terça-feira, 12 de julho de 2016

Saúde dos jogos monitorados e psiquiátricos colocados em colchonetes


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 12 de julho de 2016

NOTÍCIAS


Jornal Floripa
Saúde nos Jogos será monitorada por centro integrado
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, lançou hoje (12) o Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (Ciocs), que já tem trabalhado no ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Jornal do Comércio
Pacientes psiquiátricos são colocados em colchonetes em emergência em Porto Alegre
A cena foi flagrada nesta terça-feira (12) em uma vistoria do Sindicato Médico do Rs (Simers) na emergência em saúde mental do Pronto ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

No Dia do Homem, médicos promovem “Encontro de saúde e bem estar - Homem 360º” e ONU alerta para risco de nova epidemia de Aids



Jornal do Brasil
No Dia do Homem, médicos promovem “Encontro de saúde e bem estar - Homem 360º”
A jornalista Ana Claudia Guimarães da coluna Ancelmo Gois do Jornal O Globo, será a mediadora do evento, que tem entrada gratuita. As inscrições ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante 


Globo.com
Câmera da Nasa flagra lua cruzando lado iluminado da Terra; veja vídeo
Uma câmera da Nasa flagrou o movimento da lua enquanto cruzava o lado iluminado da Terra. As imagens foram capturadas pela espaçonave ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Globo.com
Governo quer reduzir presos custodiados em hospitais até a Olimpíada
As secretarias estaduais de Saúde, Administração Penitenciária e Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro pretendem reduzir ao mínimo ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Globo.com
ONU alerta para risco de nova epidemia de Aids
RIO — O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) alertou em um relatório divulgado nesta terça-feira que, embora o número ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante
 

A gravidez com exercícios físicos é cada vez mais indicada para eliminar muitos riscos

Para manter a saúde física e mental em dia, médicos aconselham a prática de atividade física regularmente. Gisele Wachs é graduada em Educação Física e desenvolveu um programa especial para gestantes, a personal explica que a gestante precisa de cuido redobrado, mas não deve deixar de se exercitar durante os nove meses de gestação. Pelo contrário: ficar parada está fora de cogitação para uma gravidez mais saudável e tranquila.


Exercícios físicos melhoram a circulação sanguínea, amenizam a ansiedade, aumentam a capacidade pulmonar e garantem energia extra às futuras mães. A prática regular promete um período de gestação repleto de bem estar e um parto bem mais tranquilo.


Mães que praticaram exercício físico, durante a gestação, relatam que tiveram um trabalho de parto mais rápido e suportaram melhor as contrações.  Gisele Wachs listou alguns motivos para dar inicio a prática de exercícios físicos direcionados:

1- A atividade física atua no sistema cardiovascular, que neste período tem um volume maior de sangue em circulação, e ajuda na oxigenação das células;
2- Proporciona um estado de relaxamento que é fundamental nesta fase, onde o organismo está sendo submetido constantemente a situações de estresse e as emoções estão à “flor da pele”;

3-Ajuda na consciência corporal, deixando a gestante mais preparada para o parto;
4-A ginástica, quando praticada regularmente, impede que a grávida engorde além do necessário/indicado;
5-O corpo em movimento garante melhor funcionamento dos intestinos;
6- Os exercícios proporcionam aumento da capacidade pulmonar e ajudam a controlar o ritmo de respiração;

7-Os exercícios de alongamento ajudam os tendões deixando-os mais firmes. “Durante a gestação, eles ficam mais frouxos e ocorre maior retenção líquidos.” Explica Gisele. 

8-Os exercícios de fortalecimento, ajudam o bom posicionamento da coluna e ajudam a mulher suportar mais o peso do bebê;
9-Com a musculatura fortalecida, o desempenho da mãe, no momento de expulsão do bebê, será melhor. E a recuperação no pós parto será muito mais rápida;

Sobre Gisele Wachs

Gisele Wachs é graduada em Educação Física pela Universidade Metodista de São Paulo e Pós graduada em Fisiologia do Exercício na UMESP

Transplante capilar é a solução para a calvície

Transplante capilar é a solução para a calvície

Cada vez mais moderno e eficaz, o tratamento devolve a autoestima ao paciente e garante resultados permanentes

Curitiba, 12/07/2016 

Um antigo ditado popular afirma que os cabelos são a moldura do rosto. Mas, o que fazer quando a calvície aparece? De acordo com a dermatologista Christine Graf Guimarães, de Curitiba, o problema tem solução. 


Dados da Sociedade Brasileira para Estudo do Cabelo (SBEC) revelam que 42 milhões de homens sofrem com o problema no Brasil. A estimativa é a de que a calvície atinja 10% deles entre os 20 e os 30 anos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que metade da população masculina do planeta terá algum grau da disfunção até os 50 anos. 


Há muitas causas para queda de cabelos em homens e mulheres, porém na esmagadora maioria dos homens calvos, a causa é a alopecia androgenética hereditária, habitualmente conhecida como calvície de padrão masculino. “Para que esse tipo de calvície ocorra, é necessária a presença do hormônio Dihidrotestosterona (DHT) em um homem geneticamente susceptível. Da mesma forma, a maioria das mulheres que sofre de perda de cabelo é portadora de calvície hereditária de padrão feminino”, explica a Dra. Christine.

Com tratamentos cada vez mais modernos e eficazes, a ciência e a tecnologia oferecem opções que prometem acabar de vez com o problema. A Clínica Grafguimarães oferece o inovador transplante capilar. A técnica consiste em implantar no couro cabeludo fios retirados da própria pessoa, isto é, o doador é o próprio receptor. As raízes são retiradas de uma área mais densa e transplantadas para a área a ser corrigida, o que garante resultados mais efetivos. No implante capilar, os fios são produzidos de forma artificial, com material sintético, isto é, o doador não é o próprio receptor e os resultados se distanciam de uma aparência natural.

A clínica possui um departamento exclusivo para a realização de estudos e tratamento da calvície, o Cetrac. Lá são realizadas consultas, dermatoscopia, microscopia, documentação fotográfica especializada. A equipe da Grafguimarães trabalha com transplantes capilares desde 2001 e já soma mais de mil e quinhentos casos transplantados. “O transplante capilar atingiu um nível de eficiência que permite implantar até 10 mil fios de cabelos de forma extremamente densa. Hoje, essa técnica oferece um excelente resultado, aliada a um trauma mínimo e com a preocupação constante de oferecer resultados completamente naturais, em que a cirurgia não fica identificável”, garante a especialista. 

Na clínica GrafGuimarães, todos os transplantes são realizados exclusivamente com unidades foliculares, recriando assim a distribuição capilar que ocorre na natureza. O transplante capilar é uma cirurgia cheia de detalhes. Sendo assim, os médicos da clínica são altamente treinados, experientes, e em constante atualização, aumentando os níveis de confiança e reduzindo ao máximo a possibilidade de falhas.

FUE: Técnica inovadora, resultados efetivos 
  
A técnica utilizada na clínica para transplante capilar é a FUE - Follicular Unit Extraction, que consiste na retirada das unidades foliculares uma a uma da região doadora. Isso faz com que se possa extrair tanto quanto as faixas doadoras permitem. A cicatrização total da área doadora é de até cinco dias, pois as incisões são tão minúsculas que quase não deixam cicatrizes visíveis.
O FUE oferece diversas vantagens: enxertos e incisões menores, rápida recuperação no pós-operatório, sem cicatrizes lineares na área doadora, há possibilidades de fazer transplantes sequenciais com intervalos de um dia, alcançando assim um volume de enxertos ainda maior. O FUE permite, também, tratar pacientes com pouca área doadora ou até aqueles que não a possuem, além de restaurações capilares com pelos de outras áreas do corpo, como barba, tronco e axilas por exemplo. Uma verdadeira revolução na área de transplantes capilares.

O que fazer para prevenir alergias alimentares em bebês?

O que fazer para prevenir alergias alimentares em bebês?


Bebês devem comer amendoim ou evitá-lo? Qual é a melhor abordagem para prevenir a alergia ao amendoim e aos demais alimentos?



Com as alergias alimentares em crianças em ascensão, os pais, muitas vezes, se perguntam: como posso evitar esse problema no meu bebê? Uma nova revisão sobre o tema, publicada em CMAJ (Canadian Medical Association Journal), com base nos últimos dados, interpreta novas evidências para orientar médicos e famílias sobre a introdução de alimentos e a prevenção de alergias.

“Segundo os autores, se os pais perguntarem como é possível prevenir a alergia em seus filhos, a recomendação mais atual é a de introduzir os alimentos alergênicos o mais cedo possível. Uma vez que eles são introduzidos, a exposição é importante para a manutenção da tolerância. As crianças devem comer esses alimentos regularmente”, afirma o pediatra e homeopata Moises Chencinski (CRM-SP 36.349).

As alergias alimentares têm evoluído ao longo do tempo, com um aumento de 18% entre 1997 e 2007, nos Estados Unidos. Uma pesquisa recente junto às famílias canadenses descobriu que 8% relataram pelo menos uma alergia alimentar. Os alergenos mais comuns são leite de vaca, soja, amendoim, nozes, ovos, trigo, peixe, marisco e gergelim.

Bebês com pais ou irmãos que sofrem de alergias, especialmente a amendoim, estão em maior risco de atopia. Um estudo recente sobre o amendoim - (LEAP) study  - descobriu que a introdução do alimento precocemente reduziu o risco de alergia alimentar em até 80%. No entanto, as crianças com alto risco de alergia a amendoim podem se beneficiar da avaliação de um alergista antes da introdução do alimento.

“Como resultado do (LEAP) study, entidades como a Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia, a Academia Americana de Pediatria e a Sociedade Canadense de Alergia e Imunologia Clínica, afirmam, agora, que para crianças de alto risco, há fortes evidências que apoiam a introdução de amendoim entre 4 e 11 meses”, informa o médico.

Orientações anteriores recomendavam evitar alimentos potencialmente alergênicos até 12-36 meses de idade em bebês de alto risco. Como consequência, algumas mulheres evitavam sua ingesta durante a gravidez e a amamentação para tentar impedir o desenvolvimento de alergias em seus bebês. No entanto, as diretrizes atuais não suportam dietas de eliminação.

Para introduzir novos alimentos, a Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia recomenda:

1.     Introduzir um novo alimento, a cada 3-5 dias, de uma maneira apropriada para a idade (para evitar a asfixia);
2.     Começar com grãos e legumes e frutas amarelos e laranjas;
3.     Introduzir um dos alimentos potencialmente alergênico, se bem tolerado, em pequenas quantidades (por exemplo, leite de vaca, soja, ovos);
4.     Introduzir alimentos altamente alergênicos em casa;
5.     Aumentar a quantidade de alimentos durante vários dias.

“Já é bem documentado que evitar alimentos alergênicos não é uma forma de prevenir a alergia alimentar. No (LEAP) study, há fortes evidências de que a introdução precoce de amendoim é de fato preventiva. Com isso, teremos muitas mudanças nas diretrizes atuais sobre a introdução de alimentos. Muitas serão revistas. O melhor é conversar com o pediatra e tirar todas as dúvidas, tentando manter, ainda assim o aleitamento materno exclusivo até o 6º mês e iniciando essas medidas apenas quando da introdução alimentar”, orienta o médico,          que é membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Secretaria de Saúde confirma 369 casos notificados de microcefalia surto de infecção em hemodíalise



Rádio Jornal
Secretaria de Saúde confirma 369 casos notificados de microcefalia
A Secretaria Estadual de Saúde divulgou nesta terça-feira (12), o novo balanço da microcefalia em Pernambuco. De primeiro de agosto de 2015 até ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Globo.com
Secretaria de Goiânia confirma surto de infecção em clínica de hemodiálise
A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia confirmou um surto de infecção bacteriana em uma clínica particular de hemodiálise. Por meio de nota, ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Michel Temer vai fazer isso: Pesquisa diz que 81% dos brasileiros são contra aumento de impostos

O presidente interino que sempre promete uma coisa e cumpre outra deveria ler essa pesquisa. Os impostos no Brasil não mau cobrados e também empregados. Muitos que pagam e não deveriam pagar enquanto poucos que que ganham muito e chegam a sonegar impostos devido passarem pela malha fina e até mesmo subornar a Receita Federal, como a Coaf - Conselho de Arrecadação Financeira.

Não há como proceder isso em plena crise moral e econômica no país forjada pela corrupção e superfaturamento de empreiteiras, sucateamento e superfaturamento de trens. E, cem número de obras inacabadas.

Seria preciso que Michel Temer que já chegou a ser acusado de receber propina do Porto de Santos, um escandâlo que mancharia a folha de qualquer político em país sério querer sacrificar mais ainda os brasileiros que quase 60% ganha de um a um e meio salário mínimo.

Se ele fosse esse homem que pretende ser agora que chegou a presidência ele chamaria eleições diretas, já e geral, mas não é, a sua ambição resultou em algo que agora, cada vez mais se desenha em golpe político, o chamadol branco ou palaciano, que o brasileiro comum e mal informado e mal formado festeja com a queda da Dilma.

Leia mais sobre o aumento de impostos:

jornal de saude
Atualização assim que ocorre 12 de julho de 2016

NOTÍCIAS


A Tarde On Line

Pesquisa diz que 81% dos brasileiros são contra aumento de impostos
Saúde e segurança pública são os serviços públicos mais mal avaliados. Com base na opinião da população, foi construído um índice que vai de ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Até quando juiz poderá passar por cima da Constituição do STF e soltar liminar que fere o Direito de expressão e a liberdade de imprensa?

Grande equívoco de juiz, ao proibir a Globo de noticias matérias do processo do Assassinato de Mariele Franco e Anderson Gomes. Não podemo...

Jornal de Saúde