quinta-feira, 15 de setembro de 2016

17/09: Teatro FECAP recebe mostra de talentos na Virada da Maturidade





Três apresentações são mostra do trabalho com a terceira idade desenvolvido pela Associação São Joaquim

Trabalhar corpo e mente para um envelhecimento pleno e saudável. E justamente esse o objetivo das atividades realizadas pela Associação São Joaquim de Apoio à Maturidade. Uma mostra desse trabalho será aberta ao público durante a Virada da Maturidade, que acontece na região metropolitana de São Paulo, entre os dias 13 e 18 de setembro. A Associação é referência no desenvolvimento de projetos de qualidade de vida para idosos, e oferecerá três apresentações com protagonismo de idosos na arte, no Teatro FECAP, dia 17 de setembro entre 14h e 17h. As apresentações consistem em uma peça de teatro, uma apresentação de orquestra de violões e uma Folia de Reis.

A Virada da Maturidade foi criada em 2015, para dar foco na riqueza cultural e histórica que existe em cada pessoa, resgatando o melhor dos idosos e incentivando discussões que favoreçam a reflexão sobre o bem envelhecer. “Queremos mostrar para todas as gerações que existe um universo de envelhecimento ativo”, relata Fernanda Gouveia, organizadora do evento. “Vamos promover reflexão e oferecer atividades culturais de desenvolvimento físico e mental, onde o idoso seja o protagonista”, completa.

A principal atração do dia será a interpretação da peça “A vovó da Lanterna” por um grupo de 15 idosas que fazem parte da São Joaquim já há quatro anos. O grupo se descobriu artista de teatro durante os trabalhos realizados na Associação durante esse tempo. A peça foi escrita por uma das integrantes e conta de forma bem humorada a história de uma avó que perde a luz no meio de uma floresta. Toda ajuda lhe é negada até que ela descobre seu caminho rumo ao Sol. “A apresentação é uma metáfora comovente sobre como o ser humano é vulnerável em seu meio social, mas ainda assim supera obstáculos”, conta Mônica Rosales, diretora e uma das fundadoras da Associação.

A Orquestra Caipira de Violões, segunda mostra do dia, foi criada em 2013, como resultado natural das aulas de violão e cavaquinho que acontecem em grupos na São Joaquim. O repertório é formado por músicas que tenham sentido e significado para seus integrantes e pertencem ao universo da música brasileira de raiz. Atualmente são 70 integrantes que, na sua maioria, começaram o estudo de instrumento com mais de sessenta anos de idade. A apresentação já correu praças, igrejas, estação do Metrô, escolas e associações.

A última atividade é a Folia de Reis São Joaquim, que surgiu em 2008, buscando resgatar e preservar uma das manifestações mais importantes do Natal brasileiro. Ela reúne um conjunto de 13 toadas, que contam a história do nascimento de Jesus, desde a anunciação à Maria até a chegada dos reis. Os cantos são acompanhados pelos violões, cavaquinhos, viola caipira, pandeiro e caixa do divino. “Em 2012, participamos pela primeira vez do Revelando São Paulo e gravamos nosso CD. Hoje já são 46 integrantes, na maioria mulheres”, explica Mônica.

Serviço:
Mostra de Talentos - Virada da Maturidade
Dia 17/09, das 14h às 17h
Teatro FECAP - Avenida da Liberdade, 532, próximo ao Metrô Liberdade

Sobre a Associação São Joaquim de Apoio à Maturidade:
A Associação São Joaquim de Apoio à Maturidade é uma entidade sem fins de lucro que presta serviços de convivência e fortalecimento de vínculos para pessoas idosas, na cidade de Carapicuíba-SP. Atua no atendimento de 300 beneficiários diretos e colabora com a garantia de direitos e com a melhora da qualidade de vida das pessoas idosas do município por meio de representação em conselhos paritários e empoderamento cidadão dos usuários. O objetivo é oportunizar um envelhecimento saudável e ativo, a autonomia, inclusão e valorização do idoso, colaborando para que exerçam sua cidadania e possam atuar como força integradora no meio em que vivem.

Estado deve fornecer remédios de alto custo, diz ministro


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 15 de setembro de 2016


NOTÍCIAS

PF indicia Fernando Pimentel e Marcelo Odebrecht
A PF mapeou o caminho do dinheiro desviado do Ministério da Saúde para a campanha de Pimentel. Pelo menos R$ 1 milhão teria saído dos cofres ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Candidatos à Prefeitura de Jaboatão debatem propostas na Rádio Jornal
Durante a tarde desta quinta-feira, seis dos oito prefeituráveis falaram sobre temas como saúde, educação e mobilidade. O debate foi marcado por ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Hillary volta à campanha e promete ampliar salários e direitos trabalhistas
Ela ainda usou o discurso para reforçar um plano de ampliação do programa de saúde pública do presidente Barack Obama. Hillary defendeu ainda ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Estado deve fornecer remédios de alto custo, diz ministro
No Supremo, a advogada-geral da União (AGU), Gracie Mendonça, disse que o Ministério da Saúde segue os parâmetros da política nacional de ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Hipnose inidicada para tratamentos de compulsáo

Ines Marcel hipnoterapeuta
Comer é um ato primitivo do ser humano e está ligado ao instinto de sobrevivência. Por isso, muitas vezes a origem de algum distúrbio alimentar está ligado a memórias. É neste momento que a hipnose terapêutica pode ser usada como ferramenta.
Poucos sabem, mas a cantora inglesa Adele surpreendeu o mundo quando apareceu 30 quilos mais magra. Na época, ela declarou que fez uma dieta restritiva, mas que não foi só isso. Havia se submetido a sessões de hipnose clínica, para entender melhor a sua relação com a comida e reprogramar a sua mente, afastando assim esta dependência, que sempre colocava em risco qualquer dieta que ela iniciava. O resultado foi surpreendente, e todo mundo viu.
Inês Marcel Doutora em Hipnose Clínica, explica que durante o tratamento de emagrecimento, o hipnoterapeuta investiga os motivos (mentais e inconscientes) que levaram a pessoa a engordar. Dessa forma é possível eliminar os problemas ligados à ansiedade e à autoestima, além de aumentar a motivação para viver de forma mais saudável.
A terapia com Hipnose busca reprogramar a mente por meio de sugestões hipnóticas que atuarão diretamente em sua mente inconsciente - como, por exemplo, se imaginar comendo frutas e legumes e associar o ato a uma sensação de prazer. Outro aspecto importante a se saber em relação a este tipo de tratamento, é que, todas as sessões serão criadas especialmente para cada cliente, por tanto as sugestões serão únicas e exclusivas.
O tratamento baseado em hipnose é único e pessoal, por isso propõe uma reestruturação de personalidade, para que a pessoa possa desfrutar de tudo que a vida tem pra oferecer, sem exageros ou compulsões, para que passe a sentir prazer, amor e respeito com ela mesma. Em nossa primeira sessão faremos uma anamnese, que é uma grande entrevista, onde será feita a leitura do mapa mental do cliente para assim encontrarmos juntos caminhos parar auxilia-lo na solução da sua questão, já que todo individuo é único e exclusivo”. Conta Inês Marcel.
A profissional destaca que não existe um roteiro pronto já que cada cliente terá suas próprias queixas e dificuldades diferenciadas. “Cada indivíduo tem uma resposta diferente à terapia, e é preciso que ele participe ativamente do tratamento, focando seus esforços para mudar sua relação com a comida e ficar motivado a praticar atividade física.” Finaliza Inês Marcel.

Nova fase mira empréstimos do BNDES e desvios na Saúde


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 15 de setembro de 2016


NOTÍCIAS

Nova fase mira empréstimos do BNDES e desvios na Saúde
BRASÍLIA - A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira a 8ª fase da Operação Acrônimo. O objetivo desta etapa é recolher elementos que possam ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Estado de saúde de Shimon Peres segue grave, mas registra melhora
O ex-presidente israelense Shimon Peres, de 93 anos, permanece em estado grave, mas registrou uma melhora real depois de sofrer um acidente ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


SNS é "um dos maiores ganhos que o 25 de Abril tornou possível", afirma Costa
O primeiro-ministro disse, no dia do 37.º aniversário do Serviço Nacional de Saúde que este sistema é hoje um "factor de coesão nacional, mas ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Adesão ao tratamento significa tomar todo o remédio, até o último ou com suspensão médica

Adesão ao Tratamento
Até 51% dos pacientes não fazem o tratamento corretamente após a consulta com o médico, o que acarreta num ciclo de doença e um colapso no setor da saúde


Quem nunca deixou de completar os dias de antibiótico, a pomada nas manchas, o comprimido da alergia, que atire a primeira pedra. Mas infelizmente, essas atitudes, aparentemente inofensivas, podem ser fatais em muitos casos.

Mas, “se eu já estou me sentindo melhor”, tudo bem não acabar a cartela do remédio, né? Não. Para o Dr. Otavio Berwanger, Cardiologista e Diretor do Instituto de Pesquisa do HCor, a falta de adesão ao tratamento vem se tornando um problema de calamidade, tanto para o paciente, quanto para o setor da saúde. “O médico examina, diagnostica e prescreve o tratamento adequado para sanar o problema, seja uma doença isolada ou crônica. Não seguir a receita coloca o paciente em perigo, pois, ele não completará o ciclo do tratamento e voltará ao PS ou ao consultório para uma nova avaliação do mesmo problema, o que também prejudica o funcionalismo do setor”.

No caso das doenças cardíacas, que matam 300 mil pessoas por ano no Brasil, a falta de adesão ao tratamento multiplica o risco de um segundo evento ou morte, em 1,4 dos pacientes que não seguem a medicação corretamente, de acordo com o estudo realizado pelo Professor Nicolas Danchin, de Paris, e exposto no American Heart Association, em 2015. “Esse paciente deve fazer um tratamento contínuo por, no mínimo, 12 meses, pois a chance de um segundo evento é de 20-30% nesse período. Mas isso não acontece.

Os motivos da falta de adesão são diversos: só tomam a medicação na crise; medicamento caro; esquecimento; falta de disciplina para administrar mais de uma droga. Mas esse problema precisa ser resolvido.

Adesão é super importante

Dr. Otavio conta que os médicos estão preocupados e dispostos a mudar esse cenário. “Temos nos reunido para debater esse assunto e buscar soluções para o problema, mas o fato é que isso precisa ser trabalhado em todas as etapas, desde a consulta inicial com o médico”.

Cerca de 51% dos pacientes não fazem o tratamento corretamente após a consulta. Os médicos dizem que a cada três receitas, pelo menos uma não é sequer aviada. E, se essa receita possuir mais de três medicamentos, menos de 50% dos remédios serão, de fato, comprados, e que apenas 15% dos pacientes permanecem to­mando o medicamento ao longo de um ano.

O cardiologista dá uma dica. “Adesão ao tratamento é como qualquer outro compromisso. Você acorda e vai trabalhar; você está de dieta e não come doce; vai prestar vestibular e estuda. Um pouco de disciplina ajuda a qualquer pessoa”.

E para facilitar, algumas opções, como aplicativos de celular estão disponíveis. Eles possuem agenda de consulta, alertas para lembrar a hora da medicação e até para beber mais água.

“Estamos usando diversos artifícios e aproveitando cada oportunidade para mostrar a importância da adesão ao tratamento. Os pacientes, mesmo crônicos, podem ter mais qualidade de vida e segurança se seguirem corretamente as indicações de seus médicos”, conclui o Dr. Otavio.

Multivacinação de crianças e adolescentes começa no dia 19


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 14 de setembro de 2016


NOTÍCIAS

Multivacinação de crianças e adolescentes começa no dia 19
O Ministério da Saúde lançou, nesta terça-feira (13), em Brasília, a Campanha Nacional de Multivacinação 2016. O objetivo é mobilizar os pais ou ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


'Inferno astral': TCE suspende seleção para Saúde em Patos
Definitivamente, este é um mês para ser esquecido pelos Motta, de Patos. Depois do afastamento da prefeita Chica Motta (PMDB) do cargo e da ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Vamos estudar: Aplicação do cdc ao comércio eletrônico: apontamentos acerca do projeto de atualização n 281/2012

[PDF]   Aplicação do cdc ao comércio eletrônico: apontamentos acerca do projeto de  atualização  n 281/2012 JA Mor...

Jornal de Saúde