segunda-feira, 27 de junho de 2016

Jornal de Saúde: Profissionais de CG vão participar de programa sob...

Jornal de Saúde: Profissionais de CG vão participar de programa sob...: jornal de saude Atualização assim que ocorre ⋅ 27 de junho de 2016 NOTÍCIAS Profissionais de CG vão participar de prog...

Profissionais de CG vão participar de programa sobre microcefalia


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 27 de junho de 2016

NOTÍCIAS

Profissionais de CG vão participar de programa sobre microcefalia
Os profissionais da saúde de Campina Grande que atuam no cuidado de crianças com microcefalia vão contar um reforço nos próximos meses.
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


O Tempo
Sonda batizada de Juno realiza missão espacial e científica no planeta desde 2011
A evolução de Júpiter é o mote para uma missão científica da NASA, lançada em 2011, para tentar entender melhor o Sistema Solar a partir deste ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Jornal na Net
Prefeito, deputada e vereadores inauguram UBS Record/Ponte Alta em Taboão
O prefeito afirma que o município ainda necessita entre três a quatro unidades básicas de saúde para garantir a melhoria do atendimento em todas ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde: Diabetes gestacional pode ser prevenida segundo gi...

Jornal de Saúde: Diabetes gestacional pode ser prevenida segundo gi...: O dia 26 de junho é considerado o Dia Nacional do Diabetes. Atualmente, uma em cada doze pessoas (62 milhões) vivem com a doença nas Améri...

Diabetes gestacional pode ser prevenida segundo ginecologista

O dia 26 de junho é considerado o Dia Nacional do Diabetes. Atualmente, uma em cada doze pessoas (62 milhões) vivem com a doença nas Américas. Além do diabetes tipos 1 e 2, os mais comuns, existe um terceiro tipo, hoje com mais de 150 mil casos por ano no Brasil, que pode ocorrer com qualquer mulher durante a gravidez: o diabetes gestacional.

Alguns fatores podem facilitar o desenvolvimento da condição nas gestantes, como a idade materna avançada, ganho de peso excessivo durante a gravidez, sobrepeso ou obesidade, história prévia de partos de bebês grandes (mais de 4 kg) e hipertensão arterial.

“O diabetes gestacional é controlado com o acompanhamento regular pela equipe de saúde e, principalmente, pela conscientização e atitudes da gestante. É importante que seja diagnosticado precocemente, através dos exames de rotina realizados no acompanhamento pré-natal. Portanto, é fundamental que a gestante realize exames periódicos durante toda a gravidez, principalmente entre as semanas 24 e 28”, explica Sivana Santos Assreuy Diniz - ginecologista e obstetra, médica de Saúde Integral da Unimed Federação Minas. 


“A maioria das mulheres que têm diabetes gestacional terá os bebês saudáveis, desde que monitore e controle seus níveis glicêmicos regularmente. Nos casos em que o controle não é alcançado podem haver complicações para mãe e para o bebê, como o excesso de peso ao nascer e atraso no amadurecimento pulmonar, assim como o desenvolvimento de síndromes hipertensivas na mãe. Vale ressaltar que, mulheres que desenvolvem o diabetes durante a gestação tem maior probabilidade de desenvolver o diabetes do tipo 2 futuramente”, relata Sivana.

Como prevenir o diabetes gestacional
Para prevenir o desenvolvimento do diabetes gestacional é importante ter hábitos saudáveis antes e durante a gestação. Por isso, deve-se adotar uma alimentação equilibrada e orientada por profissional de saúde, de acordo com as necessidades específicas da gestante. Além disso, a prática de atividade física também pode ajudar a proteger contra o desenvolvimento de diabetes gestacional.

Jornal de Saúde: A dengue ficou em quinto lugar perdeu para a dor l...

Jornal de Saúde: A dengue ficou em quinto lugar perdeu para a dor l...: Dor lombar baixa foi campeã de atestados médicos em 2015 Levantamento da Gesto Saúde e Tecnologia concluiu ainda que a dengue subiu ...

Jornal de Saúde: A dengue ficou em quinto lugar perdeu para a dor l...

Jornal de Saúde: A dengue ficou em quinto lugar perdeu para a dor l...: Dor lombar baixa foi campeã de atestados médicos em 2015 Levantamento da Gesto Saúde e Tecnologia concluiu ainda que a dengue subiu ...

A dengue ficou em quinto lugar perdeu para a dor lombar segundo pesquisa de afastamento do emprego em 2014

Dor lombar baixa foi campeã de atestados médicos em 2015
Levantamento da Gesto Saúde e Tecnologia concluiu ainda que a dengue subiu 36 posições entre 2014 e o último ano e passou a figurar na 5ª colocação do ranking de motivos que mais afastam os colaboradores de grandes empresas
A dor lombar baixa, pelo terceiro ano consecutivo, foi o motivo declarado que mais afastou os colaboradores das suas atividades profissionais em 2015. Essa é a conclusão do levantamento feito pela Gesto Saúde e Tecnologia, pioneira na aplicação de big data para gerenciamento de saúde corporativa, que administra um banco com 2 milhões de vidas (número maior do que a população de 95% das cidades brasileiras).
Em relação ao total de atestados entregues com motivo declarado em 2015, cerca de 5% tinham essa justificativa e foram gerados por 9% dos funcionários de grandes empresas. Essas pessoas ficaram, em média, dois dias ausentes. Se levarmos em consideração a quantidade de dias úteis, é como se três pessoas ficassem sem trabalhar durante todo o ano aproximadamente.
% de atestados
Código CID
Descrição de CID

CID
Descrição
Total Geral
NI
Não informado
14%
M54.5
Dor lombar baixa
5%
A09
Diarréia e gastroenterite de origem infecciosa presumível
4%
M25.5
Dor articular
3%
A90
Dengue
2%
S93.4
Entorse e distensão do tornozelo
2%
Abaixo dela aparece a diarréia e a gastroenterite de origem infecciosa presumível, que respondeu por 4% do total de atestados do ano e afastou aproximadamente 12% dos colaboradores, principalmente os jovens, por um dia. No comparativo com 2014, a causa ocupou a mesma colocação. Em seguida, vemos a dor articular figurar pela primeira vez no ranking, com 3% dos atestados, o que ocasionou o afastamento de 4% dos trabalhadores por um período de até três dias.

O quinto lugar, que em 2014 era ocupado pela cefaléia, foi substituído pela dengue. No ano em que o país teve a pior epidemia desde 1990, a doença subiu 36 posições e ficou entre as principais que causam afastamentos não previdenciários (ou seja, de até 15 dias, pagos pela empresa). Cerca de 2,5% dos colaboradores de grandes empresas foram afetados e ficaram cerca de 5 dias ausentes. Em média, é como se a cada 50 colaboradores com dengue em 2015 a empresa perdesse o equivalente a um colaborador sem trabalhar no ano inteiro.  Em comparação com o ano anterior, apenas 1% dos colaborares das grandes empresas se afastou pela doença.
Por fim, está o entorse e a distensão do tornozelo, que impacta aproximadamente 1,5% dos trabalhadores de grandes empresas e é o motivo que afasta por mais tempo: cerca de seis dias.
Código CID
Descrição de CID
Vidas
CID
Descrição
Total Geral
NI
Não informado
54,6%
M54.5
Dor lombar baixa
8,9%
A09
Diarréia e gastroenterite de origem infecciosa presumível
12,1%
M25.5
Dor articular
4,1%
A90
Dengue
2,3%
S93.4
Entorse e distensão do tornozelo
1,5%
Para chegar ao resultado, a Gesto Saúde e Tecnologia consultou a base de dados gerada por sua ferramenta Big Data Gesto Inteligente 2.0, composta por informações de mais de 150 empresas brasileiras. Ela combina e analisa dados de uma população, integrando informações de planos de saúde, atestados médicos, afastamentos, dados da medicina ocupacional e ROI (Return Of Investment) das ações de promoção de saúde. E então, por meio de mais de 120 algoritmos e modelos preditivos exclusivos desenvolvidos pela equipe técnica, extrai oportunidades de redução de custo e incremento de saúde. Foram excluídos da análise os atestados emitidos com CID (Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde) não declarado.

Na avaliação da gerente em inteligência em saúde da Gesto Saúde e Tecnologia, Francine Leite, entender as causas que estão por trás destes afastamentos e o perfil das pessoas afastadas é primordial para desenvolver campanhas de saúde mais certeiras e melhor direcionadas. “O que hoje é um afastamento não previdenciário, pode mais para frente se tornar um caso mais longo e de impacto direto com o Fator Acidentário de Prevenção (FAP). Extrair dados como sexo, faixa etária e área de atuação de quem sofre com dor lombar baixa, por exemplo, permite investir em campanhas de orientação e exercícios de alongamento ou laborais mais focados em coluna, ao invés de desperdiçar o recurso com práticas menos assertivas. Outra possibilidade é cruzar as informações para verificar se as pessoas que apresentaram os atestados estão se cuidando ou se estão perdidas na rede para intervir e auxiliar no encontro do melhor tratamento”, explica ela. “O principal valor de uma ferramenta de big data na gestão de saúde é utilizar algoritmos para identificar colaboradores com possibilidade de apresentarem um afastamento previdenciário e, assim, atuar preventivamente no FAP e no curso da doença do colaborador, trazendo benefícios para todos”, completa.

Jornal de Saúde: Alimentação no inverno: controle e bom senso são f...

Alimentação no inverno: controle e bom senso são fundamentais
Nutricionista afirma que o equilíbrio, a prática de atividades físicas e a ingestão de alimentos corretos são fundamentais para se manter saudável no inverno
O inverno chegou e com ele seus atrativos gastronômicos. Chocolates, massas, fondues, caldos, vinho, bebidas quentes e outras guloseimas permeiam o cardápio da estação. É quase impossível encontrar alguém que não se delicie com uma mesa farta.
Embora a ingestão de tais alimentos não seja errada, propiciando saciedade e bem-estar, a nutricionista e professora do curso de Nutrição da Faculdade Santa Marcelina (FASM), Paula Macedo, salienta que o consumo inadequado, com exageros e descompensação de calorias e falta de atividades físicas, além de proporcionar ganho de peso, pode provocar malefícios à saúde física e mental.
“O ideal é que se tenha equilíbrio. Não há necessidade de abdicar de tudo, assumindo uma postura radical, limitando-se e passando vontade. No entanto, a ingestão de tais itens têm de ser realizada em pequenas quantidades, em dias e horários definidos, associada à prática de atividades físicas e ao consumo de alimentos saudáveis, seguidos pela compensação de calorias”.
A nutricionista ressalta que, nos períodos mais frios, é normal sentirmos um pouco mais de fome, visto que o corpo gasta mais energia do que habitualmente. Para manter a temperatura estável e compensar a perda energética, é necessário consumir mais calorias. Mesmo com o aumento do apetite, ela afirma ser possível consumir alimentos saudáveis e com baixas calorias, que podem contribuir para a saúde e ‘alimentar’ o paladar.

Confira os alimentos indicados pela nutricionista:

Sopas
Prato típico do inverno, a sopa caseira pode ser muito nutritiva se preparada com os devidos cuidados. O ideal é que não se utilizem temperos prontos, pois têm uma grande quantidade de sódio e gorduras saturadas, componentes que aceleram o aumento de peso e podem até agravar as doenças cardiovasculares. As sopas mais adequadas são à base de legumes e verduras, principalmente as de folhas como repolho, espinafre e agrião. Para sabores diferentes, experimente uma de alho poró ou de creme de moranga.
Chás
Beber chá propicia vários benefícios à saúde. Antioxidante e cardioprotetor, o chá aumenta o metabolismo. Tanto os chás de sachet quanto os de folhas in natura podem ser consumidos. Os chás verdes, que têm a planta Camellia Sinensis, substância funcional, são essenciais, pois aumentam o metabolismo. No entanto, o excesso de chás pretos deve ser evitado, pois a bebida contém grande teor de cafeína, o que é prejudicial à saúde.
Para um consumo saudável e sem ressalvas, é importante observar, ao ingerir chás naturais, as condições de higiene da planta, comprar somente de fornecedores conhecidos, verificar o estado de conservação da erva e certificar-se de que aquela planta é mesmo a que você procura.
Vinhos
Estudos comprovam que a ingestão moderada de vinho  tinto seco reduz o risco de doenças cardiovasculares, respiratórias e demências. Todos esses benefícios estão relacionados a substâncias antioxidantes presentes na uva, que são potencializadas com a fermentação, processo utilizado na fabricação dos vinhos. A indicação é de 150 ml, ou seja, um cálice por dia.
Frutas
As frutas típicas do inverno são: abacaxi pérola, melão, morango e caju. Todas elas são fontes de vitamina C, nutriente muito importante para o sistema imunológico, principalmente no inverno. Além disso, esse grupo de frutas é rico em fibras que ajudam a controlar o colesterol e a glicemia e favorecem o bom funcionamento intestinal. Uma fatia média de melão contém 19 calorias; nove unidades de morango, 43 calorias; uma unidade de caju, 37 calorias; e cem gramas de abacaxi pérola,  apenas 48 calorias.
Canela
A canela tem ação estimulante, termogênica e antidiarreica, o que facilita a digestão, diminui o colesterol LDL, controla a glicose e diminui a compulsão por carboidratos e doces. Além disso, ela protege o corpo de doenças respiratórias por conter propriedades antibacterianas, expectorantes e anti-inflamatórias. É indicada para quem sofre de bronquite, está resfriado, tossindo ou possui infecções, como faringite e laringites. Também é indicada em bebidas quentes e sobremesas.
Gengibre
Essa raiz é rica em vitamina C, que favorece o bom funcionamento do sistema imunológico, cicatrização de feridas, proteção das gengivas e ação antioxidante, contra os radicais livres. O gengibre contém vitaminas B3 e B6, que ajudam a aliviar os sintomas da TPM, e minerais antioxidantes, como magnésio, selênio e zinco. Ele também pode ser consumido cru, refogado ou em forma de chá, utilizado como tempero e até adicionado a sucos. A recomendação é de um pedaço de dois centímetros, três vezes ao dia, ou então fazer um chá com um pedaço de seis centímetros e tomá-lo três vezes ao dia.
Destilados
O uso de bebidas destiladas, em qualquer estação do ano, não é indicado. Essas bebidas só ofertam calorias vazias, ou seja, não contém nutrientes.

Alimentação no inverno: controle e bom senso são fundamentais


Nutricionista afirma que o equilíbrio, a prática de atividades físicas e a ingestão de alimentos corretos são fundamentais para se manter saudável no inverno
O inverno chegou e com ele seus atrativos gastronômicos. Chocolates, massas, fondues, caldos, vinho, bebidas quentes e outras guloseimas permeiam o cardápio da estação. É quase impossível encontrar alguém que não se delicie com uma mesa farta.

Embora a ingestão de tais alimentos não seja errada, propiciando saciedade e bem-estar, a nutricionista e professora do curso de Nutrição da Faculdade Santa Marcelina (FASM), Paula Macedo, salienta que o consumo inadequado, com exageros e descompensação de calorias e falta de atividades físicas, além de proporcionar ganho de peso, pode provocar malefícios à saúde física e mental.

“O ideal é que se tenha equilíbrio. Não há necessidade de abdicar de tudo, assumindo uma postura radical, limitando-se e passando vontade. No entanto, a ingestão de tais itens têm de ser realizada em pequenas quantidades, em dias e horários definidos, associada à prática de atividades físicas e ao consumo de alimentos saudáveis, seguidos pela compensação de calorias”.

A nutricionista ressalta que, nos períodos mais frios, é normal sentirmos um pouco mais de fome, visto que o corpo gasta mais energia do que habitualmente. Para manter a temperatura estável e compensar a perda energética, é necessário consumir mais calorias. Mesmo com o aumento do apetite, ela afirma ser possível consumir alimentos saudáveis e com baixas calorias, que podem contribuir para a saúde e ‘alimentar’ o paladar.

Confira os alimentos indicados pela nutricionista:

Sopas
Prato típico do inverno, a sopa caseira pode ser muito nutritiva se preparada com os devidos cuidados. O ideal é que não se utilizem temperos prontos, pois têm uma grande quantidade de sódio e gorduras saturadas, componentes que aceleram o aumento de peso e podem até agravar as doenças cardiovasculares. As sopas mais adequadas são à base de legumes e verduras, principalmente as de folhas como repolho, espinafre e agrião. Para sabores diferentes, experimente uma de alho poró ou de creme de moranga.

Chás
Beber chá propicia vários benefícios à saúde. Antioxidante e cardioprotetor, o chá aumenta o metabolismo. Tanto os chás de sachet quanto os de folhas in natura podem ser consumidos. Os chás verdes, que têm a planta Camellia Sinensis, substância funcional, são essenciais, pois aumentam o metabolismo. No entanto, o excesso de chás pretos deve ser evitado, pois a bebida contém grande teor de cafeína, o que é prejudicial à saúde.
Para um consumo saudável e sem ressalvas, é importante observar, ao ingerir chás naturais, as condições de higiene da planta, comprar somente de fornecedores conhecidos, verificar o estado de conservação da erva e certificar-se de que aquela planta é mesmo a que você procura.

Vinhos
Estudos comprovam que a ingestão moderada de vinho  tinto seco reduz o risco de doenças cardiovasculares, respiratórias e demências. Todos esses benefícios estão relacionados a substâncias antioxidantes presentes na uva, que são potencializadas com a fermentação, processo utilizado na fabricação dos vinhos. A indicação é de 150 ml, ou seja, um cálice por dia.

Frutas
As frutas típicas do inverno são: abacaxi pérola, melão, morango e caju. Todas elas são fontes de vitamina C, nutriente muito importante para o sistema imunológico, principalmente no inverno. Além disso, esse grupo de frutas é rico em fibras que ajudam a controlar o colesterol e a glicemia e favorecem o bom funcionamento intestinal. Uma fatia média de melão contém 19 calorias; nove unidades de morango, 43 calorias; uma unidade de caju, 37 calorias; e cem gramas de abacaxi pérola,  apenas 48 calorias.

Canela
A canela tem ação estimulante, termogênica e antidiarreica, o que facilita a digestão, diminui o colesterol LDL, controla a glicose e diminui a compulsão por carboidratos e doces. Além disso, ela protege o corpo de doenças respiratórias por conter propriedades antibacterianas, expectorantes e anti-inflamatórias. É indicada para quem sofre de bronquite, está resfriado, tossindo ou possui infecções, como faringite e laringites. Também é indicada em bebidas quentes e sobremesas.

Gengibre
Essa raiz é rica em vitamina C, que favorece o bom funcionamento do sistema imunológico, cicatrização de feridas, proteção das gengivas e ação antioxidante, contra os radicais livres. O gengibre contém vitaminas B3 e B6, que ajudam a aliviar os sintomas da TPM, e minerais antioxidantes, como magnésio, selênio e zinco. Ele também pode ser consumido cru, refogado ou em forma de chá, utilizado como tempero e até adicionado a sucos. A recomendação é de um pedaço de dois centímetros, três vezes ao dia, ou então fazer um chá com um pedaço de seis centímetros e tomá-lo três vezes ao dia.

Destilados
O uso de bebidas destiladas, em qualquer estação do ano, não é indicado. Essas bebidas só ofertam calorias vazias, ou seja, não contém nutrientes.

Jornal de Saúde: Chinesas deitam em rochas sob o sol para ter 'boa ...

Jornal de Saúde: Chinesas deitam em rochas sob o sol para ter 'boa ...: jornal de saude Atualização assim que ocorre ⋅ 27 de junho de 2016 NOTÍCIAS Jornal O Globo Chinesas de...

Chinesas deitam em rochas sob o sol para ter 'boa saúde' será que é possível isso?


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 27 de junho de 2016

NOTÍCIAS


Jornal O Globo
Chinesas deitam em rochas sob o sol para ter 'boa saúde'
RIO- Uma prática inusitada tem sido vista pelos parques da China. Ao caminhar por Xi'an, no nordeste do país, é possível encontrar um grupo de ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


O Tempo
Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer, a taxa de mortalidade por linfoma não-Hodgkin ...
Doença que ganhou atenção na semana passada pelo diagnóstico do ator Edson Celulari, o linfoma não-Hodgkin tem se tornado mais incidente e ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Encontro debaterá saúde da população negra em Salvador


Encontro debaterá saúde da população negra em Salvador
A mesa temática “Saúde da população negra e segurança alimentar” será realizada nesta terça-feira (28), a partir das 9h, na sede da Secretaria da ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde: Temer proibe Dilma de viajar com jatos da FEB e va...

Jornal de Saúde: Temer proibe Dilma de viajar com jatos da FEB e va...: jornal de saude Atualização assim que ocorre ⋅ 27 de junho de 2016 NOTÍCIAS Jornal O Globo Em busca de...

Jornal de Saúde: Temer proibe Dilma de viajar com jatos da FEB e va...

Jornal de Saúde: Temer proibe Dilma de viajar com jatos da FEB e va...: jornal de saude Atualização assim que ocorre ⋅ 27 de junho de 2016 NOTÍCIAS Jornal O Globo Em busca de...

Temer proibe Dilma de viajar com jatos da FEB e vai a Em busca de votos pelo impeachment, Temer vai a Goiás


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 27 de junho de 2016

NOTÍCIAS


Jornal O Globo
Em busca de votos pelo impeachment, Temer vai a Goiás
Coube ao PP, por exemplo, o Ministério da Saúde, uma das pastas de maior orçamento da Esplanada. — A negociação foi feita considerando o ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Jornal de Jundiaí
Desigualdade cresce e Jundiaí já sofre com impacto na saúde
De acordo com o secretário de Saúde, Luís Carlos Casarin, em um ano o número de atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) cresceu ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


O Tempo
Prova reuniu atletas profissionais e amadores e teve premiação em dinheiro para vencedores
O evento, que é uma iniciativa do jornal Super Notícia e conta com o apoio da Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH) e do Governo de Minas ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Midia News
Central de regulação de vagas começa a funcionar no dia 4
Para isso, servidores municipais ligados à saúde participaram de ... na área de oncologia) que recorreram e denunciaram suas situações ao jornal ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Jornal de Saúde informa

Férias escolares: momento importante para atualizar a caderneta de vacinação das crianças e adolescentes

Rio de Janeiro, novembro de 2018  – Férias escolares, viagens, família reunida e festas de fim de ano. Além de todas essas comemora...

Jornal de Saúde