quinta-feira, 7 de abril de 2016

Decisão do STF coloca em liberdade 32 pessoas presas preventivamente em um único Habeas Corpus



A prisão preventiva já durava um ano. Em sua decisão, o ministro Marco Aurélio reconheceu a ilegalidade manifesta pelo excesso de prazo na formação da culpa

Na última semana, uma decisão do ministro Marco Aurélio de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) colocou em liberdade 32 pessoas presas preventivamente há um ano, em um único Habeas Corpus.

As prisões preventivas foram realizadas no dia 23 de março de 2015, em uma operação da Polícia de São Paulo. O ministro Marco Aurélio, reconhecendo a ilegalidade manifesta pelo excesso de prazo na formação da culpa, afastou o entendimento de que não cabe Habeas Corpus contra ato isolado de Ministro do STJ e concedeu liminar para colocar em liberdade, além do paciente do Habeas Corpus, mais 31 pessoas que se encontravam presas e na mesma situação jurídica, pelo suposto envolvimento em associação e tráfico de drogas.

“Importante destacar que a prisão preventiva é excepcional e provisória. Não pode representar condenação antecipada. Os réus foram mantidos presos há um ano por que o judiciário local mostrava muito mais preocupação com segurança pública do que com a salvaguarda de direitos, isso sem contar a inércia do TJ/SP e da relatoria do STJ de agirem tempestivamente para evitar excessos e erros processuais”, esclarece Luciano Borges dos Santos, autor da Medida Cautelar apresentada no STF.
Não é novidade o entendimento de que se há ilegalidade cometida em relação a uma pessoa, essa decisão deve ser estendida a outras na mesma situação jurídica. Durante a Operação Lava Jato, uma decisão do ministro Teori Zavasky causou polêmica ao estender a liberdade concedida a uma pessoa, para mais outros oitos presos em situação similar, situação equivalente à decisão proferida pelo Ministro Marco Aurélio.

No momento em que o poder judiciário está sob a mira dos holofotes da grande imprensa, aplicando penas cada vez mais duras, a decisão do STF resgata a legalidade sobre prisões preventivas. “O poder judiciário tem sim a missão de promover justiça, sempre observando o devido processo legal. A decisão estabelece o STF como guardião da constituição  e como instrumento de salva guarda dos direitos que sejam violados. Judiciário preocupado apenas com segurança pública não faz justiça”, declarou Borges

Ministério da Saúde confirma 102 casos de microcefalia em uma semana, que absurdo


jornal de saude
Atualização assim que ocorre  7 de abril de 2016
NOTÍCIAS
O Serrano
Ministério da Saúde confirma 102 casos de microcefalia em uma semana.
O Ministério da Saúde divulgou ontem (5) que 1.046 bebês nasceram com microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
O Serrano
H1N1: Entenda como funciona a vacina da gripe.
O Ministério da Saúde iniciou o envio aos estados da vacina contra a influenza no início deste mês. Nas três primeiras remessas (1º a 15 de abril), ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Jornal de Brasília (Assinatura)
Moradora de Planaltina de Goiás morre após ter quadro clínico agravado por H1N1
A chefe da vigilângia epidemiológica da Secretaria de Saúde de Planatina de Goiás, Dra. Evani Luzia, informou ao Jornal de Brasília que a paciente ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
O Serrano
OMS: diabético pode ter vida saudável se detectar cedo e controlar a doença.
Relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que quem tem diabetes pode ter vida longa e saudável se a doença for detectada a ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Jornal do Comércio
Estado registra mais duas mortes por gripe A
A Secretaria Estadual da Saúde (SES) irá liberar mais informações na tarde de hoje. No entanto, o secretário João Gabbardo dos Reis adiantou que ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Pelé, rei da bola, vítima de erro médico em cirurgia

Acontece mais com os sem sorte, ou seja, os pobres do que com os ricos e famosos. Pelé foi vítima conforme matéria, leia mais: http://esportes.terra.com.br/lance/pele-afirma-que-houve-erro-medico-em-sua-primeira-cirurgia-de-quadril,5b3893008622b8fe173b19e3172698f11zyqhaui.html de erro médico e dos graves.

A cirurgia foi mal feita e sua grande sorte é que em Hospital de ponta no mundo e não complicou com a famosa infecção hospitalar, se podemos chamar isso de sorte ou coisa que o valha.

A afirmação fica para o povo que sofre nas mãos de profissionais que são talhados para ganhar dinheiro, que servem, às vezes algumas horas ao governo que desvia recursos que deveriam ser colocados na saúde, nos hospitais universitários, nos hospitais das Clínicas e até nas Santas Casas de Misericórdia pela país afora, conforme a tradição de caridade cristã que norteia o Brasil.

No entanto, nada acontece nesse sentido e tudo piora e quando deparamos com uma notícia destas e a morte, às vezes de pessoas, importantes e ricas, devido a erro médico, fica a se pensar na qualidade do ensino no país e nas pessoas que recebem este ensino se estão capacitadas, vocacionadas e dedicadas ao que receber, pois muito será exigido daquele que recebe muito.

Dia Mundial da Saúde – Gestão de pacientes



Independente da gravidade de uma doença, o emocional dos pacientes é muitas vezes afetado e, na grande maioria das ocorrências, essa preocupação também é compartilhado com seus familiares. “Quando tratamos de portadores de doenças crônicas ou com câncer, por exemplo, sabemos que a situação é mais delicada. O tratamento exige um alto grau de importância e uma atenção especial, já que são muitos os casos registrados de desistência dos processos e no consumo dos medicamentos. Assim, o incentivo e acompanhamento destes enfermos passa a ser não apenas um benefício a ser conquistado, mas sim, algo essencial nesta fase de suas vidas”, explica o presidente da 4BIO Medicamentos Especiais, André Kina.

Pensando nisso, a companhia realiza, além da comercialização de medicamentos, o serviço de gestão de pacientes. Por meio do 4BIO Care, faz o acompanhamento completo do paciente, garantindo o controle do uso adequado de seus medicamentos, desde o momento de entrega em domicílio, até o esclarecimento de dúvidas e orientações sobre a medicação via telefone e, se necessário, por meio de visitas para aplicação do produto em todo o território nacional. “Apesar de todo o avanço da medicina, são medidas simples como essa que alcançam os melhores resultados nos tratamentos e ajudam na redução de custos de toda a cadeia de serviços de saúde”, finaliza Kina.

Sobre a 4BIO
A 4BIO Medicamentos Especiais faz parte da Raia Drogasil, maior rede de drogarias do Brasil em receita e número de lojas. A empresa comercializa medicamentos de alto custo e principalmente desenvolvidos por biotecnologia e oferece serviços de Home Care. Com crescimento de 99,4% nos últimos dois anos, tem ampliado os serviços para atender com segurança e logística desenhada para chegar a qualquer ponto do país. Pelo quinto ano consecutivo, a 4BIO esta entre as PMEs que mais crescem no Brasil, segundo ranking da revista Exame PME, sendo a primeira colocada da área farmacêutica, em 2014.

Fundada em 2005 e sediada em São Paulo (SP), com filiais em Campinas (SP) e Palmas (TO), a empresa possui equipe especializada no atendimento a planos de saúde, hospitais, clínicas, autogestão, PBM (PharmacyBenefit Manager), médicos e pacientes. Sua estrutura conta com sistemas de refrigeração, manuseio, distribuição e transporte que atende às normas da ANVISA e os padrões internacionais. Atua nos segmentos de angiologia, infertilidade, gastroenterologia, ginecologia, hepatologia, infectologia, oncologia, nefrologia, endocrinologia, oftalmologia, reumatologia, urologia e pediatria.

Dia Mundial da Saúde terá atendimentos médicos gratuitos em João Pessoa


jornal de saude
Atualização assim que ocorre  7 de abril de 2016
NOTÍCIAS
http://jornaldaparaiba.com.br/ (liberação de imprensa) (Assinatura) (Blogue)
Dia Mundial da Saúde terá atendimentos médicos gratuitos em João Pessoa
A ação é realizada por uma faculdade de João pessoa, e os serviços serão promovidos por docentes e acadêmicos dos cursos da Escola daSaúde ...
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante
Servier e Fiocruz lançam prêmio para pesquisas sobre Zika vírus
... no Rio de Janeiro, Brice Roquefeuil, o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, e representantes de entidades médicas e do Ministério da Saúde.
Google PlusFacebookTwitterSinalizar como irrelevante

Atlético Mineiro, mau treinado assim não conquistar nada este ano

O Atlético Mineiro ontem passou um vexame e por pouco não foi goleado por um time médio. Sem títulos, sem grandes nomes no futebol, o Independente Del Valle, quase aplica uma dura lição a um time mal treinado, cheio de desculpas esfarrapadas, campo ruim é para os dois times, os jogadores do Galo não São melhores em nada em relação ao adversário. A altitude também foi salientada, mas somente alturas de 3.000 m de altitute fazem efeito. No entanto, os jogadores estavam exaustos, treinamento ruim físico. Aliás o técnico do Atlético Mineiro, deixou o Internacional tão mau treinado que o time amargou o sétimo lugar no campeonato regional gaúcho.


O time do Atlético se jogasse com o time que ganhou de 7 versus a 2, do Vila Nova, não teria passado tanto vexame e até medo de atacar como ficou quando levou os gols. O meio de campo, sem Leandro Donizete, que não faz gol, mas também é raro levar bola nas costas, para que o adversário faça gols. Não existiu o primeiro tempo todo.

O tal do equatoriano jogou para a torcida. Ele levou amarelo, quase foi expulso e fez três faltas infantis onde uma resultou no gol de falta dos equatorianos. Lamentável para um zagueiro, que tem apelido de elegante, fez falta o jogo todo, parecia cansado, desorientado, não bateu cabeça, mas foi aquém do futebol, que pode apresentar.

O Atlético Mineiro, quando não usa a tática de recuo de bola para defesa, brinca de sair com a bola dominada da defesa, o que coloca em risco o time, principalmente de levar gol, não sabe e não treina desarme, roubar a bola do adversário. E, o pior, até peladeiro sabe fazer isso, passar a bola e correr para levar o marcador ou para receber o passe em melhor posição para preparar a bola. O Galo, não fez isso nessa partida, pelo contrário, passavam a bola, quando conseguiam dominar a bola e o passe, estavam tomados pela teoria de que o campo era ruim e que assim eles não conseguiriam jogar. Fica a indagação e os varzeanos que jogam em campos de terra pelo Brasil afora e muitos craques de hoje jogaram nesses campos, como é que fica?

O Robinho, não é armador, nunca jogou assim e todas às vezes que um técnico colocar ele assim, ele será anulado, ele é jogador de marcar gol e distribuir bola para o gol, ele é sem firula, tem objetivo, não é como Lucas Pratto que precisa marcar gol com bola de efeito, ele chuta leve, despretensioso e marca o gol. Colocar o cara como armador é chamar marcação cerrada, é fazer com que o cérebro do time seja anulado e quando conseguem já era todo o time, fica sem criação de ataque, sem opção de gol e quando não tem meio de campo, a defesa sofre e o goleiro leva gol atrás de gol como aconteceu ontem.

No segundo tempo não acordou e continuou o mesmo time desencontrado e mal treinado. O narrador da Globo, sem querer, acredito fez até uma piada, usou o humor quando disse que o Atlético estava usando um tática, que não pôde ser televisionada, ou seja, qual, se não vimos nenhuma. Apenas um time que perdia a bola e tinha dificuldade em desarmar, marcava por zona e deixava a bola chegar no Uilson com uma facilidade infantil e irritante para o torcedor que desconhece um time que faz sete gols e começa a sofrer uma goleada aos cinco minutos.

Ouso a dizer, que com esse time e com esse nível de treinamento e essa confusão que está instalada no Atlético Mineiro, este time não logrará a conquistar nada neste ano, até mesmo, o campeonato estadual está rifado diante da derrota para o grande rival, Cruzeiro.

Por último, podemos afirmar que Lucas Pratto, não é centro avante do Atlético, e precisamos de um, talvez o Robinho, quando joga nessa função, sem autorização do técnico, na conta dele. Ontem bateram uma bola e o goleiro do Independente Del valle bateu roupa, quase igual ao Uilson contra o Cruzeiro. Lucas Pratto acompanhou a jogada, bastava ele se colocar como fazem os centro avantes, cara a cara com a zaga e correr para receber o rebote. Ele não saiu do lugar em que estava, a bola voltou e não tinha ninguém para chutar e ela ficou ainda alguns segundos até que a zaga recuperou a bola, um desastre esse ataque do Atlético Mineiro, inconsistente, desiteressante. Uma equipe que sabe o caminho para aplicar ste gols e esquece de uma partida para outra, precisa de muitas, desculpas, muitas justificativas, quais as verdadeiras? não sabemos.

Marcelo dos Santos - jornalista.

Jornal de Saúde informa

Até quando juiz poderá passar por cima da Constituição do STF e soltar liminar que fere o Direito de expressão e a liberdade de imprensa?

Grande equívoco de juiz, ao proibir a Globo de noticias matérias do processo do Assassinato de Mariele Franco e Anderson Gomes. Não podemo...

Jornal de Saúde