quinta-feira, 27 de abril de 2017

https://secure.avaaz.org/campaign/po/save_the_vaquitas_loc/?cdrJPbb

https://secure.avaaz.org/campaign/po/save_the_vaquitas_loc/?cdrJPbb

Brasil registrou mais de 1000 casos de Meningite em 20161

No mês de abril é celebrado o Dia Mundial de Combate à doença

Rio de Janeiro, abril de 2017 - No mês de abril é celebrado o Dia Mundial de Combate à Meningite (24 de abril).  A Doença Meningocócica Invasiva (DMI) é causada pela bactéria Neisseria meningitidis, que possui 12 sorogrupos diferentes.2Atualmente, cinco destes sorogrupos (A, B, C, Y e W) são responsáveis por quase todos os casos de DMI no Brasil.3 Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2016, foram notificados 1.083 casos de doença meningocócica no país, sendo que as regiões Sudeste (640 casos) e Sul (185 casos) apresentaram os maiores números de notificações.1

A doença meningocócica preocupa, pois pode levar a óbito, em média, uma pessoa a cada oito minutos no mundo.4 Estima-se a ocorrência de pelo menos 500 mil casos de doença meningocócica por ano no mundo, com cerca de 50 mil óbitos.5

Geralmente ela se manifesta como meningite, que é uma infecção das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Uma outra forma mais grave da doença é uma infecção direto no sangue, chamada de meningococcemia.2,5 Ambas podem ocorrer concomitantemente. 6

Os meningococos, bactérias que causam a doença meningocócica, podem ser transmitidos para outras pessoas por meio do contato direto com gotículas respiratórias através de tosse, espirro, beijo, beber no mesmo copo ou comer com talheres de outra pessoa.A doença pode ocorrer em pessoas de qualquer faixa etária, porém é mais comum em crianças até cinco anos e mais rara em idosos.5
De acordo com Dr. Otávio Cintra, Diretor Médico de Vacinas da GSK Brasil, é de suma importância proteger as crianças no primeiro ano de vida1. “É nesse período que elas são mais vulneráveis. O risco de doença meningocócica em crianças que ainda estão sendo amamentadas, que chamamos de lactentes, é três vezes maior que uma criança de um a quatro anos de idade e é seis vezes maior comparado a uma criança de cinco a nove anos de idade. ”7

Uma das principais respostas para a mitigação dessa preocupação e logo, dos números de casos de meningite, é a vacinação8. Até o ano passado, a imunização para quatro sorogrupos da bactéria (A, C, W e Y) só estava disponível no país para crianças acima de um ano de idade. Hoje, a indicação de faixa etária da vacina conjugada com o CRM 197 para os grupos ACWY é a partir dos 2 meses de idade e, também, para adolescentes e adultos.9,10 Já a vacina para a proteção contra a doença meningocócica causada pelo meningococo B (MenB) é indicada para indivíduos dos dois meses aos 50 anos de idade11. Nos postos de saúde, apenas a vacina contra o meningococo C é gratuita, para crianças de 3 meses a 4 anos de idade12 e adolescentes de 12 a 13 anos.13

Uma pesquisa internacional conduzida pela GSK ano passado, revelou a falta de conhecimento de pais e mães brasileiros sobre a doença meningocócica e suas potenciais consequências. Quase sete em cada dez responsáveis disseram que não sabem o suficiente sobre os diferentes sorogrupos da meningite e sequelas que a doença pode causar. Em média, mais da metade dos responsáveis não sabiam ou não tinham certeza de que existem diferentes tipos de bactérias que causam a meningite. Mas ainda assim, entre 14 doenças com prevenção através da vacinação, a meningite é considerada a doença de maior risco à saúde dos filhos, para 64% dos pais e mães brasileiros entrevistados. *
*Informações internas - Dados fornecidos pela GSK Global.

Sobre a Meningite

Os sinais e sintomas iniciais da doença meningocócica — incluindo febre, irritabilidade, dor de cabeça, perda de apetite, náusea e vômito — assemelham-se aos do resfriado e de outras doenças virais comuns.14 Na sequência, o paciente pode apresentar manchas arroxeadas na pele, rigidez na nuca e sensibilidade à luz.14 Após 15 horas, o quadro geralmente evolui para confusão mental, convulsão, sepse e choque, falência múltipla de órgãos e risco de óbito.5,14 Essa rápida progressão deixa pouco tempo para o diagnóstico e tratamento apropriados em tempo hábil, reforçando a necessidade de prevenção da doença por meio de vacinação.8

diagnóstico inicial da doença meningocócica é clínico, feito por exclusão de outras doenças, já que seus primeiros sintomas são inespecíficos, tornando o diagnóstico geralmente dificultoso. O diagnóstico laboratorial é realizado a partir da análise e cultura de amostras de sangue e de líquor. A coloração pela técnica do Gram (exame simples e rápido) pode ajudar a aumentar o grau de certeza do diagnóstico clínico.2,5,15

Uber oferece-se para co-financiar seguro de saúde a condutores no Reino Unido


jornal de saude
Atualização assim que ocorre  27 de abril de 2017
NOTÍCIAS
Uber oferece-se para co-financiar seguro de saúde a condutores no Reino Unido
A empresa que presta serviços de transporte através de uma plataforma electrónica ofereceu-se para pagar parte de um plano de saúde para os ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Greve geral é legítima, diz Ministério Público do Trabalho
RIO - O Ministério Público do Trabalho (MPT) divulgou uma nota assinada pelo procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, na qual considera ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Alimentaria muda de vida
Inovação, saúde, bem-estar e valorização da produção nacional. ... Florestas e Desenvolvimento Rural, o da Saúde e o da Economia, os quais se vão ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Sashimi de salmão é reprovado em restaurantes do RJ e SP
Em teste de qualidade realizado pela Proteste, foram encontrados microrganismos que podem trazer riscos à saúde e indicadores de problema de ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Niterói amplia imunização
De acordo com a Prefeitura, esta é a segunda vez que a Fundação Municipal de Saúde (FMS) amplia a imunização contra a doença em Niterói.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Mulher mata marido que arrancou genitália do filho com mordida
De acordo com as primeiras informações da unidade de saúde, o bebê teve o órgão genital mutilado e precisou passar por cirurgia. Os médicos ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Dicas para não se enganar com dietas e alimentos


Dicas para não se enganar com dietas e alimentos

Especialista da Doctoralia indica quais os reais vilões da alimentação

São Paulo, 27 de abril de 2017. Diariamente nos deparamos com estudos  que condenam alguns alimentos, glorificam outros e, logo em seguida, novas pesquisas são divulgadas desmentindo as conclusões anteriores. A Doctoralia, plataforma líder mundial para a conexão de profissionais de saúde com pacientes, traz algumas orientações e recomendações sobre como ter bons hábitos alimentares e evitar  produtos que podem prejudicar a saúde.

Não se engane ao consumir alimentos com boa fama
Algumas dicas de alimentação que já fazem parte do senso comum, também podem causar efeitos negativos ao organismo se ingeridos em excesso, é o que aponta o nutricionista cadastrado na Doctoralia, Dr. Daniel Barreto de Melo. O alto consumo de fibras, muito adotado pelos que estão em dietas, “pode levar não só à constipação (intestino preso) como também a uma menor absorção de algumas vitaminas e minerais”. Mesmo as frutas,  consideradas totalmente saudáveis, devem ser consumidas com moderação. “A maioria delas são ricas em açúcares simples e seu excesso promove o ganho de peso e algumas desordens metabólicas”, ressalta o Dr. Melo.

Diversifique seu cardápio
Dietas restritivas, como as que eliminam o carboidrato do cardápio, são muito divulgadas e praticadas, porém essa prática pode causar deficiências nutricionais  sérias. O nutricionista  afirma que “a diversidade alimentar é fundamental para que sejam ingeridas as quantidades adequadas de vitaminas, minerais e compostos bioativos dos alimentos”. Além disso, Dr. Melo lembra que limitar as opções pode “causar monotonia alimentar e diminuir a percepção de que a alimentação deve ser, além de saudável, prazerosa”.

Evite alimentos com altas quantidades de compostos químicos
Segundo o profissional, alimentos fontes de gordura trans, nitritos, nitratos e outros, consumidos com frequência, mesmo que em quantidades pequenas, fazem mal a saúde. “Neste ponto é que entram a maioria dos alimentos industrializados e daqui surgem as recomendações de se preferirem os alimentos minimamente processados, caseiros, naturais, etc”. Dr. Melo cita ainda alguns produtos que são muito comuns no dia a dia, como “a maioria dos biscoitos e bolachas, sorvetes, bolos prontos, diversos alimentos congelados, embutidos em geral, refrigerantes, alimentos coloridos artificialmente, caldo de carne, entre outros”.

Além desses, legumes, vegetais e frutas também merecem atenção. De acordo com estudos da Anvisa, o Brasil é maior consumidor de agrotóxicos do mundo, sendo que muitos alimentos apresentam substâncias químicas acima do permitido. O nutricionista alerta para este fato e afirma  “esses compostos químicos são absorvidos e armazenados no corpo, impedindo seu adequado funcionamento”.

Crie o hábito de ler as embalagens
Muitos produtos vendidos como saudáveis também podem mascarar ingredientes prejudiciais à saúde, como é o caso dos biscoitos integrais, que algumas vezes contém mais açúcar do que fibra em sua composição. “A indústria de alimentos costuma utilizar farinha de trigo integral junto à branca, então o produto ganha fibras e outros nutrientes, mas de forma limitada, nem sempre sendo realmente saudável”. Outro exemplo é o suco de caixinha, se for néctar de fruta,  significa que tem apenas de 20% a 40% de suco e o restante é composto de água, açúcar e aromatizante. Mesmo quando não se enquadram nesta categoria, “os que realmente são sucos costumam perder uma quantidade considerável de nutrientes, durante o processo de pasteurização e envasamento, o que torna os sucos feitos na hora as melhores opções”. “Diante disso tudo, é importante saber que algumas marcas são mais cautelosas com o consumidor e produzem versões realmente saudáveis desses alimentos. É preciso se criar o hábito de ler rótulos, para que sejam feitas sempre as melhores escolhas”, aconselha o Dr. Melo.

Entidades repudiam MP de Temer que libera agrotóxicos perigosos à saúde


jornal de saude
Atualização assim que ocorre  27 de abril de 2017
NOTÍCIAS
Entidades repudiam MP de Temer que libera agrotóxicos perigosos à saúde
Conforme reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o Ministério da Agricultura chamou o sindicato da indústria de agrotóxicos para auxiliar na ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Cuidados para não cair na malha fina do Imposto de Renda
Todo estabelecimento de saúde, hospital ou clínica, deve emitir nota fiscal em nome do contribuinte. No entanto, segundo Samir Nehme, ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Secretaria de Saúde convoca população para a campanha contra a gripe
No dia 17 de abril começou em todo o país a 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. A campanha segue até o dia 26 de maio e o dia ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Confira dicas de limpeza para evitar que a rinite se agrave no outono

A diretora executiva da rede de limpezas House Shine, Lilian Esteves, listou alguns cuidados importantes na hora de limpar a casa

A rinite é uma doença crônica que afeta em torno de 10% dos adultos e até 20% das crianças em escala mundial, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. No Brasil, cerca de 10% da população apresenta sintomas de asma e quase 30% de rinite. Estima-se que até 2020, cerca de 40% de toda população apresente algum tipo de doença e alergia respiratória. Esses problemas de saúde estão ligados a pólen, pelos de animais, poeira doméstica e, principalmente, a ácaros, que se desenvolvem em ambientes úmidos e escuros e estão presentes em colchões, tapetes, almofadas, sofás, bonecos de pelúcia e roupas de camas.

Para evitar que a rinite se agrave no outono, a diretora executiva da rede de limpezas House Shine, Lilian Esteves, listou algumas dicas:

- Cuidado na hora de varrer
Muitos acreditam que usar a vassoura para limpar a casa é o suficiente, mas essa prática na maioria dos casos pode até agravar o problema pois tende a colocar em suspensão as partículas responsáveis por deflagrar alergias. Dê prioridade para panos úmidos e aspirador de pó com filtro HEPA.
 
- Evite a utilização excessiva de produtos de limpeza
Alguns produtos costumam ter o cheiro muito forte por conta dos seus componentes, então o ideal é usar com moderação esse tipo de material. Prefira produtos com um odor mais suave.
 
- Atenção com tapetes, cortinas e bichos de pelúcia
O ideal é evitar tudo o que possa acumular poeira, e sempre que for possível, realizar a limpeza periódica desses itens de casa. Na dúvida, existem empresas que oferecem serviços especializados para lavagem de estofados, tapetes e cortinas.
 
- Mantenha sempre a casa arejada
É importante que a residência esteja sempre com o ar circulando, portanto evite ficar com as janelas fechadas por muito tempo. Umidificadores de ar costumam ser um bom aliado também em locais secos.
 
- Use o espanador com cuidado
Sempre que for remover o pó dos móveis, o mais recomendável é usar um pano de microfibra úmido ao invés do espanador, pois a maioria dos disponíveis no mercado apenas transfere o pó de lugar, se optar por um espanador, utilize um eletrostático, que retêm as partículas de sujeira.
 
- Atenção com o seu pet
Quem tem animais de estimação em casa já está acostumado com o hábito dos animais muitas vezes dormirem sobre o sofá ou cama, o ideal é evitar esse tipo de prática. Mas se optar por manter, indicamos que por costumarem soltar muitos pelos, o ideal é forrar os móveis com lençóis ou colchas que possam ser removidas e lavadas.
 
- Roupas sempre lavadas
Como o guarda-roupa é um local fechado, é sempre bom ter cuidado com as peças, as roupas de inverno que ficarão sem uso, após lavadas, devem ser armazenadas em embalagens fechadas a vácuo, principalmente as de lã, que costumam acumular pelos com mais facilidade.
 
- Evite fumar dentro de casa
Algumas pessoas costumam ter o hábito de fumar dentro de casa, além do hábito de causar diversos males a saúde, a fumaça pode contribuir também para o agravamento de uma alergia e doenças respiratórias, o ideal é evitar ao máximo esse hábito. 
 
- Limpe sempre o ar-condicionado
Com a chegada do verão, o ar-condicionado costuma ser ligado com mais frequência, porém muitos não costumam ficar atento com a limpeza interna do aparelho. É importante realizar a manutenção periódica com uma empresa especializada.
 
- Na dúvida, contrate uma limpeza profissional
Para garantir que seja feita uma limpeza de forma adequada, é importante contratar uma empresa que oferece esse tipo de serviço, pois elas contam com equipamentos próprios e treinamentos para retirar ácaros e outros alérgenos como fungos com mais eficiência.


Você que ama o Meio Ambiente agende a programação do [CEEAPBH] Atividades de Educação Ambiental - MAIO de 2017 - CEEA/SMMA/PBH

SIM quer atestados para cartas de condução fora dos médicos de família


jornal de saude
Atualização assim que ocorre  27 de abril de 2017
NOTÍCIAS
SIM quer atestados para cartas de condução fora dos médicos de família
O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) pediu ontem ao diretor-geral da Saúde, Francisco George, para “livrar” os médicos de família da tarefa ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Conselho interdita unidades de saúde que atuavam sem enfermeiros. Foto: Coren/ Divulgação
Conselho interdita unidades de saúde que atuavam sem enfermeiros. ... Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Secretário de Saúde explica que a parte técnica e equipamentos estão resolvidos para entrega do ...
Como apontaram que o grande problema do contrato de gestão firmado entre a Prefeitura de Uberaba e a Organização Social Pró-Saúde é que não ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Drogaria Araújo em BH/MG inova e afirma em publicidade que não cobra frete de mercadoria comprada por aplicativo e retirada em lojas da Drogaria

Drogaria Araújo, inova na enganação publicitária e promete não cobrar frete em mercadoria retirada na loja pedido por App  A Drug S...

Jornal de Saúde