres sexuais secundários e retorno do ritmo de crescimento da criança aos padrões considerados normais. Além disso, tem como objetivo também promover um ajuste psicossocial na criança, bem como alívio da ansiedade dos pais.  Com o monitoramento constante e tratamento adequados, a criança pode voltar a ter um crescimento e desenvolvimento compatíveis com sua idade cronológica.
 Como a puberdade começa
Geralmente, a puberdade começa em meninas entre 8 e 13 anos de idade e, em meninos, entre 9 e 14 anos. Na puberdade precoce, os sinais são semelhantes, porém acontecem antes do período considerado normal. Veja como a puberdade normal acontece:
Quando o corpo de uma criança está pronto para iniciar a puberdade, uma parte do cérebro chamada de hipotálamo libera um hormônio chamado de hormônio liberador da gonadotrofina (GnRH).
  1. Este hormônio faz com que a hipófise (uma pequena glândula na base do cérebro) libere dois outros hormônios: o Hormônio Luteinizante (LH) e o Hormônio Folículo Estimulante (FSH).
  2. O LH e o FSH estimulam os ovários e testículos a produzirem, principalmente, estrogênio nas meninas e testosterona nos meninos – hormônios responsáveis pelas alterações que vivenciamos durante a puberdade.

Vacinas: Campanha contra sarampo e poliomielite aplica 117 mil doses de vacinas em 7 dias no RS

Vacinas
Atualização diária  13 de agosto de 2018
NOTÍCIAS
Angola: 18% das crianças não seguem plano de vacinação
Cerca de 18% das crianças angolanas entre os 12 e os 23 meses não tomaram as vacinasrecomendadas em Angola, revelou a diretora adjunta do ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Projeto quer obrigar apresentação da carteira de vacinação durante matrícula
O vereador Alceu Batista (PV) está propondo um projeto de lei que pretende exigir a apresentação da carteira de vacinação no ato de matrícula ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Caixas de isopor estão substituindo geladeiras em salas de vacinação
A campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite começou com seis salas de vacinasfechadas em Foz do Iguaçu, no último dia 6 de ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Guarujá reduz horário de vacinação nas unidades de saúde
A Prefeitura de Guarujá reduziu o horário de vacinação nas unidades básicas de saúde (UBSs) e de saúde da família (Usafas) a partir desta ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Na primeira semana Paraná vacina 10% do público alvo
Na primeira semana da Campanha Nacional de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo, 1,16 milhão de crianças se vacinaram contra a pólio e 1 ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Campanha “Vacinar é proteger” ganha à avenida
No sábado, 11, as entidades idealizadoras da campanha “Vacinar é proteger” realizaram uma atividade na Esquina Democrática, com o intuito de ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Casos de sarampo voltam a subir em Manaus; são 121 novos em uma semana
Segundo a secretaria, a vacina de rotina é aplicada em pessoas de 1 até 49 anos. Mediante o avanço da doença em Manaus, a faixa etária foi ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Vacinação contra poliomielite segue até 31 de agosto
A campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo segue até o dia 31 de agosto em todo o Brasil, para imunizar crianças entre 1 e 5 anos.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Há quase 2000 processos contra médicos à espera de desfecho
Em relação às vacinas, provavelmente não haverá nada com um valor tão provado como as vacinas. Salvam milhões de vidas todos os anos”, diz o ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Redução de peso pode evitar 15 mil casos de câncer, diz pesquisa


Esse resultado indica que cerca de 4% da população brasileira sofre com os diferentes tipos de câncer

Uma pesquisa feita pelo Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), com a colaboração da Harvard University (Estados Unidos), em abril de 2018, concluiu que mais de 15 mil casos de câncer poderiam ser evitados com a redução de peso. Esse resultado significa que cerca de 4% da população brasileira sofre com os diferentes tipos de canceres.

Numa projeção futura, a situação é ainda mais alarmante, podendo agravar ao longo dos próximos sete anos. A pesquisa apontou que em 2025 a estimativa de pacientes cancerígenos atribuídos à obesidade e ao sobrepeso esbarrará num percentual de 5%, índice que atingirá em média 29 mil pessoas em todo o Brasil.
Especialistas concluem que toda essa situação decorre aos novos hábitos alimentares da população. “Vivemos uma fase de transição nutricional. Tornou-se uma epidemia no Brasil o consumo de alimentos calóricos com quantidade elevada de açúcar, sal e gordura. A partir disso, nos últimos 10 anos, houve um aumento nas prevalências da obesidade o que acabou causando um aumento no número de cânceres”, explica Dr. Henrique Eloy, especialista em cirurgia e endoscopia bariátrica e gastroenterologia.
Para o estudo, a pesquisa feita pela FMUSP e Harvard calculou a fração atribuível populacional (FAP) do câncer relacionado ao índice de massa corporal (IMC) elevado. A conclusão foi que entre os 400 mil diagnósticos anuais, cerca de 4% estavam ligados ao IMC elevado. A situação é mais preocupante entre as mulheres, nas quais 5,2% foram enquadradas – isso graças aos cânceres de ovário, útero e mama, exclusivos da população feminina.
Para os pacientes gerais (homens e mulheres) destacam-se outros 11 tipos da doença. Entre elas cólon, reto, vesícula biliar, rim, fígado, mieloma múltiplo, esôfago, pâncreas, próstata, estômago e tireoide. De acordo com o médico, essas regiões são alvo do acúmulo de gordura, consequência dos maus hábitos alimentares e também do maior consumo de produtos processados. “Isso sem contar o sedentarismo, o consumo de álcool, tabagismo e o fator genético – alguns indivíduos são mais propícios a engordar do que outros por questões hormonais”, esclarece Henrique Eloy.

Para reverter o quadro, Dr. Henrique Eloy aconselha mais atenção com a dieta e a prática de exercícios físicos. “Eu sei o quão a agenda do brasileiro do século XXI é apertada e corrida, mas é por conta desse aperto que precisamos redobrar a atenção à saúde. Inserir o esporte no cotidiano é uma obrigação universal, assim como manter uma boa alimentação e não deixar a consulta periódica com o seu médico de lado”, afirma.

Mais dados sobre a obesidade e o câncer

Segundo dados do IBGE, 40% da população brasileira tinha sobrepeso ou obesidade em 2002. Já em 2013, o total subiu para aproximadamente 60%. Considerando os mesmos fatores da pesquisa realizada pela FMUSP e Harvard, estimou-se que em 2012, cerca de 10 mil casos de câncer em mulheres e 5 mil casos em homens eram atribuíveis ao excesso de peso e obesidade aferidos dez anos antes.

Atualmente, de acordo com a pesquisa, o número de pessoas que poderiam reduzir o percentual de gordura para evitar o câncer é maior no Sul do país (3,4% de mulheres para 1,5% de homens) e Sudeste (3,3% de mulheres para 1,5% de homens).
Entre as mulheres, destaque para o Rio Grande do Sul (3,8%), Rio de Janeiro e São Paulo (ambos 3,4%). Já nos homens, temos altas nos estados do Mato Grosso do Sul e Sudeste São Paulo (ambos 1,7%).

Coração: No meu coração cabem dois pais


Coração
Atualização diária  13 de agosto de 2018
NOTÍCIAS
No meu coração cabem dois pais
Ver os pais se afastando costuma ser uma experiência difícil que pode ser piorada quando aparecem novos relacionamentos e surgem as figuras da ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Pai e filha morrem em acidente no interior de São Paulo; mulher fica gravemente ferida
"É com o coração sangrando que comunico o falecimento de dois amores da nossa vida...meu cunhado Paulo Gilvan e nossa princesa Eloisa.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Saiba quem são os papais famosos mais sexy e bonitões do momento e veja momentos de ...
Meu coração dispara quando olho para a minha filha. Ela tem uma energia muito forte comigo”, disse. É muita beleza em uma família só!
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Luan Santana e 10 músicas que você provavelmente não conhece, mas deveria
Que Luan Santana é um dos melhores cantores da atualidade, todo mundo já sabe. Com músicas de amor que fazem a gente acreditar que ele é o ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Vamos estudar2: O ALEITAMENTO MATERNO: A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO NA SAÚDE DA MÃE E DO BEBÊ

[PDF]   O ALEITAMENTO MATERNO: A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO NA  SAÚDE  DA MÃE E DO BEBÊ AADEO ARAÚJO - 2018 …...

Jornal de Saúde