segunda-feira, 30 de abril de 2018

Google e Facebook estão bloqueando blogs como SPAM, mas sem fundamento algum, passíveis de ação indenizatório de Perdas e Danos Morais

A empresa Blogger, ou marca, da Google e do Facebook perseguem jornalista que mantém blogs de informação. O blog jsjornaldesaude.blogspot.com.br este que publico está matéria, está bloqueado, ou pela Google, ou por algum PALHAÇO e picareta do Facebook, mulher ou homem, que bloqueou minhas matérias, notícias sobre saúde em geral e outras de cunho econômico e político,. como SPAM.

Quando que uma matéria, quase todas colhidas através de Google notícias e publicadas como editoriais tem de SPAM, qual o produto que estamos vendendo. Quando publicamos essas matérias oriundas no blog Jsjornaldesaúde, essa publicação não invade nenhum email, nenhum site, nada que possa trazer qualquer tipo de transtorno, colocar em risco cadastros, pedir documentos, nada de de ou ofereça risco e prejuízos.

Somente, o o blog jsjornaldesaude faz é informar, orientar, investigar, as melhores, matérias, em todos os sites de notícias, jornais e informar seu público leitor, através desse blog e do site: jornaldesaude.com.br. Não tem explicação essas duas empresas fazem conchavo com PICATERAS ou são administradas por picaretas. Como o Facebook que forneceu dados sigilosos de milhões de contas, participou de forma ilegal das Eleições norte-americanas que elegeram Donald Trump e outras ilegalidades.

O facebook está sendo processado nos USA, aqui no Brasil o Google, foi processado devido não pagar os cliques do blog e enrolar por anos aqueles que confiam nesse sistema perverso e que publica publicidade a cada minuto e ganha pelo clique ou pelas visualizações Mas, não divide o pão e vai ter que pagar no mínimo R$ 3.000,00(três mil reais), pode ser que pague menos ou até mais tudo será decidido pelos juízes.

Marcelo dos Santos - MTb 16,539 SP/SP

ESPECIALISTAS INTERNACIONAIS E BRASILEIROS DEBATEM TEMAS RELACIONADOS À SÁUDE DA MULHER EM CONGRESSO MINEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA EM BH



ESPECIALISTAS INTERNACIONAIS E BRASILEIROS DEBATEM TEMAS RELACIONADOS À SÁUDE DA MULHER EM CONGRESSO MINEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA EM BH

Evento realizado pela Sogimig tem como foco a atualização de ginecologistas e obstetras para garantir atendimento  Discutir conteúdos científicos desafiantes e atuais, imprescindíveis para a saúde da mulher. Essa é a proposta do XI Congresso Mineiro de Ginecologia e Obstetrícia”, que será realizado, entre 9 e 12 de maio, no Hotel Ouro Minas. Iniciativa da Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (Sogimig), o simpósio contará com a presença de 5 professores internacionais e mais de 100 especialistas brasileiros, que apresentarão temas contemporâneos de referência para transformar a informação compartilhada em melhoria assistencial para as mulheres brasileiras.

De acordo com o presidente da Sogimig, Dr. Carlos Henrique Mascarenhas Silva, o grande atrativo do congresso é a grade científica: “estamos nos empenhando para oferecer aos nossos associados, através de renomados profissionais, o que há de mais recente na abordagem da mulher tanto na gestação, parto e puerpério, quanto nas diversas áreas da ginecologia (reprodução humana, climatério, doenças benignas ginecológicas e cancerologia feminina). Além disso, teremos reuniões e eventos dedicados aos residentes e aos acadêmicos, que são, sem sombra de dúvida, o futuro da nossa especialidade e portanto, da nossa Associação”.

Em Ginecologia, estarão presentes dois especialistas franceses, o Prof. Charles Chapron - referência mundial no tratamento da endometriose - e a Profa. Geneviève Plu-Bureau, especialista em climatério e reposição hormonal. Na Obstetrícia, destaque para a participação do argentino Prof. José Palácios Jaraquemada e do venezuelano Rafael Cortês Charry – reconhecidos internacionalmente pelo trabalho pioneiro no tratamento das hemorragias do parto. Fabricio Costa, da Austrália, também foi convidado para falar sobre medicina fetal e gravidez de alto risco.

Estarão presentes também, profissionais renomados de todo o país, nas mais diversas áreas da especialidade, para enriquecer os debates e trazer o que há de mais atual em evidência científica, com a finalidade de orientar e atualizar os congressistas, para a boa prática médica. Dentre esses assuntos destacam-se os seguintes eixos temáticos: endocrinologia ginecológica, contracepção, gravidez, parto, puerpério, saúde na gestação, reprodução assistida, cirurgia minimamente invasiva, urgência obstétrica, doenças benignas ginecológicas e suas repercussões, envelhecimento saudável, câncer feminino, e cirurgia robótica em ginecologia.

Além da grade científica regular, serão realizados cursos e up-dates em patologia do trato genital inferior, reprodução assistida, prevenção e manejo da hemorragia pós-parto: recomendações OPAS/OMS-Brasil, trauma perineal, climatério e sexologia. Será promovido também um “Fórum Nacional de Debate sobre a Disponibilidade Obstétrica”- que terá como proposta principal esclarecer a importância da relação transparente entre o obstétra e a gestante, contribuindo para que cada paciente opte pela forma da assistência médica que quer em seu parto.

Mais FERRO VELHO para a Lagoinha, que já tem dezenas, para "comprar" cobre roubada e queimado em praça pública

Local que será inaugurado em breve mais um ferro velho e parece é invasão, sem licença, alvará de funcionamento, na tora e a Prefeitura de Belo Horizonte permite, localizado na av. Antonio Carlos,  04 - bairro Lagoinha


Quem Acompanha o noticiário sabe das promessas do Prefeito Kalil e de sua Prefeitura em relação a Lagoinha, sua revitalização, como também, já enjou de notícias de homens que roubam a fiação até semáforo, queimam na praça Vaz de Melo e sob os viadutos e depois vão vender para os ferros velhos, em torno do bairro Lagoinha, Bonfim e outros.

Na foto acima, foi construído da noite para o dia um galpão, que parece ser invasão, e adivinha o que se´ra nesse galpão, que tem um grande Ferro VElho, nos fundos e se comunica com este de frente para a primeira avenida de Belo Horizonte, metro quadro caro, central. Outro ferro velho, para comprar diretamente ou indiretamente produtos furtados, cobre e outros que vão parar nos depósitos e depois vendidos muito mais caros para o comércio de forma de atacado.

Provavelmente não vão colocar placa, não tem numeração de rua ou avenida, certamente que não possui alvará da prefeitura, não vão pagar IPTU e para retirá-los de lá terão que ser indenizado. Do outro lado da avenida, outros espertalhões, depósito de bebidas, fez a mesma coisa e tomou parte da calçada como sua propriedade, mas este como é legalizado e fiscalizado, teve que derrubar toda a cerca, provisório, espertamente, fez para se colar, depois de uns 5 anos, faria a obra definitiva.

PMBH aparece na televisão e promete que vai cuidar dos moradores de rua, que vai integrar e fazer e acontecer. Isso é integração? Enquanto tive nesse entorno esses ferros velhos, desmanches de carros, enfim esse comércio paralelo, de furto e receptação de objetos roubado, pneus, sons, estepes e outros. A Lagoinha, pode ser mil vezes revitalizada que essa gente que gravita em torno desse comércio ilegal, não vai sair.

A solução é mudar esses ferros velhos para os bairros, distantes, rodovias e não deixar abrir mais, não conceder mais licenças para abrir ferros velhos nas imediações já seria de bom tamanho. Exigir certificação na compra e na venda do cobre e todos os produtos, bem como, nota fiscal de prestação de serviços para que paguem impostos para a municipalidade. Os estragos que esses homens e mulheres fazem em praças e jardins queimando cobre, é enorme e custo muito ao orçamento da prefeitura.

Marcelo dos santos - jornlsita - MTb 16.539 SP/SP

Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão repudia intimidação sofrida por repórter da TV Record Paraná


A FENAERT - Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão - vem a público manifestar seu repúdio à intimidação sofrida pelo repórter Marc Souza, da TV Record Paraná, enquanto intencionava realizar reportagem no acampamento onde estão simpatizantes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba. O profissional foi intimidado pelo presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, Milton Simas Jr.

O cerceamento da liberdade de expressão contra os jornalistas é ato inadmissível e acompanhamos democracias colocadas em risco em diversos países do mundo por isso. O que surpreende, desta vez, é que tais atos sejam praticados justamente por entidades representativas e colegas de profissão.
Ao chegar no local para realizar a cobertura, Souza foi abordado por Simas, que, por sua vez, o aconselhou a se posicionar próximo ao carro da polícia para que tivesse sua “integridade preservada”. O presidente também mencionou que “pra quem fala mal de movimento social” não seria recomendável que gravassem no local.

Em seu diálogo com o jornalista, o presidente do Sindicato declarou ainda que “a imprensa tá toda junta no golpe”, frase que generaliza e demonstra conflito de interesses. Ainda que se diga que a intenção foi “proteger” o profissional, o que se viu foi uma ação de intimidar e condicionar Marc Souza a um espaço específico de trabalho e comportamento condicionado pelos manifestantes para que pudesse atuar no local.

Atacar o profissional de imprensa, no seu pleno exercício da profissão, é ferir a Constituição, a democracia e o direito da sociedade em conhecer os fatos e acontecimentos de seu ambiente. Não é aceitável que se confunda militância com o cargo ocupado em uma entidade de classe. A liberdade de expressão não pode ser instrumentalizada para beneficiar terceiros ou para satisfazer vontades delineadas por objetivos políticos.

Apenas 9% dos asmáticos estão com a doença controlada no Brasil



 
Apenas 9% dos asmáticos estão com a doença controlada no Brasil
 
O Dia Mundial da Asma é em 1º de maio. Na ocasião, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) alerta que cerca de 32% dos asmáticos não fazem o tratamento correto no Brasil, o que leva a um descontrole da doença, conforme constatou a pesquisa Respira project: Humanistic and economic burden of asthma in Brazil.
O estudo, publicado este ano no Journal of Asthma, correlacionou o baixo nível de controle da asma com a qualidade de vida e a produtividade dos brasileiros, além dos gastos com saúde no país.
 
O artigo traz dados alarmantes: apenas 32% dos asmáticos aderem ao tratamento, 38,5% usam broncodilator – o que não trata a doença e está associado ao aumento da mortalidade na asma –, somente 12% utilizam um antinflamatório (corticoide) e 17% aplicam antinflamatório associado a broncodilatador.
 
“A asma é uma inflamação crônica nas vias aéreas e o fundamento da terapia para controle da asma é o uso de antinflamatório à base de corticoide, por isso, esse tipo de medicação deveria ser bem maior entre os asmáticos, e não apenas de 12%”, constata o pneumologista Dr. José Eduardo Cançado, primeiro autor do estudo e membro da Comissão Científica de Asma da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT).
 
“Como esses medicamentos têm efeitos colaterais, devem ser utilizados por via inalatória, na forma de bombinha. Desta forma, a dose utilizada é bem menor, o efeito local é maior e os efeitos colaterais são muito menores, porque a absorção sistêmica do remédio pelos outros órgãos é muito pequena”, explica o Dr. Cançado.
Para chegar ao resultado, os autores analisaram dados da Pesquisa Nacional de Saúde de 2015, incluindo 12 mil brasileiros com mais de 18 anos de idade, dos quais 494 eram portadores de asma.
 
Por meio de questionários, o levantamento mostrou, ainda, que os asmáticos apresentaram pior qualidade de vida que os não asmáticos, maior absenteísmo, comprometimento da produtividade no trabalho e maior presenteísmo (comparecimento ao serviço em condições desfavoráveis à boa produtividade).
 
A pesquisa também apontou que 43% das mulheres e 30% dos homens com diagnóstico de asma tiveram ao menos uma crise, e 80% deles usaram alguma medicação específica nos últimos 12 meses. Como resultado, os asmáticos utilizam duas vezes mais os serviços de saúde no Brasil, gerando gastos de quase R$ 50 milhões por ano com hospitalizações (DATASUS).
 
Sobre a asma
 
A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas que afeta aproximadamente 235 milhões de pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).
No Brasil, estimativas do International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC) apontam para uma prevalência de cerca de 20 milhões de pessoas, ou aproximadamente 13% da população, incluindo adultos e crianças.
 
“O olhar cuidadoso para as dimensões humanas e socioeconômicas da doença poderão subsidiar importantes passos no delineamento de políticas públicas de saúde destinadas à população ainda com insuficiente acesso à atenção primária e especializada”, considera a Dra. Maria Alenita Oliveira, Coordenadora da Comissão Científica de Asma da SBPT.

Maio cinza: mês da conscientização do câncer cerebral faz um alerta sobre a importância do diagnóstico precoce da doença



Maio cinza: mês da conscientização do câncer cerebral faz um alerta sobre a importância do diagnóstico precoce da doença
Maio cinza alerta para o diagnóstico precoce do câncer cerebral
O câncer cerebral é caracterizado pelo crescimento desordenado das células normais do cérebro. Este câncer pode se originar a partir de células do sistema nervoso central (SNC), classificado como primário, ou pode ter origem em tumores localizados em outros órgãos e as células doentes irem parar no cérebro, classificado como secundário.


No Brasil, segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), 4% das mortes por câncer estão associadas ao câncer cerebral. E em jovens com idade inferior a 15 anos, os tumores do cérebro são a segunda principal causa de câncer.

Embora o percentual de prevalência não seja tão grande – incapacidade e índice de mortalidade – são importantes os alertas à população para a necessidade de um diagnóstico precoce, principalmente porque seus sintomas, em sua maioria, se confundem com os de outras doenças.

O oncologista Bruno Conte, do Hemomed Instituto de Oncologia e Hematologia, recomenda que ao sentir sintomas recorrentes, o paciente deve procurar um clínico geral ou neurologista. A automedicação, além de mascarar e dificultar o diagnóstico do tumor cerebral, pode comprometer o prognóstico. “ O diagnóstico da doença em estágio inicial facilita o tratamento e aumenta a sobrevida”, alerta.

O Hemomed Instituto de Oncologia e Hematologia é o maior serviço ambulatorial privado no país com 10 mil atendimentos por mês em todas as subespecialidades oncológicas.

Tumor primário ou secundário

Os tumores cerebrais são em sua maioria secundários, ou seja, provém de metástases provenientes de outras partes do corpo, sendo que se origina, em metade dos casos, de um câncer de pulmão ou de mama.

O tumor cerebral, por si só, já é uma doença invasiva e ocasiona mudanças físicas, sociais e psicológicas na vida do portador. Em muitos casos, o tratamento deixa o paciente debilitado, impossibilitado ou limitado para realizar atividades até então consideradas normais em seu cotidiano. Existem vários tipos de tumores cerebrais. O importante é o diagnóstico preciso para identificar quando é benigno ou maligno.

Segundo o médico oncologista Bruno Conte, do Hemomed Instituto de Oncologia e Hematologia, todos os tipos de tumores cerebrais manifestam sintomas que variam conforme a parte do cérebro afetada, mas, basicamente, incluem dor de cabeça, tonturas, vômitos, alterações de equilíbrio, problemas de visão, convulsões, déficit neurológico progressivo e confusão mental.

“A dor de cabeça é geralmente mais intensa durante a manhã e desaparece após os vômitos. Alguns tipos de tumores podem provocar dificuldade em caminhar, falar ou a nível de sensibilidade”, explica o oncologista.

Saúde atualizada: Rombo no Fundo da Previdência de Picos chega a R$ 2,7 milhões




Saúde atualizada
Atualização diária  30 de abril de 2018
NOTÍCIAS
Rombo no Fundo da Previdência de Picos chega a R$ 2,7 milhões
Segundo a planilha atualizada sobre as contribuições, no Plano Previdenciário o município de Picos ainda não fez o repasse da Secretaria de Saúde competência 13º salário de 2017, cujo valor é de R$ 231.662,17. Também não repassou os valores da Saúde e do Fundeb referente às competências ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Doenças: Micro-organismos do corpo humano podem ajudar na prevenção de doenças e obesidade




Doenças
Atualização diária  30 de abril de 2018
NOTÍCIAS
Micro-organismos do corpo humano podem ajudar na prevenção de doenças e obesidade
Micro-organismos do corpo humano podem ajudar na prevenção de doenças e obesidade. Facebook · Twitter · Google + · Página Inicial; Alto Contraste -A +A ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Suicídio de adolescentes: um outro olhar
Vamos entender: há doenças do corpo e doenças da mente. Podemos compreender adolescentes que morrem em consequência de doenças do corpo, como um câncer, por exemplo. Os pais, a família, professores ou amigos não se sentem “culpados”. É difícil aceitar que um jovem morra de câncer, ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Doenças mentais de diferentes tipos assombram jovens
Dados levantados pela Organização Mundial da Saúde no ano passado mostram que cerca de 10% a 20% das crianças e adolescentes de todo o mundo sofrem de transtornos mentais (casos de depressão, ansiedade e síndrome do pânico). A pesquisa mostra que, entre os brasileiros, ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Vaticano: Papa manifesta apoio a quem sofre com Doenças Raras
Cidade do Vaticano, 30 abr 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco manifestou hoje o seu apoio a doentes e familiares da associação 'Uma vida rara', pedindo respeito pela dignidade de quem vive com DoençasRaras. “Cada vida humana é única e se uma doença é rara ou raríssima, mas ainda é a vida ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Sociedade Brasileira de Pneumologia lança campanha nacional
Asma leve, moderada e grave e DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), são doenças respiratórias que matam diariamente centenas de brasileiros. A Campanha Escute seu Pulmão é uma iniciativa da SBPT (Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia) com o apoio da GSK para alertar a ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Como as bactérias que você carrega podem estar afetando seu estado de espírito
Até mesmo transtornos como depressão, autismo e doenças neurodegenerativas, como o mal de Parkinson, podem de alguma forma estar relacionadas a essas pequenas criaturas. Nós sabemos há séculos que o modo como nos sentimos afeta o nosso intestino –apenas pense no que acontece com ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Rolemberg Estevão de Souza: "Saúde. Responsabilidade de todos"
Esses índices eram explicados pela frequência de doenças infecciosas e parasitárias e dos aparelhos respiratório e digestivo. Atualmente, tendo a população do País alcançado incríveis 207 milhões, muitas enfermidades “tropicais” ainda estão presentes em nosso cotidiano, embora tenham surgido ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Por que suar a camisa é uma arma contra o câncer
O câncer é um conjunto de mais de cem doenças ocasionadas pelo crescimento desordenado de certas células, que invadem e prejudicam outros tecidos e órgãos. Tais células podem se multiplicar e se espalhar para outras regiões do corpo, causando a chamada metástase. Alguns hábitos ajudam a ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Homem morre 20 dias após contrair o vírus Influenza A em São Carlos
Os sintomas da doença aparecem de repente. Entre eles, febre, dor de garganta, rouquidão e tosse. Outros sintomas como mal estar, calafrios, dor de cabeça e no corpo também podem aparecer. Em alguns casos, a Influenza pode evoluir para pneumonia, sinusite, infecção no ouvido, desidratação.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
'Alzheimerização' de demências preocupa médicos e atrapalha busca por tratamento
"Há algum tempo a doença de Alzheimer passou a ser má utilizada na prática como sinônimo de demência da fase mais avançada da vida, o que nunca foi verdade para aqueles que estudam o assunto", afirma Ricardo Nitrini, professor titular de neurologia da Faculdade de Medicina da USP.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
WEB
O ardor pode revelar doenças a que devemos estar atentos!
Descubra quais são, hoje no Dr. Saúde.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Férias escolares: momento importante para atualizar a caderneta de vacinação das crianças e adolescentes

Rio de Janeiro, novembro de 2018  – Férias escolares, viagens, família reunida e festas de fim de ano. Além de todas essas comemora...

Jornal de Saúde