quarta-feira, 1 de novembro de 2017

CAIXA DE PANDORA






 
 
 
 
De Jacinto Flecha
 
 
CAIXA DE PANDORA

         No meu refúgio deste 18° andar, o maior conforto é a falta deliberada de televisão. Aqui se lê, se conversa, se estuda, se pensa, e nada disso é interrompido ou prejudicado pela caixa de Pandora.
         O leitor ainda se lembra da caixa de Pandora? Muitos certamente já a terão esquecido, pois um dos efeitos da televisão é que hoje as pessoas não se lembram mais das coisas. Das importantes, é claro, pois a própria TV se incumbe de evitar que esqueçam as baboseiras e imundícies.
         Apenas um rápido esclarecimento, para podermos prosseguir. Na mitologia grega, Pandora abriu a caixa onde Zeus havia guardado todos os males, e assim eles se espalharam pela Terra.
         Sendo a TV o equivalente moderno – não mitológico, mas bem real – daquela caixa funesta, isso já bastaria para eu mantê-la longe de mim. Mas o principal motivo é ainda mais profundo: ela degenera nas pessoas a capacidade de pensar, deduzir, comparar, encadear logicamente o pensamento, memorizar, conversar.
         Muito teórico isso aí? Vamos então aos exemplos práticos.
         No meu refúgio, como já disse, não entrou a babá eletrônica. Quando preciso refrescar a cabeça, após algum trabalho mental especialmente árduo, às vezes recorro à janela. Muito mais interessante, a perder de vista.
         Mas parece que eu continuo teórico, pois grande número de pessoas consideram a janela apenas um pedaço de vidro encaixado num furo retangular da parede, sem a utilidade específica de olhar para fora. Ou para o alto, de acordo com o título poético Janelas para o infinito. A constatação que faço é de fundo estatístico: Sempre que olho pela janela, não vejo ninguém olhando pela janela. E são várias centenas delas, nos caixotões de concreto armado ao meu redor.
         Nessa distração de olhar pela janela (que não significa bisbilhotice), observei em janelas vizinhas um fenômeno interessante. Em certas horas, através de muitas delas se nota um pisca-pisca bem rápido, de luzes que mudam de cor, mais intensas ou menos, numa sucessão aleatória. Na primeira vez que notei isso, pensei por instantes que houvesse lá dentro uma festa, no estilo que julgo ser o das discotecas. Mas logo constatei que em todas se repetia o mesmo ritmo e o mesmo padrão de pisca-pisca. Não precisei pensar muito para concluir que por trás de cada janela, numa sala em penumbra, uma TV exibia o mesmo filme, propaganda, novela, ou seja lá o que for. E o pisca-pisca multicolorido provinha dos cortes que se sucedem, nas mudanças de cena ou em tomadas dentro da mesma cena. E os intervalos são cada vez mais rápidos, segundo me consta.
         Não o imagino, caro leitor, perdendo seu tempo diante da pandorinha, mas entenderá as consequências de bombardeios como o desta propaganda:
         Um bonitão pilotando uma moto. [corte] O bonitão surfando numa onda. [corte] O bonitão jogando futsal. [corte] O bonitão em voo de asa delta. [corte] O bonitão escalando um pico. [corte] O bonitão sorridente entre bonitonas sorridentes, bebendo o refrigerante Tô-em-todas. [corte] Musiquinha: Tô-em-todas é legal! [corte]
Tudo isso em quinze segundos (afinal, tempo é dinheiro). E a mesma coisa se repete em noticiários, filmes, entrevistas, esportes, shows. Nesse bombardeio contínuo, a atenção é bruscamente desviada de um assunto para outro, de uma imagem para outra, de um ângulo para outro na mesma cena, sem conexão lógica e não deixando tempo para pensar, analisar, comparar, concluir. Ao fim de duas horas disso em programas de diversos tipos, o quadro será extremamente negativo:
• Não lembro onde se deu um fato ou outro;
• Não sei que importância tem cada fato;
• Não comentei com ninguém os vários assuntos apresentados;
• Não sei para que me serve ter visto aquilo tudo;
• Não sou capaz de narrar com lógica o que foi mostrado;
• Não relacionei nenhum comentário ou fato com outros;
• Não avaliei nem julguei nada do que vi.
Qual o resultado no longo prazo? Ninguém precisa ser muito perspicaz para perceber que a burrificação é consequência inevitável dessa metralhadora visual e mental. Lógica, coerência, precisão, continuidade, deduções, conclusões – cada um desses elementos é necessário para enriquecer a inteligência, a cultura, a civilização. Mas não espere nada disso quando entra em cena a TV pandorizadora.
Nunca me arrependi da decisão de manter muito longe da minha residência a caixa maldita. E é o que recomendo a cada um dos meus leitores.

(*) Jacinto Flecha é médico e colaborador da Abim

Subcomissão de doenças raras ouve propostas para criação de projeto de lei


Doenças
Atualização diária 1 de novembro de 2017


NOTÍCIAS


Doenças
Atualização diária 1 de novembro de 2017


NOTÍCIAS



Doenças sexualmente transmissíveis afetam mais de 2% da população portuguesa
Cerca de 2,7% da população portuguesa com 18 ou mais anos está infetada por "chlamydia trachomatis" e 2,4% tem sífilis, doenças sexualmente ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Saiba quais as doenças mais comuns em cada faixa etária
O acompanhamento médico frequente também ajuda a prevenir o aparecimento de diversas doenças que estamos propensos a desenvolver durante ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Principal doença transmitida por carrapatos no Brasil é tema de simpósio no Rio
A Secretaria de Vigilância em Saúde do Brasil (SVS) e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), com apoio do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


MPSC participa de articulação para combater a doenças nos rebanhos catarinenses
Os riscos para a saúde humana e os reflexos econômicos e sociais dessas doenças foram o tema central do Seminário Estadual sobre Saúde Animal ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante




1 em cada 3 brasileiros pode ter isenção de IPVA
Há cerca de 70 doenças elegíveis para o direito à isenção do imposto, como hérnia de disco, hepatite, osteoporose, diabetes, artrite, artrose, AVC e ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Bichos assustadores da vida real que nos podem pregar um susto
Felizmente, essas pragas evasivas não transmitem doenças, mas uma picada pode desenvolver uma reacção alérgica à saliva injectada pelo ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Ataque cardíaco é fatal em 30% dos casos
No ano passado, na 16ª Regional de Saúde (RS), de Apucarana, das 2.837 mortes, 838 foram causadas por alguma doença do sistema circulatório, ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Casos de sífilis no Brasil crescem mais de 2.000% em seis anos
A escassez data desde de junho de 2014 e chegou a causar uma epidemia da doença no Brasil em 2016. A taxa de mortalidade nacional da doença ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


WEB

Dados do relatório do Programa Nacional para as Doenças Oncológicas 2017 sobre o cancro do ...
Em setembro, foi apresentado o relatório do Programa Nacional para as Doenças Oncológicas 2017 da Direção-Geral da Saúde (DGS), que revela ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Água contaminada e doenças na área da mineração de urânio, na Bahia
Zoraide Vilasboas, Movimento Paulo Jackson – Ética, Justiça, Cidadania / Articulação Antinuclear Brasileira. A análise de oito amostras de água, ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante
A Subcomissão Especial sobre Doenças Raras ouviu nesta terça-feira (31) as propostas do Ministério da Saúde, da Anvisa e de associações de ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Doenças sexualmente transmissíveis afetam mais de 2% da população portuguesa
Cerca de 2,7% da população portuguesa com 18 ou mais anos está infetada por "chlamydia trachomatis" e 2,4% tem sífilis, doenças sexualmente ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Saiba quais as doenças mais comuns em cada faixa etária
O acompanhamento médico frequente também ajuda a prevenir o aparecimento de diversas doenças que estamos propensos a desenvolver durante ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Principal doença transmitida por carrapatos no Brasil é tema de simpósio no Rio
A Secretaria de Vigilância em Saúde do Brasil (SVS) e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), com apoio do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


MPSC participa de articulação para combater a doenças nos rebanhos catarinenses
Os riscos para a saúde humana e os reflexos econômicos e sociais dessas doenças foram o tema central do Seminário Estadual sobre Saúde Animal ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante




1 em cada 3 brasileiros pode ter isenção de IPVA
Há cerca de 70 doenças elegíveis para o direito à isenção do imposto, como hérnia de disco, hepatite, osteoporose, diabetes, artrite, artrose, AVC e ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Bichos assustadores da vida real que nos podem pregar um susto
Felizmente, essas pragas evasivas não transmitem doenças, mas uma picada pode desenvolver uma reacção alérgica à saliva injectada pelo ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Ataque cardíaco é fatal em 30% dos casos
No ano passado, na 16ª Regional de Saúde (RS), de Apucarana, das 2.837 mortes, 838 foram causadas por alguma doença do sistema circulatório, ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Casos de sífilis no Brasil crescem mais de 2.000% em seis anos
A escassez data desde de junho de 2014 e chegou a causar uma epidemia da doença no Brasil em 2016. A taxa de mortalidade nacional da doença ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


WEB

Dados do relatório do Programa Nacional para as Doenças Oncológicas 2017 sobre o cancro do ...
Em setembro, foi apresentado o relatório do Programa Nacional para as Doenças Oncológicas 2017 da Direção-Geral da Saúde (DGS), que revela ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Água contaminada e doenças na área da mineração de urânio, na Bahia
Zoraide Vilasboas, Movimento Paulo Jackson – Ética, Justiça, Cidadania / Articulação Antinuclear Brasileira. A análise de oito amostras de água, ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Carvoaria mantinha 23 trabalhadores em situação degradante em Minas Gerais

FISCALIZAÇÃO Carvoaria mantinha 23 trabalhadores em situação degradante em Minas Gerais Todos eles  foram resgatados em ope...

Jornal de Saúde