sexta-feira, 29 de julho de 2016

Impressoa Xerox M110 - 11 mil cópias - Valor de R$ 1.500,00 aceitamos negociação

Jornal de Saúde: Impressoa Xerox M110 - 11 mil cópias - Valor de R$...
Em excelente estado, único dono, nota fiscal, 11 mil cópias xerox em preto e branco, com único cartucho.

Cópias com computador e sem computador com A4 e também A3

Super econômica na energia, cópias a laser direto do computador quando configurada como impressora.

Serve para cartazes de publicidade e panfletos em preto e branco.

Não adiante dinheiro de contrato nem para engenheiros. Existem os profissionais e o não, como Luis Conterato

Cuidado se você pensa que um engenheiro com  CREA nº 0400493450 é pessoa responsável e confiável, não acredite nisso. O Jornal de Saúde contratou o engenheiro eletrecista Luis Conterato- RG : 12.853.682- 2 para responder a ORLE da Anatel, referente outorga de SCM-Sistema de Comunicação Multimídia, através de contrato, leia abaixo, contrato na íntegra.

Luis Conterato - engenheiro Crea 0400493450
Isso ocorreu em 06 de abril de 2016 e Luis Conterato recebeu adiantados o valor de R$ 500,00 além de ser recebido em Belo Horizonte e ter suas despesas pagas pelo Jornal. Até hoje, este profissional irresponsável não fez a planta e a resposta para a Anatel -Agência Nacional de Telecomunicações.

Há mais de 40 dias ele ficou de devolver os R$ 500,00 e não o fez afirma que  sempre está em viagem ou que está recebendo dinheiro de empresas que lhe devem e nunca paga. Enfim, é um enrolão que não trabalha no projeto o qual se candidatou e não devolve o dinheiro. É mentiroso e não se intimida quando é advertido que o CREA será informado de sua conduta antiética.

Hoje, 29 de julho, após quase 90 dias de firmado o contrato. Através do celular 021-11- 99827-7320 afirmou que não iria pagar. Portanto, a isso se dá o nome de calote e anti-profissionalismo, quando se trata de profissional de tão renomada e respeitada categoria, à qual, com certeza, Luis conterato envergonha com essa conduta, anti-ética e vergonhosa para com o Jornal de Saúde e as pessoas que lhe confiaram esperança de projeto e também de dinheiro.

Mas, será processado junto ao Juizado Especial em Belo Horizonte e também será feito representação junto ao CREA de Minas Gerais e de São Paulo. Onde será pedido Perdas e Danos Morais para Marcelo dos Santos - ME e Jornal de Saúde e também para o nome fantasia da empresa que estávamos projetando através da especialidade de engenharia de Luis Conterato, Masnet.

Mas, existe um grande detalhe, no contrato o engenheiro tem um endereço, em sua nota fiscal de serviços, outro endereço e ainda um terceiro endereço. Somente o CREA se tiver cadastro atualizado poderá fornecer endereço correto. Obviamente, somente fornecerão com ordem judicial. Assim, os desonestos ganham mais tempo e continuam impunes nas suas artimanhas.



Marcelo dos Santos - jornalista - MTb 16.539 - SP/SP

Não adiante dinheiro de contrato nem para engenheiros. Existem os profissionais e o não, como Luis Conterato

Cuidado se você pensa que um engenheiro com  CREA nº 0400493450 é pessoa responsável e confiável, não acredite nisso. O Jornal de Saúde contratou o engenheiro eletrecista Luis Conterato- RG : 12.853.682- 2 para responder a ORLE da Anatel, referente outorga de SCM-Sistema de Comunicação Multimídia, através de contrato, leia abaixo, contrato na íntegra.

Luis Conterato - engenheiro Crea 0400493450
Isso ocorreu em 06 de abril de 2016 e Luis Conterato recebeu adiantados o valor de R$ 500,00 além de ser recebido em Belo Horizonte e ter suas despesas pagas pelo Jornal. Até hoje, este profissional irresponsável não fez a planta e a resposta para a Anatel -Agência Nacional de Telecomunicações.

Há mais de 40 dias ele ficou de devolver os R$ 500,00 e não o fez afirma que  sempre está em viagem ou que está recebendo dinheiro de empresas que lhe devem e nunca paga. Enfim, é um enrolão que não trabalha no projeto o qual se candidatou e não devolve o dinheiro. É mentiroso e não se intimida quando é advertido que o CREA será informado de sua conduta antiética.

Hoje, 29 de julho, após quase 90 dias de firmado o contrato. Através do celular 021-11- 99827-7320 afirmou que não iria pagar. Portanto, a isso se dá o nome de calote e anti-profissionalismo, quando se trata de profissional de tão renomada e respeitada categoria, à qual, com certeza, Luis conterato envergonha com essa conduta, anti-ética e vergonhosa para com o Jornal de Saúde e as pessoas que lhe confiaram esperança de projeto e também de dinheiro.

Mas, será processado junto ao Juizado Especial em Belo Horizonte e também será feito representação junto ao CREA de Minas Gerais e de São Paulo. Onde será pedido Perdas e Danos Morais para Marcelo dos Santos - ME e Jornal de Saúde e também para o nome fantasia da empresa que estávamos projetando através da especialidade de engenharia de Luis Conterato, Masnet.



Marcelo dos Santos - jornalista - MTb 16.539 - SP/SP

Impressoa Xerox M110 - 11 mil cópias - Valor de R$ 1.500,00 aceitamos negociação


Em excelente estado, único dono, nota fiscal, 11 mil cópias xerox em preto e branco, com único cartucho.

Cópias com computador e sem computador com A4 e também A3

Super econômica na energia, cópias a laser direto do computador quando configurada como impressora.

Serve para cartazes de publicidade e panfletos em preto e branco.

Não adiante dinheiro de contrato nem para engenheiros. Existem os profissionais e o não, como Luis Conterato

Cuidado se você pensa que um engenheiro com  CREA nº 0400493450 é pessoa responsável e confiável, não acredite nisso. O Jornal de Saúde contratou o engenheiro eletrecista Luis Conterato- RG : 12.853.682- 2 para responder a ORLE da Anatel, referente outorga de SCM-Sistema de Comunicação Multimídia, através de contrato, leia abaixo, contrato na íntegra.

Luis Conterato - engenheiro Crea 0400493450
Isso ocorreu em 06 de abril de 2016 e Luis Conterato recebeu adiantados o valor de R$ 500,00 além de ser recebido em Belo Horizonte e ter suas despesas pagas pelo Jornal. Até hoje, este profissional irresponsável não fez a planta e a resposta para a Anatel -Agência Nacional de Telecomunicações.

Há mais de 40 dias ele ficou de devolver os R$ 500,00 e não o fez afirma que  sempre está em viagem ou que está recebendo dinheiro de empresas que lhe devem e nunca paga. Enfim, é um enrolão que não trabalha no projeto o qual se candidatou e não devolve o dinheiro. É mentiroso e não se intimida quando é advertido que o CREA será informado de sua conduta antiética.

Hoje, 29 de julho, após quase 90 dias de firmado o contrato. Através do celular 021-11- 99827-7320 afirmou que não iria pagar. Portanto, a isso se dá o nome de calote e anti-profissionalismo, quando se trata de profissional de tão renomada e respeitada categoria, à qual, com certeza, Luis conterato envergonha com essa conduta, anti-ética e vergonhosa para com o Jornal de Saúde e as pessoas que lhe confiaram esperança de projeto e também de dinheiro.

Mas, será processado junto ao Juizado Especial em Belo Horizonte e também será feito representação junto ao CREA de Minas Gerais e de São Paulo. Onde será pedido Perdas e Danos Morais para Marcelo dos Santos - ME e Jornal de Saúde e também para o nome fantasia da empresa que estávamos projetando através da especialidade de engenharia de Luis Conterato, Masnet.



Marcelo dos Santos - jornalista - MTb 16.539 - SP/SP

Flórida tem quatro casos de zika com provável transmissão local



Jornal O Globo
Flórida tem quatro casos de zika com provável transmissão local
Os EUA já tem mais de 1,5 mil casos de zika, mas esses quatro, segundo o departamento de Saúde da Flórida, são os primeiros em que "foi reunida ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

PR: Secretaria de Estado da Saúde recebe inscrições para 969 vagas
As inscrições acontecem na página do IBFC – www.ibfc.org.br, até o dia 1º de setembro. A taxa de participação custa $70 – níveis médio e ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

TV Brasil estreia série “O Milagre do Corpo” nesta segunda (1/8)

TV Brasil estreia série “O Milagre do Corpo” nesta segunda (1/8)
 
 
Em três episódios, produção realizada em parceria com a emissora japonesa NHK desvenda a performance dos melhores atletas do mundo com pesquisa de alta tecnologia
 
 
 
Na semana de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a TV Brasil estreia a série “O Milagre do Corpo”. Em três episódios de 50 minutos, que vão ao ar a partir desta segunda (1), até quarta (3), às 19h, a coprodução realizada com a TV pública japonesa NHK analisa as técnicas e a performance dos melhores atletas do mundo.
 
Usain Bolt é um dos personagens da série "O Milagre do Corpo" ao lado de outros atletas de alto rendimentoA série utiliza filmagens com tecnologia de última geração para explorar os segredos do corpo humano. Atletas de alto rendimento, campeões olímpicos e mundiais, participam da atração para mostrar como superam seus próprios limites e melhoram o desempenho nas pistas.
 
O destaque é o astro jamaicano Usain Bolt, lenda viva e maior velocista da história que defende a medalha de ouro em três provas na Rio 2016. Os outros dois episódios abordam a trajetória dos corredores africanos Haile Gebrselassie e Patrick Makau e os treinos do ginasta japonês Kohei Uchimura.
 
 
Atletas de ponta: produção reúne recordistas mundiais e campeões olímpicos
 
Na estreia de “O Milagre do Corpo”, nesta segunda (1), as atrações são dois corredores de primeira linha: o etíope Haile Gebrselassie e o queniano Patrick Makau. Considerado o maior fundistas da história do atletismo em provas de longa distância, Gebrselassie é bicampeão olímpico e tetracampeão mundial dos 10.000m.
 
O atleta, que recebeu o apelido de “Imperador”, estabeleceu 27 recordes mundiais entre distâncias que vão dos 3.000m à maratona. Os principais resultados de Gebrselassie, que hoje está com 43 anos, foram entre 1993 e 2003. Ele foi o primeiro homem a correr uma maratona abaixo de 2h04m nas ruas de Berlim. É um dos poucos a conseguir o feito até hoje.
 
Há cinco anos, em 2011, a marca de 2h03m59s que o etíope obteve na maratona alemã foi superada em 21 segundos pelo queniano Patrick Makau que venceu a prova de Berlim com o tempo de 2h03m38s. O corredor também participa do primeiro episódio da série. Makau teve seu recorde batido dois anos depois pelo compatriota Wilson Kipsang na mesma maratona.
 
 
Japonês é considerado o ginasta mais completo da história
 
Já na terça-feira (2), o segundo episódio da série acompanha os treinos do ginasta japonês Kohei Uchimura, conhecido como “King Kohei” pelos fãs. Em suas apresentações, o atleta une força, técnica e precisão. 
 
A crítica esportiva costumar indicar o ginasta como o mais completo de todos os tempos. Com 27 anos, a máquina japonesa vai para sua terceira Olimpíada nos Jogos Rio 2016.
 
 
O atleta tem várias conquistas em seu currículo que o credenciam para disputar o ouro no Brasil. Kohei Uchimura já obteve cinco medalhas olímpicas e 19 pódios em mundiais. O fenômeno da ginástica artística busca realizar novas façanhas na Cidade Maravilhosa.
 
 
Usain Bolt brilha no último episódio da coprodução
 
Astro Usain Bolt aceitou, pela primeira vez, uma extensa análise científica de seu físico na sérieO homem mais rápido do planeta fecha a série nesta quarta (3) na TV BrasilUsain Bolt desembarcou no Rio de Janeiro esta semana em busca do inédito tricampeonato olímpico.
 
O maior velocista de todos os tempos vai competir nas provas de 100m, 200m e revezamento 4x100m na tentativa do terceiro ouro consecutivo, após as conquistas em Pequim-2008 e Londres-2012.
 
O atleta deu um susto na torcida ao não participar das seletivas jamaicanas em virtude de uma lesão. Ainda em julho Bolt mostrou estar recuperado com uma vitória nos 200m na Liga Diamante, disputada em Londres, na Inglaterra.
 
 
Serviço
O Milagre do Corpo
Série inédita em três episódios de 50 minutos
Dias 1, 2 e 3 de agosto de 2016, às 19h, na TV Brasil
Título original: "Miracle Body"
Classificação indicativa: Livre
 
 
Confira a ordem dos três episódios da série "O Milagre do Corpo" na TV Brasil
 
"Os maratonistas: superando os limites"
Atletas: Haile Gebrselassie e Patrick Makau
Corredores
Países: Etiópia e Quênia
Data: 01/08 (segunda-feira), às 19h
 
"Kohei Uchimura: o rei dos ginastas"
Atleta: Kohei Uchimura
Ginasta
País: Japão
Data: 02/08 (terça-feira), às 19h
 
"Usain Bolt: destinado a ser o mais veloz"
Atleta: Usain Bolt
Velocista
País: Jamaica
Data: 03/08 (quarta-feira), às 19h
 

POLÍTICAS PÚBLICAS VISANDO O CONTROLE DA OBESIDADE

ilustração da redação

[PDF] POLÍTICAS PÚBLICAS VISANDO O CONTROLE DA OBESIDADE

DS de Moura Reis - Revista Educação, Tecnologia e Cultura-ETC, 2016
Resumo A obesidade é exposta na área da saúde como uma epidemia mundial
(ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE-OMS, 2014). Suas causas são várias, uma vez que
os aspectos socioeconômicos, escolaridade, hábitos alimentares e valores culturais têm ...

AstraZeneca e MedImune investem em ciência e aprovam projeto inovador em parceria com a Fapesp

AstraZeneca e MedImune investem em ciência e aprovam projeto inovador em parceria com a Fapesp

Após seleção e aprovação do projeto “Caracterização da população ideal de células cardíacas derivadas hiPSC para a regeneração cardíaca após infarto do miocárdio”, idealizado pelo professor Dr. José Eduardo Krieger, Diretor do Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular do Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Incor-USP) e pró-reitor de pesquisa da universidade de São Paulo, dá-se início ao estudo para comprovação da tese.

A pesquisa propõe a compreensão das etapas de diferenciação de células pluripotentes induzidas (células iPS, na sigla em inglês) cultivadas em laboratório a partir de células adultas da pele para uso no reparo do tecido cardíaco de pacientes vítimas de infarto. “O objetivo é o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas para reparação do miocárdio, o que vai contribuir para preencher uma lacuna importante no tratamento das doenças cardiovasculares que é a impossibilidade de substituir as células do músculo cardíaco após um infarto ou mesmo as que possuem alterações genéticas que comprometam sua função.”, explica Dr. Krieger.

“A AstraZeneca vem constantemente promovendo e apoiando ações que visam o incentivo da ciência no Brasil, como a vinda do ganhador do Prêmio Nobel de Química em 2014 e de Medicina em 2015, e reconhecemos o valor de participar de uma pesquisa como essa, capaz de regenerar o tecido do coração após um infarto”, afirma Jorge Mazzei, Diretor Executivo de Relações Corporativas, Regulatório e Acesso ao Mercado.

Existe uma população bastante relevante de pacientes que poderão se beneficiar desse projeto, principalmente os portadores de insuficiência cardíaca. Segundo dados da Associação Brasileira de Arritmia, Eletrofisiologia e Estimulação Cardíaca Artificial (ABEC) e do Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial (DECA) da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV), o Brasil é líder mundial em mortes por insuficiência cardíaca. São 100 mil novos casos a cada ano e 12,5% dos internados por causa da doença morrem no hospital.

“Estamos muito satisfeitos com a aprovação da proposta. O desenvolvimento de novas alternativas para beneficiar estes pacientes cardíacos representa um grande desafio, e qualquer sucesso terá enorme impacto na qualidade de vida dos pacientes e um resultado econômico-social importante”, diz o professor.

O estudo vai acontecer no Centro de Pesquisa do INCOR, por dois anos, com uma equipe liderada pelo professor Krieger.

Não amamentar bebês na primeira hora de vida eleva risco de morte


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 29 de julho de 2016

NOTÍCIAS


Jornal O Globo
Não amamentar bebês na primeira hora de vida eleva risco de morte
NOVA YORK - Mais da metade dos recém-nascidos do mundo não são amamentados na primeira hora de vida, o que aumenta o risco de doenças e ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Após ameaça de greve, Temer envia ao Congresso reajuste para delegados da Polícia Federal


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 29 de julho de 2016


NOTÍCIAS




Jornal O Globo
Após ameaça de greve, Temer envia ao Congresso reajuste para delegados da Polícia Federal
Também serão revistos benefícios de auxílio-saúde, auxílio-alimentação e pré-escola. Em meio ao ajuste fiscal, Temer já sancionou, sem vetos, ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante



Jornal Floripa
Falcão revela problema de saúde de Nico López e justifica mistério no time
O técnico do Internacional, Paulo Roberto Falcão não confirmou o time que vai enfrentar o Corinthians no Beira-Rio, no próximo domingo, às 16h (de ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante



Jornal da Paraíba (liberação de imprensa) (Assinatura) (Blogue)
Remédio vai substituir transfusão de sangue, prática não permitida por religião.
O pedido da paciente foi concedido após o magistrado concluir que a necessidade de estabilizar o grave estado de saúde e ao mesmo tempo ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Olimpíadas - Paciente com epilepsia pode praticar atividade física?




Para o neurocirurgião Luiz Daniel Celt, um dos legados das Olimpíadas do Rio de Janeiro-2016 é o incentivo à prática esportiva, inclusive de pacientes com epilepsia

Toda e qualquer mudança de hábito é benéfica para o ser humano. Ideal quando positiva e se relacionado a comportamentos saudáveis, seja de ordem alimentar, física, emocional ou espiritual. O início de uma atividade esportiva é uma delas. Sempre recomendável, mas com indispensável acompanhamento médico. Para o neurocirurgião Dr. Luiz Daniel Cetl, da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) e especialista em epilepsia, a máxima vale também para pacientes com a doença. “Geralmente, eles são rodeados de dúvidas, tabus e falta de informação adequada. A mídia propaga muito os grandes eventos esportivos mundiais e é evidente que isso influencia. Toda atividade física faz bem para a saúde e, exceto casos mais críticos, não há contraindicação”, diz Cetl.
A realização das Olímpiadas do Rio de Janeiro 2016 já impacta na procura por academias e escolinhas poliesportivas que sugerem preparar novos “atletas”. Há de fato uma procura mais acentuada, que antecede aos Jogos e é muito mais identificável durante o período do evento. Algumas pesquisas apontam para este aumento, tanto na busca por hábitos esportivos saudáveis como no fortalecimento da inclusão social das pessoas portadoras de necessidades especiais.
A epilepsia é uma doença neurológica, caracterizada por descargas elétricas anormais e excessivas no cérebro, recorrentes e que geram crises epilépticas. Não é segredo que o portador de epilepsia, historicamente, sofre preconceitos e estigmas, com reflexos prejudiciais no âmbito social e psicológico. O contraponto disso pode ser o incentivo ao esporte, atividade que auxilia na melhora física, emocional e na sociabilidade, seja para o esportista profissional, de alto impacto, seja para o amador.
O indivíduo com epilepsia pode e deve ser inserido completamente na sociedade: trabalhar, estudar, praticar esportes, se divertir, casar, ter filhos, etc. “É importante ter o acompanhamento de um especialista antes de iniciar um programa de atividade física ou esportiva. Exemplos de atletas com epilepsia não faltam e, muitos deles, participam inclusive de campanhas mundiais de sensibilização e incentivo”, relata o médico.
Para Dr. Luiz Daniel Cetl, a informação correta também ajuda a desmistificar a relação epilepsia x atividade física x esporte. Para isso, é preciso ter em mente alguns itens básicos, como:

- Exercício físico não tem contraindicação para pacientes com epilepsia;

- O paciente com epilepsia, seja ele “atleta” amador ou profissional e de alto rendimento, não tem maior ou menor desgaste físico durante atividade;

- Não há relação do estresse (adrenalina) da atividade física com crises epilépticas;

- Traumas, contusões na cabeça, etc. podem acontecer em qualquer modalidade Olímpica. Nos esportes coletivos, como basquete, futebol, handebol, etc., a probabilidade é maior. Neste sentido, dependendo da intensidade e da lesão produzida com o choque, pode ser uma condição para surgimento de epilepsia. Mas cada caso deve ser avaliado por um especialista;

- No caso dos atletas profissionais, as medicações anticonvulsivantes ou anti epilépticas não interferem no rendimento físico. Apesar da preocupação com os exames antidoping, muitos desses medicamentos não aumentam o desempenho do atleta; ao contrário, provavelmente ocorra um baixo desempenho, dado o princípio ativo “desestimulante”;

Conforme explica o neurocirurgião, estas são apenas algumas informações essenciais para o portador de epilepsia que quer praticar alguma atividade física e/ou esportiva. O médico ressalta que ainda é preciso fazer muito para desmitificar essa doença que atinge mais de 50 milhões de pessoas no mundo, e cerca de 3 milhões de brasileiros, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

“O principal é ter uma boa orientação para a prática segura de qualquer atividade física. O esporte previne, trata doenças – como a hipertensão - e melhora a qualidade de vida de muitos pacientes. Se as Olimpíadas impulsionam o desejo da prática, nós médicos temos que ser os primeiros a apoiar”, conclui o membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN).

Fonte para entrevista:
Dr. Luiz Daniel Cetl é referência no tratamento das epilepsias e tumores cerebrais. Especialista pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN), membro do grupo de tumores do Departamento de Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e integrante da Associação dos Neurocirurgiões do Estado de São Paulo (SONESP). Atua ainda como preceptor de cirurgia de tumores cerebrais no Departamento de Neurocirurgia da Unifesp.

Jornal de Saúde informa

Vamos estudar2: O ALEITAMENTO MATERNO: A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO NA SAÚDE DA MÃE E DO BEBÊ

[PDF]   O ALEITAMENTO MATERNO: A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO NA  SAÚDE  DA MÃE E DO BEBÊ AADEO ARAÚJO - 2018 …...

Jornal de Saúde