quinta-feira, 23 de junho de 2016

Aumento dos remédios caros e aumentos acima da inflação e ninguém faz nada



jornal de saude
Atualização assim que ocorre 24 de junho de 2016

NOTÍCIAS


Jornal do Comércio
Aumento dos remédios
"É preciso fazer ajuste entre os recursos de saúde ofertados pelo mercado e a população. O acesso se traduz em equilíbrio entre oferta e demanda", ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Médico do esporte explica como preparar o corpo para competições e evitar lesões



Ortopedista e médico do esporte do Hospital Santa Paula dá orientações de como se preparar para as práticas esportivas e prevenir lesões
​Com a proximidade dos Jogos Olímpicos, muitas pessoas se deixam levar pelo espírito esportivo e passam a se aventurar em novas modalidades. De acordo com o ortopedista e médico do esporte do Hospital Santa Paula, Fabiano Cunha, o evento estimula um aumento no número de pessoas interessadas em ingressar em práticas esportivas regulares.
Para os iniciantes, é preciso seguir alguns passos:
1 – Escolha uma modalidade compatível com sua condição física atual
2 – Faça um check-up com um médico do esporte
3 – Busque um treinador qualificado
4 – Tenha uma alimentação saudável
5 – Coloque um objetivo nos seus treinos, uma meta; fica mais prazeroso treinar pensando em uma viagem, ou algum evento festivo
6 – Aumente o seu limite aos poucos, só assim você irá evoluir, além de evitar lesões e cansaço
​De acordo com o especialista, ao iniciar um programa de exercícios o corpo interpreta seu comportamento e ajusta o metabolismo de acordo com a regularidade dos treinos. ​"Para ​os iniciantes, é muito mais efetivo realizar uma caminhada de ​40 minutos, 3 vezes por semana​, do que caminhar 2 horas no domingo e passar mais 6 dias sem fazer nada. O corpo gosta de regularidade e se acostuma com isso, seja ​com exercícios regulares ou ​com o ​ócio regular​", explica​.

O médico afirma que muitos ​pacientes ​o procuram ​com a mesma queixa de que fizeram exercícios e depois de um mês não tinham emagrecido nada e ficaram cheios de dores. "É preciso entender o corpo​. Você passa um ano sem se movimentar e de repente volta a caminhar. O cérebro fica confuso, não sabe que você quer emagrecer, só sabe que você não faz exercício. Neste primeiro momento, ​ele ​manda mensagens para o corpo entrar em estado de alerta. Daí que vêm as palpitações, formigamentos  e as quedas de pressão que muitas pessoas reclamam no primeiro mês de um programa físico​"​, diz.​

Para Cunha, o importante é traçar uma meta​. "Estamos em ​junho e você quer eliminar uns quilinhos para fazer uma viagem em ​dezembro​. Dá tempo de emagrecer gradualmente, ​com foco na viagem, sem estressar o corpo e progredindo com calma ​", ressalta​.
Prevenção de lesões
Pela cultura do brasileiro, procuramos apenas um tratamento quando o diagnóstico ou uma lesão já ocorreu. Pouco se trabalha a prevenção de possíveis lesões, especialmente na prática de atividade esportiva.

Segundo dados da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), grande parte das lesões não estão associadas a colisões ou quedas, e sim à rotação e explosão muscular. Apenas 24,1% dos atletas se lesionam em choques, contra 39,2% com lesões musculares e 17,9% que sofrem torções. O estudo também aponta que 72,2% dos traumatismos ocorrem nos membros inferiores – como joelho (11,8%), tornozelo (17,6) e coxas (34,5%).

  "A maior incidência de lesões acontece por falta de aquecimento ou exagero na realização das atividades, seja por muita intensidade, muita carga ou longa duração", alerta Cunha.

O médico do esporte é o profissional que pode sugerir exercícios funcionais para a prevenção de lesões que vão oferecer um ganho na prática esportiva, pois simulam os movimentos do esporte específico e visam a estabilidade, o equilíbrio e a ativação muscular, prevenindo e aumentando o desempenho e o gesto esportivo. Os exercícios são divididos em níveis e o esportista evolui de acordo com sua capacidade de executar os movimentos com maior precisão e menos gasto energético.

"Em qualquer exercício físico podem ocorrer lesões, mas isso não deve te desanimar. Tratadas adequadamente, você pode fazer sua viagem em dezembro em ótimas condições", conclui Cunha.

Secretário de Saúde diz que fraude das UTIs não prejudicou pacientes do SUS


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 23 de junho de 2016

NOTÍCIAS


Jornal Opção
Secretário de Saúde diz que fraude das UTIs não prejudicou pacientes do SUS
Questionado pelo Jornal Opção se existiam registros de pacientes da rede particular que teriam sido internados em vagas destinadas aos pacientes ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Confraria de endocrinologia debate tratamentos para obesidade
Uma pesquisa do Ministério da Saúde revelou que 34,6% dos brasileiros comem em excesso carnes com gordura, por exemplo. Além disso, 29,8% ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Fiscalização aponta falta de médicos em postos de Caçapava do Sul, RS


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 23 de junho de 2016

NOTÍCIAS


Globo.com
Fiscalização aponta falta de médicos em postos de Caçapava do Sul, RS
Na última semana, uma fiscalização em três postos de saúde apontou que em apenas um havia profissionais atendendo pacientes. E também ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Cidadeverde.com
Dr Pessoa critica saúde de Teresina e promete Hospital da Mulher
Dr Pessoa critica saúde de Teresina e promete Hospital da Mulher ... Em entrevista ao Jornal do Piauí, chegou a prometer, se eleito, um hospital para ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


EXAME.com
Suspeito de chefiar tráfico no Alemão é baleado e preso no Rio
... crimes de porte ilegal de arma de fogo e associação ao tráfico. A Secretaria Estadual de Saúde informou que o estado de saúde de Edson é grave.
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

UEMS e UFGD inauguram Sala de Vacina municipal na Cidade Universitária


jornal de saude
Atualização assim que ocorre 23 de junho de 2016

NOTÍCIAS


O Progresso - Dourados
UEMS e UFGD inauguram Sala de Vacina municipal na Cidade Universitária
A ação tem apoio da Secretaria Municipal de Saúde através do Núcleo Municipal de Imunização e vem sendo pensada desde o início de 2015, para ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


Jornal Opção
“Não estamos surpresos. Estamos envergonhados”, diz enfermeiro do Samu
Para simular a gravidade do estado de saúde desses pacientes, ... Na tarde desta quarta-feira (22/6), o Jornal Opção se encontrou com alguns ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante


UOL
Resgate inédito no Polo Sul é finalizado com sucesso
Os dois funcionários da base de pesquisa norte-americana de Amundsen-Scott retirados do local por motivos de saúde chegaram a Punta Arenas, no ...
Google Plus Facebook Twitter Sinalizar como irrelevante

Médicos alertam e ensinam os pais a cuidarem melhor dos filhos nas férias, acidente não


Período de férias escolares aumenta em 25% o número de acidentes domésticos com crianças

Especialista em trauma, Dr. Diogo Garcia, orienta pais, familiares e responsáveis sobre os riscos que ambientes e objetos podem oferecer. 110 mil crianças são hospitalizadas ao ano por acidentes domésticos
São Paulo, 23 de junho de 2016 - Basta acabar o período das festas juninas para que as crianças fiquem em contagem regressiva para as férias escolares. “Esse período, ansiosamente esperado pelos pequenos, é também o de maior preocupação em Prontos Socorros do País”, como destaca Dr. Diogo Garcia, coordenador do Núcleo de Trauma do Hospital Samaritano de São Paulo.
Segundo dados do Ministério da Saúde, ao ano, 110 mil crianças são hospitalizadas em razão de acidente doméstico. De acordo com o especialista, esse período é o responsável pelo aumento de 25% no volume de acidentes domésticos registrados em hospitais. “Quedas, sufocamentos, afogamentos, atropelamentos, choques e intoxicação são os mais comuns. Por isso, além de orientarmos as crianças, é também preciso que pais e familiares tenham cuidados, em especial, de modo preventivo”.

Por essa razão, o especialista indicou os fatores essenciais para assegurar a vida da criança:
  • Garrafas reutilizadas: sabe aquela garrafa de refrigerante? Segundo Dr. Garcia, nada de usar para produtos de limpeza. “Para a criança, o que vem à memória é que o pai, a mãe ou qualquer outro da família ingeriu o que estava naquele frasco. E é justamente isso o que ele vai fazer”;
  • Remédios: a farmácia da casa deve estar acessível apenas aos adultos. Por isso, mantenha fora do alcance das crianças;
  • Brinquedos: Estejam atentos se todos são apropriados para a idade. O que não for, guarde e deixe fora do alcance. “Não tenha pressa. Na hora certa, a criança vai brincar”;
  • Piscinas: casas ou apartamentos que possuem piscina devem ser bloqueadas com portões ou cercas. Além disso, o especialista também indica que seja usada lona de material resistente. “Lembrando que, o uso da piscina deve ser sempre com a supervisão de um adulto”;
  • Baldes e bacias: o simples fato de deixar peças de molho em baldes ou bacias também oferece risco. “Não esqueça que a criança está em fase de aprendizado e a curiosidade é natural. O ato de inclinar o corpo para ver o que tem dentro do recipiente já oferece risco”;
  • Gavetas: coloque travas em gavetas com objetos cortantes e outros que ofereçam risco. “A atenção não é apenas com faca. Itens de cozinha em geral, além de objetos no quarto de estudo, como grampeador, clips, tampa de caneta e outros, também são possibilidades de acidente” e,
  • Tomadas: a criança é naturalmente curiosa. Por isso, todas tomadas devem ser bloqueadas com protetor, evitando assim que a criança coloque o dedo e receba descarga elétrica. “A morte por choque elétrico aumenta em mais de 50% em crianças de até 5 anos”.
E, para finalizar, o especialista alerta que à medida que a criança cresce e compreende as situações de risco, ela absorve as informações e evita a exposição. “Para que isso aconteça, os adultos devem orientar e estar sempre - sempre mesmo - próximo. Nada é mais importante do que a saúde da criança”.


Sobre o Hospital Samaritano de São Paulo: Especializado em medicina de alta complexidade, o Hospital Samaritano de São Paulo está há 121 anos em atividade. Fundado em 25 de janeiro de 1894, nasceu como primeiro hospital privado da capital paulista e hoje é uma das poucas instituições de saúde que permanece em atividade, em duas passagens de séculos, com recursos próprios.
Especializado em Cardiologia, Gastroenterologia, Neurologia, Ortopedia, Oncologia, Trauma, Urologia e Ginecologia, o Hospital Samaritano de São Paulo oferece atendimento completo e integrado aos pacientes, com acompanhamento em todas as etapas do tratamento. Além disso, conta com Serviço de Emergência Especializada 24 horas em Ortopedia, Cardiologia, Neurologia e Trauma.

Assista ao vídeo e coloque para seus filhos a música é bonita e ele vai entender alguma coisa:

Jornal de Saúde informa

Até quando juiz poderá passar por cima da Constituição do STF e soltar liminar que fere o Direito de expressão e a liberdade de imprensa?

Grande equívoco de juiz, ao proibir a Globo de noticias matérias do processo do Assassinato de Mariele Franco e Anderson Gomes. Não podemo...

Jornal de Saúde