quarta-feira, 19 de abril de 2017

Expectativa é imunizar 26,5 mil pessoas, integrantes dos grupos considerados prioritários pelo ...


jornal de saude
Atualização assim que ocorre  19 de abril de 2017
NOTÍCIAS
Dia do índio: pobreza e preconceito marcam condição de vida
Moisés Sateré também reclama das dificuldades para acessar os serviços públicos de saúde. “Às vezes a gente não consegue esse atendimento ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Desafio científico estimula empreendedorismo na academia
... aplicação prática dessas pesquisas na criação de soluções inovadoras nas áreas de saúde humana, meio ambiente, agronegócio e saúde digital.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Índice calcula nota para os municípios pernambucanos
O IDM também faz uma média que considera social, contabilizando as notas de saúde e educação. Nesse cálculo, entre as cidades citadas no ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
No Rio, Fiocruz suspende atividades em escola politécnica devido à violência
A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Instituto Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz), suspendeu todas as atividades de ensino ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Brasil registrou mais de 1000 casos de Meningite em 20161


24 de abril é o Dia Mundial de Combate à doença

dottedline_orange-small
Rio de Janeiro, abril de 2017 - Na próxima segunda-feira, dia 24 de abril, é celebrado o Dia Mundial de Combate à Meningite.  A Doença Meningocócica Invasiva (DMI) é causada pela bactéria Neisseria meningitidis, que possui 12 sorogrupos diferentes.2 Atualmente, cinco destes sorogrupos (A, B, C, Y e W) são responsáveis por quase todos os casos de DMI no Brasil.3 Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2016, foram notificados 1.083 casos de doença meningocócica no país, sendo que as regiões Sudeste (640 casos) e Sul (185 casos) apresentaram os maiores números de notificações.1

A doença meningocócica preocupa, pois pode levar a óbito, em média, uma pessoa a cada oito minutos no mundo.4 Estima-se a ocorrência de pelo menos 500 mil casos de doença meningocócica por ano no mundo, com cerca de 50 mil óbitos.5

Geralmente ela se manifesta como meningite, que é uma infecção das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Uma outra forma mais grave da doença é uma infecção direto no sangue, chamada de meningococcemia.2,5 Ambas podem ocorrer concomitantemente. 6
Os meningococos, bactérias que causam a doença meningocócica, podem ser transmitidos para outras pessoas por meio do contato direto com gotículas respiratórias através de tosse, espirro, beijo, beber no mesmo copo ou comer com talheres de outra pessoa.A doença pode ocorrer em pessoas de qualquer faixa etária, porém é mais comum em crianças até cinco anos e mais rara em idosos.5
De acordo com Dr. Otávio Cintra, Diretor Médico de Vacinas da GSK Brasil, é de suma importância proteger as crianças no primeiro ano de vida1. “É nesse período que elas são mais vulneráveis. O risco de doença meningocócica em crianças que ainda estão sendo amamentadas, que chamamos de lactentes, é três vezes maior que uma criança de um a quatro anos de idade e é seis vezes maior comparado a uma criança de cinco a nove anos de idade. ”7

Uma das principais respostas para a mitigação dessa preocupação e logo, dos números de casos de meningite, é a vacinação8. Até o ano passado, a imunização para quatro sorogrupos da bactéria (A, C, W e Y) só estava disponível no país para crianças acima de um ano de idade. Hoje, a indicação de faixa etária da vacina conjugada com o CRM 197 para os grupos ACWY é a partir dos 2 meses de idade e, também, para adolescentes e adultos.9,10 Já a vacina para a proteção contra a doença meningocócica causada pelo meningococo B (MenB) é indicada para indivíduos dos dois meses aos 50 anos de idade11. Nos postos de saúde, apenas a vacina contra o meningococo C é gratuita, para crianças de 3 meses a 4 anos de idade12 e adolescentes de 12 a 13 anos.13

Uma pesquisa internacional conduzida pela GSK ano passado, revelou a falta de conhecimento de pais e mães brasileiros sobre a doença meningocócica e suas potenciais consequências. Quase sete em cada dez responsáveis disseram que não sabem o suficiente sobre os diferentes sorogrupos da meningite e sequelas que a doença pode causar. Em média, mais da metade dos responsáveis não sabiam ou não tinham certeza de que existem diferentes tipos de bactérias que causam a meningite. Mas ainda assim, entre 14 doenças com prevenção através da vacinação, a meningite é considerada a doença de maior risco à saúde dos filhos, para 64% dos pais e mães brasileiros entrevistados. *
*Informações internas - Dados fornecidos pela GSK Global.

Sobre a Meningite

Os sinais e sintomas iniciais da doença meningocócica — incluindo febre, irritabilidade, dor de cabeça, perda de apetite, náusea e vômito — assemelham-se aos do resfriado e de outras doenças virais comuns.14 Na sequência, o paciente pode apresentar manchas arroxeadas na pele, rigidez na nuca e sensibilidade à luz.14 Após 15 horas, o quadro geralmente evolui para confusão mental, convulsão, sepse e choque, falência múltipla de órgãos e risco de óbito.5,14 Essa rápida progressão deixa pouco tempo para o diagnóstico e tratamento apropriados em tempo hábil, reforçando a necessidade de prevenção da doença por meio de vacinação.8

diagnóstico inicial da doença meningocócica é clínico, feito por exclusão de outras doenças, já que seus primeiros sintomas são inespecíficos, tornando o diagnóstico geralmente dificultoso. O diagnóstico laboratorial é realizado a partir da análise e cultura de amostras de sangue e de líquor. A coloração pela técnica do Gram (exame simples e rápido) pode ajudar a aumentar o grau de certeza do diagnóstico clínico.2,5,15

122 anos de Charles Chaplin que faria hoje de muito cinema acima de seu século

122 anos de Charles Chaplin, muitos não lembram, do Carlitos, do personagem o Vagabundo. Do cinema mudo então, os risos quando se comentar com a moçadinha da internet então que tem filmes e vídeos sonoros em suas mãos aos borbotões.

O pai abandonou a família quando ele era criança. A mãe tinha problemas mentais. Ele cuidou dela a vida toda, menos quanto ele teve que ir para os USA e tentar sua carreira de ator que decolou e ele se tornou um artista famoso, diretor, produtor e compositor de seus filmes que foram muitos.

Como ele gostava de lembrar Hitler que ele era o único que poderia enfrentar Hitler, pois conhecia como ele pensava, devido eles fazerem aniversário no mesmo dia.Resultado de imagem para charles chaplin faria quantos anos

Bom, a homenagem do Jornal de Saúde a esse gênio da cultura, da arte, do teatro e cinema, da literatura. Enfim, um homem que esteve na frente de seu século. Até mesmo quando voltou para a Inglaterra em solidariedade pela devastação que a guerra os bombardeios da Lufthansa aviação de Hitler. Mesmo, quando hostilizado, xingado pelos seus compatriotas que o acusaram de traidor.

Mesmo, quando precisou se exilar na Suíssa, pois era perseguido nos USA pelas suas ideias, lhe chamaram de comunistas. Ele gostava do povo, apoiava a causa dos despossuídos. Se tornou milionário pelos filmes e sucessivos sucessos de bilheteria. Não se sabe de fracasso de Chaplin, somente um filme que uma das suas mais de 16 esposas queria lhe tirar a qualquer preço.

Salve Charles Chaplin, lá no céu junto com os anjos, com os menestréis, junto com a bondade e o amor universal.

Bruxismo assunto sério



Sintomas, diagnósticos e tratamento do Bruxismo 


Bem diferente do que muitas pessoas pensam, o bruxismo é um dos distúrbios do sono, do qual os dentes são mais vítimas do que exatamente os causadores do problema. O especialista em cirurgia buco-maxilo-facial pelo Hospital Federal de Bonsucesso, Bruno Chagas revela aspectos importantes para lidar com o problema. 
Noite mal dormida, tensão nos músculos da mastigação e para piorar, uma dor de cabeça forte, e muitas vezes insuportável pela manhã ao acordar. Arcadas dentarias irregulares, mordidas cruzadas, transtornos de ansiedade e práticas de esportes de alto rendimento estão entre as causas. Esses são alguns dos desconfortos – causados pelo ranger involuntário dos dentes de madrugada – com que os portadores de bruxismo do sono têm que conviver. “Ao contrário do que a maioria pensa, os dentes são reféns, são vítimas, desse distúrbio do sono, chamado bruxismo. É como o ronco e a apneia. É importante saber que os dentes não são sempre os causadores do problema”, esclarece o especialista. 
“Para se ter uma ideia, o ranger dos dentes é a última coisa que acontece nesse processo. Tudo começa com uma superativação do sistema nervoso central, que aumenta a atividade alfa do cérebro, por consequência eleva a frequência cardíaca, que estimula a musculatura mastigatória e por fim reflete no ranger involuntário dos dentes”, explica Chagas, ao descrever as etapas do distúrbio, na prática. 
Não se pode afirmar que há um perfil típico dos portadores de bruxismo, já que a relação de causa e consequência do comportamento humano nesse sentido implica em diversas possibilidades, inclusive pessoas que são hipertensas e que têm outras disfunções do sono, como a síndrome das pernas inquietas (hábito de manter o movimento dos membros mesmo dormindo), por exemplo.  Mas, uma coisa é certa, pode-se afirmar que aqueles que sofrem de ansiedade e estresse geralmente lideram o “tipo mais comum” na lista dos pacientes. “Geralmente os portadores são adultos tensos, hiperativos, agressivos e com personalidade compulsiva”, descreve Bruno. Posto isso, se torna mais fácil entender porque não conseguem ter uma boa qualidade de sono. 
De um modo geral, é comum as pessoas falarem de bruxismo com certa simplicidade, como se o único problema fosse o desconforto do ranger dos dentes durante a noite – o que já não é pouco, pois resulta em trincas e desgaste severo dos dentes. Sim, esse é, sem dúvida, um dos principais sintomas, porém, as consequências vão muito além desse sinal noturno. “As regiões da cabeça e pescoço são muito prejudicadas. Podem ocorrer dores intensas musculares e na articulação da mandíbula, sonolência, fadiga e cansaço durante todo o dia, além da perda progressiva dos ossos que sustentam os dentes, o que é grave”, explica o cirurgião. “Nos casos mais severos, há um travamento mandibular, que impede o movimento da mandíbula. Essa sensação paralisante é muito desagradável”. 
Dentre os sintomas mais graves está a dor tensional na musculatura do crânio, que provoca a cefaleia tensional, proveniente dessa pressão pericraniana e uma dor muito forte e aguda na região das têmporas. Para completar o arsenal de danos, existe ainda a possibilidade iminente de cortes nos lábios, língua e mucosa das bochechas. Contudo, ironicamente, há estudos que mensuram que cerca de 40% dos portadores de bruxismo do sono não apresentam sintomas. “Cada paciente tem seu limiar de estresse, assim como sua capacidade de suportar a dor, sendo que muitas vezes esse limite não foi atingido ou associado a outros fatores para gerar o bruxismo que é multifatorial, isto é, envolve causas de diversas naturezas”, diz o especialista.  
Os sintomas são, sem dúvida alguma, a principal ferramenta de diagnóstico. Mas é preciso averiguar para saber se há outro fator agregado às causas e assim fazer uma identificação precisa do que está ocorrendo. “Hoje em dia é quase indispensável fazer uma polissonografia para saber mais sobre a intensidade do bruxismo do sono. Até algum tempo atrás, esse exame, que é feito com o paciente dormindo, era usado apenas para analisar o ronco e apneia”, lembra Chagas, ao destacar que essa avaliação permite a realização de testes de diversos parâmetros do corpo durante o sono. "São analisados fatores como os potenciais elétricos da atividade cerebral, os batimentos cardíacos, o esforço respiratório, a saturação de oxigênio no sangue e a atividade muscular craniofacial. Juntos, esses elementos ajudam a identificar o problema", justifica. 
Antes de tudo é bom deixar claro que, por ser considerado um distúrbio crônico persistente, o bruxismo não tem cura. Sendo assim, os especialistas ao tratarem os pacientes, utilizam técnicas e tratamentos que têm a função de atenuar os sintomas e tornar a convivência com o distúrbio um pouco mais amena e, claro, evitar danos maiores no dia a dia. Um dos métodos mais eficientes e tradicionais, usado há anos, é a placa miorelaxante que representa o melhor tratamento para o bruxismo do sono. “De fato, posicionada entre os dentes superiores e inferiores relaxa a musculatura e evita o desgaste dental”, explica Bruno Chagas. No entanto, mais da metade dos profissionais indicam a placa de silicone, maleável, por ser mais confortável para quem usa. “Essa recomendação deve ser muito criteriosa, pois alguns estudos mostram que a mais indicada é a placa rígida, já que a maleável de silicone pode aumentar o bruxismo, uma vez que o paciente aperta mais por ser mole”, completa o buco maxilar.
O Botox é a nova arma para aliviar o aprofundamento do sulco na região entre o canto do nariz e lábio — chamado popularmente de bigode chinês — e a desproporção entre os lábios superior e inferior, a boca murcha. “Para tentar ajudar nesses casos específicos, novos tratamentos estão sendo usados, como a aplicação de preenchimento local, reduzindo a profundidade do sulco, levantando o lábio superior e aumentando a espessura dele, o que chamamos de escultura labial”, esclarece. 
O médico ainda ressalta que cada caso clínico é tratado separadamente e com indicações bem específicas. Pois como todo mal, deve-se tratar a raiz do problema.  O especialista esclarece que o estresse e ansiedade devem ser analisados por um psicólogo ou mesmo um psiquiatra, distúrbios neurológicos, por um neurologista e por aí vai. Para amenizar o desconforto cotidiano, nem as sessões de massagem e acupuntura escapam do leque de tratamentos, quando a causa do problema é emocional. “No caso do bruxismo, a acupuntura pode reduzir a ansiedade e produzir um efeito relaxante, já que atua no emocional. Mas o método não restaura o que está em desequilíbrio. Outro ponto a favor é que a acupuntura estimula o sistema imunológico”, finaliza Chagas.   
Dr. Bruno Chagas

Unicef: trabalho de parto espontâneo é importante para saúde da mãe e do bebê


jornal de saude
Atualização assim que ocorre  19 de abril de 2017
NOTÍCIAS
Unicef: trabalho de parto espontâneo é importante para saúde da mãe e do bebê
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) chama a atenção nesta quarta-feira (19) para a importância do trabalho de parto espontâneo ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Grande asteroide passa perto da Terra nesta quarta-feira
RIO — Uma asteroide com mais de 400 metros de diâmetro vai passar perto da órbita terrestre nesta quarta-feira, mas, segundo a Nasa, não existem ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
jornal de saude
Atualização assim que ocorre  19 de abril de 2017
NOTÍCIAS
Unicef lança campanha sobre trabalho de parto espontâneo
RIO - Só há como saber que o bebê está pronto para nascer quando a mulher entra em trabalho de parto espontâneo. Cada semana a mais de ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Presidente da República pede a pais para pensarem na saúde dos filhos
O Presidente da República apelou esta quarta-feira aos pais para pensarem na saúde dos filhos e dos outros concidadãos para que o Estado não ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Unidade de Coleta de Sangue será inaugurada no início de maio
A assinatura ocorreu no gabinete Chefe do Executivo, às 16h30, com a presença de representantes da Secretaria Municipal de Saúde, Santa Casa e ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Caxumba: números aumentam e cidade registra 130 casos da doença
Os números de caxumba estão aumentando em Votuporanga, de acordo com dados da Secretaria Municipal da Saúde. Nesta semana foi divulgado ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Cuba abandona programa Mais Médicos. 11 mil Profissionais devem ir embora

Jornal de Saúde informa sobre saúde e outras notícias Atualização diária  ⋅   16 de novembro de 2018 NOTÍCIAS Cuba abandona programa ...

Jornal de Saúde