quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Carnaval será de combate ao trabalho infantil para o Ministério do Trabalho


Campanhas de conscientização
e fiscalização serão intensificadas principalmente nos estados onde a festa atrai mais pessoas


A alegria do Carnaval tomou conta do país e o Ministério do Trabalho (MTb) colocou o bloco do combate ao trabalho infantil na rua. As superintendências regionais, principalmente nos estados onde a festa é grande e atrai multidões, intensificaram a fiscalização e as campanhas de conscientização. Em vários locais, há ações programadas para enfrentar o problema.

No Brasil, o trabalho é proibido até os 16 anos. Dos 16 aos 18 é permitido desde que não ocorra no horário da noite, sobretudo das 22h às 5h, não seja insalubre ou perigoso e não faça parte da Lista TIP (Trabalho Infantil Perigoso), onde estão relacionadas as piores formas do trabalho infantil. E é aqui que entram as atividades relacionadas ao Carnaval, que ocorrem em locais muitas vezes impróprios para crianças e adolescentes, em horários inadequados e em situações que expõem a juventude a perigos.

De acordo com a Lista TIP, crianças e adolescentes que trabalham como ambulantes, vendendo bebidas alcoólicas e até fantasias estão sujeitas a queimaduras por exposição a substâncias tóxicas e doenças da coluna. Além disso, elas podem sofrer prejuízos no desenvolvimento afetivo, dependência química, atividade sexual precoce, prostituição e alcoolismo.

A coordenadora da Divisão de Erradicação do Trabalho Infantil e Promoção da Aprendizagem doMTb, Marinalva Cardoso Dantas , lembra que quem for flagrado explorando mão de obra infantil ou adolescente estará sujeito a penalidades.

“Se for o pai ou a mãe, será notificado oficialmente. Se for outra pessoa, será autuada e terá prazo de 10 dias para pagar todos os direitos trabalhistas cabíveis e multa de cerca de R$ 400 por criança explorada, além de ficar sujeita a processos na Justiça do Trabalho. Os auditores-fiscais também farão uma notificação sobre a constatação de trabalho infantil e encaminharão um pedido de providências aos órgãos de proteção, como Conselho Tutelar e juizados do Trabalho e da Infância”, destaca Marinalva.


Bahia

Na Bahia, uma das irregularidades que mais preocupa os auditores-fiscais do Trabalho é o comércio ambulante, sobretudo venda de bebidas alcoólicas e alimentos. Para verificar essa situação, duplas de auditores-fiscais percorrerão os três circuitos do Carnaval (Campo Grande, Barra/Ondina e Pelourinho) de 8 a 13 de fevereiro, fiscalizando trios elétricos, bares e restaurantes onde pode haver ocorrência de trabalho infantil. Dez servidores estarão envolvidos na ação.

A Superintendência baiana do MTb participará ainda do Plantão Integrado de Proteção à Criança e ao Adolescente, que funcionará no centro da cidade. Além disso, os auditores pediram aos donos de camarotes que coloquem frases nos telões com mensagens sobre os perigos e penalidades do trabalho infantil.


Minas Gerais

Em Minas Gerais, a Superintendência Regional do Trabalho, em parceria com a prefeitura de Belo Horizonte e o Conselho Tutelar, imprimiu dez mil panfletos com informações e detalhes sobre o trabalho de crianças e adolescentes no Carnaval. O material será distribuído para a população e ambulantes cadastrados. As informações são sobre exploração e abuso sexual de menores, trabalho infantil e venda e consumo de bebidas alcoólicas por crianças, adolescentes e jovens.


Rio de Janeiro

A Superintendência Regional do Trabalho no Rio de Janeiro (SRT/RJ), em parceria com o Fórum Estadual de Combate ao Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalho Adolescente e com o Comitê de Proteção Integral à Criança e Adolescentes em Megaeventos do Rio de Janeiro, intensificará a fiscalização. Os auditores-fiscais estarão presentes no Sambódromo durante o desfile das escolas de samba e também em plantão de sobreaviso.

A auditora fiscal do Mtb, Fátima Chamas, destaca ainda a parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos na fiscalização para aumentar o efetivo. “As abordagens de rua serão feitas junto com os servidores da Secretaria”, informa.

A SRT/RJ também reuniu os ambulantes credenciados na prefeitura e explicou os tipos de violação e formas de trabalho infantil. Também orientou sobre o uso de bebidas alcoólicas e sobre como fazer denúncias em caso de irregularidades. A Superintendência também fez o mesmo trabalho com a Liga dos Blocos de Rua, onde acontece a maioria dos casos de trabalho infantil durante o Carnaval carioca.


Pernambuco

Em Pernambuco, foi dada a largada, nesta semana, à campanha "Ajude a proteger as nossas crianças, não compre produtos do trabalho infantil." A ação prevê distribuição de material educativo em locais de grande concentração de pessoas, com o objetivo de conscientizar a população.

A auditora-fiscal e coordenadora do Projeto de Combate ao Trabalho Infantil da Superintendência Regional do Trabalho de Pernambuco (SRT/PE), Lívia Macêdo, diz que as pessoas precisam saber dos riscos a que estão expostas as crianças que trabalham, sobretudo na comercialização de produtos na rua. Ela lembra que a evasão escolar é um deles. "O trabalho infantil afeta diretamente a educação. A maioria dessas crianças tem seu desempenho afetado pela dupla rotina precoce. Muitas abandonam os estudos", afirma.



Denúncias

As denúncias de trabalho infantil podem ser feitas em qualquer agência, gerência ou superintendência do Ministério do Trabalho no Brasil. Por telefone, o serviço Disque 100 do governo federal recebe todos os tipos de denúncia de violação contra crianças e adolescentes.

Campanha Põe no rótulo para informar sobre alergia nos alimentos na 4a. edição

No fim do mês de fevereiro, o Põe no Rótulo, movimento social que trabalhou para a aprovação da regulamentação da rotulagem de alergênicos, completa o seu 4o ano de existência.
Criado em 2014 por mães de crianças com alergia alimentar que buscavam mais clareza nos rótulos e segurança para aqueles que convivem com alergia alimentar, o movimento foi conquistando espaço e reconhecimento não apenas na defesa dos direitos de quem tem alergia alimentar, mas também por colocar luz na importância de que os rótulos dialoguem com os consumidores de maneira clara, transparente e compreensível.
No contexto atual em que há várias propostas de revisão da legislação de rotulagem, parte do grupo fundador decidiu assumir a ampliação do escopo do movimento, de modo a, sem deixar de lado a sua atenção com os alérgicos, contribuir com outras pautas de rotulagem, para além da rotulagem de alergênicos, e parte seguirá outros desafios.
É tempo de renovar o gás para um ano importante com muitos desafios para quem permanece, para quem segue novos caminhos e para toda a sociedade. E, independentemente do percurso, seguiremos juntos na construção de uma sociedade melhor.

saúde em geral
Atualização diária  8 de fevereiro de 2018
NOTÍCIAS
STF manda plano de saúde reembolsar SUS por atendimento na rede pública
BRASÍLIA - Planos de saúde estão obrigados a reembolsar o Sistema Único de Saúde (SUS) todas as vezes que seus usuários forem atendidos na rede pública. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem por unanimidade que a regra, prevista na lei que regulamenta a saúde suplementar, ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
100 anos depois da gripe espanhola, mundo continua vulnerável a pandemias, alerta OMS
GENEBRA - Cem anos depois da gripe espanhola, o mundo continua "muito vulnerável" a emergências de saúde. O alerta é do novo diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus. Ele assumiu o cargo há sete meses, mas apenas nesta quarta-feira, 7, concedeu em Genebra sua primeira entrevista ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Prefeitura confirma registro profissional falso de homem que atuava como médico
Suspeito trabalhava como clínico geral na Unidade Básica de Saúde de Itapetininga (SP) e está afastado do cargo. Executivo abriu ... Cláudio é servidor concursado pela prefeitura desde maio de 2016 e trabalhava como clínico geral com salário médio de R$ 116 por hora trabalhada. A prefeitura ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Secretário de Roraima diz que Ministério da Saúde vai suspender envio de remédio para malária
De acordo com a coordenadora geral de Vigilância em Saúde do estado, Daniela Souza, o estado tem hoje estoque para 9 mil tratamentos. Só no ano ... Em nota ao G1, o Ministério da Saúde informou que continua disponibilizando o remédio para todos os estados e municípios. (Leia a nota na íntegra ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Mais de 400 aprovados no concurso da Susam de 2014 são convocados; veja lista
Nesta chamada, a Susam priorizou os aprovados para as seis fundações de saúde, que terão 379 convocados. De acordo com a Susam, o governador Amazonino Mendes já determinou que seja feita uma nova chamada, dessa vez, para convocar novos servidores para a rede de saúde em geral.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Portugal volta a aumentar este ano cobertura de vacina contra a gripe
Portugal tem aumentado, nos últimos anos, a taxa de cobertura vacinal contra a gripe nos grupos de risco, afirma a Direcção-geral da Saúde, ... Na terça-feira, um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Centro Europeu para o Controlo de Doenças (ECDC) sobre a vacinação contra a ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Saúde oferece mais de 195 mil preservativos nesse período de folia
Uma das luzes que a festa de Carnaval também acende é a de atenção para a propagação de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e Aids durante o período. Pensando nisso, a Secretaria de Saúde de Bauru terá mais de 195 mil preservativos disponíveis para distribuição, durante campanha ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
OMS espera que campanha de vacinação contra febre-amarela no Brasil seja eficaz
Sobre a escassez de vacinas, o diretor-geral da OMS afirmou que a situação deverá ser resolvida. O representante precisou estar em contacto com quatro empresas que fabricam as vacinas para que estas possam ampliar a produção, tanto a curto como a longo prazo. O Ministério da Saúde brasileiro ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Ministério da Saúde confirma 353 casos e 98 mortes por febre amarela no Brasil
Um novo balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta quarta-feira (7) mostra os dados da ocorrência de febre amarela no Brasil. São 353 o número de casos confirmados de doença e 98 óbitos entre julho de 2017 e 6 de fevereiro deste ano. No mesmo período do ano passado, foram confirmados ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Tendas da Saúde prosseguem com ações no Litoral neste feriado
As barracas oferecem testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites B e C; aferição de pressão arterial; testagem de glicemia; participação de pesquisas de satisfação da Ouvidoria Geral da Saúde e orientações gerais sobre saúde. A mesma ação também acontece nas prainhas artificiais da região Oeste, ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Cuba abandona programa Mais Médicos. 11 mil Profissionais devem ir embora

Jornal de Saúde informa sobre saúde e outras notícias Atualização diária  ⋅   16 de novembro de 2018 NOTÍCIAS Cuba abandona programa ...

Jornal de Saúde