sexta-feira, 1 de julho de 2016

Referência nacional em reabilitação, IPO abre nova unidade no bairro de Pinheiros, na capital paulista


Referência nacional em reabilitação, IPO abre nova unidade no bairro de Pinheiros, na capital paulista

O IPO - Instituto de Prótese e Órtese acaba de inaugurar uma nova unidade, agora na capital paulista. Em atividade desde 2002 na cidade de Campinas (SP) e com uma forte atuação no desenvolvimento de equipamentos tecnológicos que promovem a reabilitação humanizada de seus pacientes, o IPO agora abre suas portas na Rua Natingui, 412, no bairro de Pinheiros, em São Paulo. 
Com o objetivo mudar conceitos sobre reabilitação, o Instituto tem como verdadeira vocação tratar cada paciente de forma única, equilibrando a entrega numa somatória que envolve a técnica ao relacionamento de confiança e respeito a cada ser humano.
Dirigido pelo fisioterapeuta, protesista, ortesista e doutor em Ciências da Cirurgia pela Unicamp, José André Carvalho, uma referência nacional e internacional em pesquisa científica e também pelo protesista e ortesista (ISPO – nível I), com graduação e mestrado, na Alemanha, Ricky Benzing, o IPO tem construído um modelo de sucesso que acumula resultados positivos, com base na humanização e na qualidade de vida de seus pacientes.

“Nossa filosofia de trabalho é proporcionar reabilitação por meio da aplicação de dispositivos específicos em um centro voltado à recuperação e não à comercialização de produtos ortopédicos”, explica o Dr. José André Carvalho.
A perfeita confecção de uma prótese exige um projeto que envolve muito conhecimento técnico e científico. Ricky Benzing explica que “no IPO, as confecções de próteses e órteses são baseadas em conhecimentos científicos e não por métodos meramente empíricos, o que acaba nos diferenciando das ortopedias técnicas convencionais”, conclui o profissional que desenvolve suas atividades há 24 anos.
Além de atender pacientes de todos os estados brasileiros e de todas as idades, o IPO também apoia diversos atletas de alto rendimento, inclusive alguns profissionais que representarão o Brasil nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro.

Moderno jeito de cuidar da saúde: Play Festival incentiva a saúde por meio de games a preços populares

Play Festival incentiva a saúde por meio de games a preços populares


Campanha da UZ Games disponibiliza jogos a preços acessíveis para combater o estresse, desenvolver a criatividade e o raciocínio

O que games tem a ver com saúde? Muita coisa! Engana-se quem pensa que os jogos tornam as pessoas mais sedentárias ou reclusas. Hoje, há uma imensa variedade de títulos que propõe exatamente o contrário. Por meio da diversão, crianças, jovens, adultos e até idosos, espantam o estresse, desenvolvem a criatividade, se exercitam, interagem e estimulam o raciocínio. Pensando nisso, a UZ Games, maior franquia de lojas de games do Brasil, está lançando o Play Festival, uma campanha para incentivar a diversão a preços super promocionais: a partir de R$ 29,90. Há opções para todos os tipos de consoles e inclusive lançamentos.

Diversos estudos científicos comprovam a eficácia dos games em um uso terapêutico. Não se trata apenas de relaxar e se divertir, mas de equilibrar a rotina e estimular o cérebro. A Universidade de Rochester, por exemplo, apontou que jogos de ação ajudam a desenvolver a tomada de decisão no jogador, que se torna capaz de decidir 25% mais rápido do que outras pessoas, sem ficar nervoso e impreciso. Isso ajuda tanto na vida profissional quanto pessoal.

Além disso, o psicólogo C. Shawn Green, da Universidade de Wisconsin, mostrou que os games ajudam a desenvolver diversas habilidades, o que altera o funcionamento do cérebro. É como um exercício físico, que estimula o desenvolvimento da musculatura corporal, só que no cérebro. No caso dos games, dá para desenvolver tanto a mente quanto o próprio corpo, já que há inúmeras opções de jogos de dança e esporte, onde o jogador se mexe de verdade. 

Ao todo são mais de 150 títulos de games, além de acessórios, equipamentos e colecionáveis. Tem para todos os gostos, idades e perfis de público. “Nossa intenção com o Play Festival é disseminar a cultura dos games a preços populares, proporcionando o entretenimento e o desenvolvimento cognitivo das famílias brasileiras, que estão cada vez mais interessadas em jogar e se divertir juntas”, pondera João Mendes, Diretor de Operações da UZ Games. 

A campanha acontece em todas as lojas da rede até 31 de julho. Entre os destaques estão JustDance 2016, Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, Guitar Hero Live, Disney Infinity 2.0, Rabbids Invasion, Call of Duty Black Ops 3, The Witcher 3: Wild Hunt e muitos outros.

Inverno: Previna as crianças das doenças respiratórias

Inverno: Previna as crianças das doenças respiratórias

Mantenha o Calendário de Vacinação em dia e agasalhe as crianças na medida certa

O inverno é a época do ano que as crianças mais sofrem com doenças respiratórias, mas é possível diminuir essas ocorrências com alguns cuidados. Na estação, aumenta a incidência de resfriado, gripe (H1N1), rinite, sinusite, otite e alergias. O contágio de gripes e resfriados é alto e acontece por gotículas das secreções respiratórias através da saliva, tosse ou espirro.
Pulmão de fumante se não cuidar da criança desde cedo pode ficar assim e por outros motivos, poluição, silicose, tuberculose e outros

Todas as crianças com idade entre 6 meses e 5 anos devem receber a vacina contra a gripe, principalmente aquelas que têm asma, rinite e otite frequentes ou doenças crônicas como diabetes, asma e doenças cardíacas entre outras. É recomendável ainda que as mulheres recebam a vacina durante a gestação para promover a proteção, mesmo que temporária, do bebê após o nascimento.

“Além da caderneta de vacinação atualizada, é recomendado manter o aleitamento materno; não levar os filhos com doenças contagiosas para a escola ou creche; evitar lugares com aglomerações e contato direto das crianças com pessoas com gripes ou resfriados”, orienta o Prof. Dr. Paulo Taufi Maluf Júnior (CRM/SP 21.769), do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas e do Hospital Sírio-Libanês.

O pediatra Paulo Maluf recomenda ainda manter a casa e principalmente o quarto do bebê ou da criança arejado e limpo; umidificar os ambientes e consultar sempre o pediatra, evitando ir ao pronto socorro sem necessidade, com risco de contrair outras doenças.

Como agasalhar seu filho na medida certa

Em dias muito frios, o recomendado é que as crianças usem roupas confortáveis e de preferência que sejam de algodão ou de lã antialérgica. “O melhor é optar por várias peças ao invés de apenas um casaco muito pesado, por exemplo, assim é possível tirar ou acrescentar, dependendo da temperatura”, enfatiza o pediatra.

Segundo o Dr. Paulo Maluf, os bebês de até seis meses devem ser agasalhados de acordo com a temperatura ambiente e com uma peça a mais que o adulto. Já as crianças maiores devem usar a mesma quantidade de roupas que os adultos. Luvas e gorros são importantes para os recém-nascidos e crianças maiores.

O pediatra reforça que o agasalho nas crianças deve ser usado na mesma proporção que os adultos o usariam. Por exemplo, em dias quentes, vestimentas de lã seriam insuportáveis para nós e, com as crianças, é o mesmo e vice-versa em relação ao frio.

Mitos e verdades sobre a caxumba/Inverno













Criança com Zika Vírus

Criança com caxumba









Conheça os mitos e verdades sobre a caxumba

A doença é cercada de lendas que precisam ser desmistificadas

O número de casos de caxumba vem crescendo este ano em várias partes do Brasil e, em São Paulo, é o pior surto desde 2008. Segundo dados do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da Secretaria Estadual da Saúde, houve 842 casos só no primeiro semestre deste ano. E, com o aumento de registros, vem a preocupação com a saúde das crianças e as complicações da doença.

A caxumba é causada por vírus, tem alto contágio e é transmitida por gotículas das secreções respiratórias através da saliva, tosse ou espirro. Entre os sintomas estão febre, dor de cabeça, dor muscular e inflamação em glândulas, na maior parte dos casos, na parótida, glândula salivar próxima do ouvido.

“A vacina que protege contra a caxumba é a tríplice viral, que também imuniza contra rubéola e sarampo e a primeira dose deve ser dada à criança com 1 ano de idade. A vacina está disponível nos postos de saúde. E é a melhor forma de prevenção”, explica o Prof. Dr. Paulo Taufi Maluf Júnior (CRM/SP 21.769), do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas e do Hospital Sírio-Libanês. O pediatra ressalta a importância da segunda dose aos 15 meses.

Mitos e verdades sobre a caxumba
Mito
A caxumba é uma doença própria do inverno.
Verdade
A doença pode ocorrer em qualquer época do ano.
Mito
Se pegar só de um lado, futuramente pegará do outro.
Verdade
Uma vez ocorrida, de qualquer lado ou dos dois, a caxumba cria anticorpos que protegem para sempre de novas infecções.
Mito
Nos meninos, se não mantiver repouso, a caxumba "desce".
Verdade
O vírus da caxumba causa inflamações em vários órgãos, e os principais são as glândulas salivares. Os testículos (e os ovários, nas meninas) podem ser acometidos, mas quase somente após a puberdade. Essa apresentação da doença ocorre em 10% a 20% dos casos, às vezes isoladamente, sem ter havido inchaço das glândulas salivares. Isso independe de repouso, que só é necessário se houver doença testicular.
Mito
A caxumba é uma doença boba da infância e que não precisa de vacina.
Verdade
Além dos testículos e ovários, o vírus da caxumba pode causar pancreatite, encefalite e levar à surdez.
Mito
A vacina não adianta nada, pois há pessoas que tomaram e ficaram doentes.
Verdade
A cobertura da vacina é muito ampla, mas são necessárias duas doses.  Quem tomou apenas uma dose, pode ter caxumba.
Mito
Se pegar os testículos, a caxumba causa disfunção sexual nos meninos.
Verdade
A parte de produção hormonal dos testículos é preservada e não há interferência nos mecanismos de libido e ereção. Se a doença for bilateral, há chance de ocorrer esterilidade, que pode ser prevenida, aí sim, com repouso, e aplicação de gelo no local.








A importância do ócio para o corpo e a mente

A importância do ócio para o corpo e a mente

Especialista explica a necessidade de não fazer nada de vez em quando


Dormir tarde, acordar cedo, pegar trânsito, levar os filhos na escola, ir pro trabalho, sofrer pressão no trabalho, trânsito de novo, pegar os filhos na escola, levá-los no dentista, passar no supermercado, trabalhar mais em casa, dormir tarde...Hoje em dia, parece que a maioria das pessoas está presa em loop infinito. É necessário parar para respirar porque o estresse pode desencadear uma série de problemas.
Um alto nível de irritação pode causar desde uma leve agitação e insônia a problemas cardíacos. Ainda, especialistas afirmam que o estresse ocasiona sintomas emocionais e físicos os quais abrem espaço para vários problemas psicológicos e patológicos. “Grande parte da população, em níveis diferentes, está estressada.”, diz Andreia Rego, psicanalista e coach de Desenvolvimento Humano. “E isso se torna um problema quando começa a afetar diretamente a vida pessoal, profissional e até social.”, completa.
O estresse é interpretado pelo corpo da mesma forma como numa situação de perigo. E, para isso, o organismo tem uma defesa natural. O hipotálamo do cérebro envia um estímulo para as glândulas supra-renais, e essas, por sua vez, liberam um hormônio chamado cortisol, que aumenta a pressão arterial e o açúcar no sangue. As pessoas quando estão estressadas, tendem a procurar alguma forma para canalizar esse estresse, geralmente, através da comida, por causa do cortisol, que se ligou aos receptores que controlam a vontade de comer no cérebro, além de aumentar também as células de gordura no corpo.
“Se você não tem tempo ou dinheiro para planejar uma viagem ou um passeio, tirar duas horas do seu dia para deitar no sofá e ler um livro, ou assistir a algum outro programa de TV que não sejam os jornais - filmes, seriados, etc - já ajuda bastante a desacelerar o corpo e descansar a mente.” aconselha Andreia. “Ir a academia também é uma ótima forma de aliviar o estresse. Além de manter o corpo em forma e mais saudável, o organismo libera substâncias que trazem bem-estar e também ajudam a dormir melhor.”, conclui.
Não somente pela pressão arterial, mas o nervosismo é responsável pela queda de imunidade, tensão muscular, gastrite e algumas alergias respiratórias, que nessa época fria do ano já são causas suficientes para adoecer. Aproveite as férias escolares das crianças e relaxe um pouco, a sua sanidade também agradece.
Serviço: Andreia Rego
Psicanalista e Coach de Desenvolvimento Humano

Hospital em Minas Gerais, Risoleta Neves, corta pediatria, devido falta de verba da Prefeitura e Governo do Estado

O governo estadual, que deve renunciar no ano que vemna figura do sr. Fernando Pimentel, e do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, que não deve fazer seu sucessor, não destinam verbas suficientes para o Hospital Risoleta Neves, que serve uma das regiões mais populosas e complicadas de Belo Horizonte, região norte, que comprende Venda e Nova e bairros adjacentes.


Com essa atitude, o hospital se viu obrigado a cortar o atendimento pediátrico, e milhares de crianças e recém nascidos ficam sem o atendimento e a orientação paras mães, que no Brasil e nas regiões são jovens ou filhos de pais que possuem cultura, mas não técnico-científica e modernizada e tampouco medicamentos e técnicas de aleitamento materno tão propalado em Campanha Nacional, e na prática, por falta de verba e administração o município e estado deixam de cumprir Lei de Responsabilidade para com a saúde onde preconiza a verba de 12 e 16% respectivamente entre Estado e Município.

 Mas que Dilma Rousseff ao mexer na Lei em 2010 atrapalhou e muito com o intuiro de conseguir aprovar a CPMF, que mentiam que a verba ia para a saúde e ia mesmo parte era para o esquemão de eleição e pagamento de propinas de estatais, a política suja que se instalou no Brasil varonil, hoje caduco e cansado de tanta roubalheira.

editor Marcelo dos Santos - jornalista - MTb 16,539 - SP/SP

Leia mais: http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2016/06/hospital-risoleta-neves-em-bh-suspende-atendimento-pediatrico.html

As pessoas podem conquistar saúde ao invés de ter doenças com orientação correta?

Dr. Ícaro orienta pessoas a conquistarem uma saúde melhor, seja no ambiente corporativo ou pessoal: as orientações auxiliam no tratamento e na prevenção de diversas doenças.

Sammuel Hannemann idealizador e sistemartizador da Homeopatia no século XIX, apenas aceito no Brasil na década de 90 depois de quase 200 anos de comprovação não aceita pelos médicos
  As empresas estão cada vez mais adotando a nova tendência das multinacionais, na qual é proposto um ambiente de trabalho cada vez mais descolado, interativo e dinâmico. Com a adoção dessa nova tendência a produção dos funcionários cresce cada vez mais e, para isso, gestores estão investindo e promovendo atividades diversificadas, como palestras, rodas de bate papo e cursos com o intuito de promover mais prazer para o colaborador ao desenvolver suas tarefas diárias. Discutir temas referentes à saúde e bem-estar contribui para o melhor desempenho e minimiza, consideravelmente, os índices de absenteísmo.
Atualmente, as influências internas e externas contribuem para o desenvolvimento do colaborador. Por isso, as instituições se preocupam com o descanso do funcionário, com o sono, com o relacionamento familiar, que são pontos que influenciam no dia a dia. Paralelo a isso, existem outros fatores não menos importantes, como o clima, a alimentação e o estresse causados pela correria de ter que manter tudo em dia, que fazem com que a saúde, muitas vezes, seja deixada de lado.
Pai da medicina Ortomolecular prêmio Nobel de química e da paz
Pensando na melhoria e na consciência de se manter uma vida saudável o médico, Dr. Ícaro Alves, ministra palestras para o público em geral com temas voltados para a saúde e o bem-estar das pessoas. Transmitindo orientações fundamentais para sensibilizar o ser humano a cuidar-se em diversos aspectos e ter mais disposição para as rotinas diárias no ambiente corporativo e pessoal. Esses momentos são propícios para que as pessoas vivenciem uma situação descontraída e ao mesmo tempo útil, onde é possível esclarecer dúvidas sobre doenças, afim de prevenir anomalias futuras.
Além das apresentações dedicadas ao público leigo, ele também é orador para profissionais da saúde, com temas específicos para a melhoria de resultados em consultórios, como interpretar exames laboratoriais e relação entre profissionais de saúde e pacientes, incluindo abordagens holísticas. Essa interação é fundamental para a atualização profissional, além de promover um ambiente mais amplo no próprio consultório no qual o profissional de saúde atua.
O Doutor Ícaro ministra palestras em universidades, grandes empresas espalhadas pelo país e entidades públicas. Seu objetivo é levar o entendimento para os seus ouvintes trazendo a consciência sobre a importância do cuidado da saúde em todos os aspectos. Sua motivação parte do princípio de fazer com que as pessoas adotem medidas simples e práticas, tornando sua vida “uma inspiração”: afinal, a mudança e a adoção de hábitos por uma pessoa podem inspirar milhares; “Posso claramente melhorar o desempenho de funcionários ou servidores de qualquer empresa ou instituição, abordando temas que possibilitem melhora dos seus hábitos de vida, sua saúde e disposição”, completa o médico.

Homens e Mulheres sentem a diferença da beleza na pele e os bons profissionais da estética respeitam as diferenças

Homens e Mulheres sentem a diferença da beleza na pele e os bons profissionais da estética respeitam as diferenças
Nutrição com verduras, legumes e frutas. carnes e grãos é excelente para a pele e a saúde em geral. Mas, o brasileiro está longe dessa meta, inflação e baixos salários
A pele é o maior órgão do corpo humano e apresenta funções sensoriais e de proteção. Vários fatores interferem na aparência da pele: idade, sexo, clima, alimentação e genética. E está estruturada em três camadas: epiderme, derme e hipoderme.

A Epiderme é a camada mais externa da pele e tem como função formar uma barreira protetora do corpo, protegendo contra danos externos. Na epiderme estão os melanócitos, as células que produzem melanina, o pigmento que dá cor à pele. 

Já a Derme é a camada intermediária da pele, formada por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal, que dão tonicidade, elasticidade e equilíbrio à pele. É na derme que estão localizados os folículos pilosos, os nervos sensitivos e as glândulas sebáceas.

E a Hipoderme é a terceira e última camada da pele, formada basicamente por células de gordura. E mantém a temperatura do corpo e acumula energia para o desempenho das funções biológicas.

E por falar em pele, existem diferenças entre a pele de homens e de mulheres com relação ao estilo de vida, idade e sexo. No caso do sexo, a principal diferença se deve a ação hormonal.
A testosterona, hormônio masculino, é responsável pelo maior estímulo das glândulas sebáceas e maior oleosidade na face, principalmente na zona T (testa, nariz e mento), por essa razão o homem tem mais tendência a cravos, poros abertos, espinhas e excesso de brilho. A pele masculina também é mais espessa e tem uma textura mais áspera, devido aos pelos grossos e pigmentados, além de ser composta por cerca de 25% mais colágeno do que as peles femininas. 

Devido ao ato de se barbear, os homens podem apresentar problemas de pele, como irritação ou dermatite e foliculite. Na pele masculina, a concentração de colágeno é maior, fazendo com que os sinais de envelhecimento apareçam mais tarde, por isso eles têm menos rugas, mas as mudanças ocorrem rapidamente, após começarem são mais afetados pela perda de massa muscular e firmeza da pele em combinação com o inchaço dos olhos e olheiras.

Já as mulheres, em condições normais, têm predomínio de progesterona e estrogênio, o que confere uma pele mais delicada e com menor secreção sebácea, além de pelos finos e claros. A pele feminina possui a derme mais delgada, o que contribui para o envelhecimento acelerado. Na pele feminina o colágeno é afetado mais tarde, especialmente após a menopausa.  Nesta fase, a pele perde elasticidade e os efeitos são mais aparentes do que na pele masculina. Por isso, as rugas ao redor da boca são mais comuns em mulheres.

Para as mulheres que têm a pele mais seca é fundamental fazer a hidratação dos lábios, mãos, colo e pescoço. E os homens, como possuem a pele mais oleosa necessitam fazer a limpeza diária com produtos para remover o excesso de gordura e reduzir a acne, além das esfoliações. E é imprescindível que tanto os homens como as mulheres usem o protetor solar.

Devido a estas diferenças é indicado que os tratamentos de controle da oleosidade e envelhecimento sejam diferentes também para atender as reais necessidades de cada tipo de pele. Segundo os estudos do Dr. Marcelo Schulman, Farmacêutico e Master em Dermofarmácia e Cosmetologia, Presidente, desenvolvidos no Centro Técnico Vita Derm, é fundamental basear os protocolos  em pesquisas científicas que muitas universidades juntamente com o ISIC – Instituto Schulman de Investigação Científica – trabalham para mensurar com propriedade a diferença estética da pele de homens e de mulheres. 

Ressaltando que cada vez mais as mulheres e os homens lotam as clínicas de estética, para cuidar da beleza da pele e se sentir mais valorizados no trabalho, assim como na vida social. Esses públicos estão sempre atrás do que há de novo no mercado. Para se ter uma ideia, os produtos para cabelos estão em segundo lugar no ranking de produtos mais consumidos no mundo, segundo a ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. É importante também que os profissionais ligados às áreas da Beleza e Saúde estejam atualizados para que os clientes sejam beneficiados.
“O bom é que a maioria das mulheres e dos homens estão interessados em cuidar da boa aparência da pele. As mulheres são adeptas faz tempo e os homens já há algum tempo estão aderindo a esses cuidados, tanto que existem inúmeros produtos específicos para eles e para elas”, conclui o Dr. Marcelo Schulman. .


Jornal de Saúde informa

Férias escolares: momento importante para atualizar a caderneta de vacinação das crianças e adolescentes

Rio de Janeiro, novembro de 2018  – Férias escolares, viagens, família reunida e festas de fim de ano. Além de todas essas comemora...

Jornal de Saúde